Notícia

Taxa de mortalidade na siderúrgica de Andrew Carnegie?

Taxa de mortalidade na siderúrgica de Andrew Carnegie?

Entre 1885 e 1900, que porcentagem dos trabalhadores siderúrgicos de Andrew Carnegie morria no trabalho anualmente?

o economista.
Acidentes fatais em siderúrgicas, ele calcula, foram responsáveis ​​por 20% de todas as mortes de homens em Pittsburgh na década de 1880. As listas de jornais de homens mortos e feridos a cada ano eram tão extensas quanto uma lista de vítimas em uma pequena batalha na guerra civil americana.

-

"Trabalho e Aço".
Em 1920, a taxa de mortalidade em ferro e aço era quase o dobro da taxa de fabricação em geral, de acordo com a Prudential Insurance Co. of America.

para os trabalhadores, a ocupação aumericamente mais importante é mais do que o dobro da média. *

O risco de doença no aço é maior do que o risco de acidente. O excesso de mortes por pneumonia por si só era quase tão numeroso no setor em 1929 quanto todas as mortes por acidentes; e a taxa de gravidade para casos de doença não fatais foi maior do que a taxa de gravidade para acidentes não fatais na única usina siderúrgica que é conhecida por compilar as taxas de gravidade de doença, a fábrica de Middletown da American Rolling Mill Co. 18

Que porcentagem de sua força de trabalho eles perderam anualmente?

(Escolhi essas datas porque representaram, a meu ver, o período mais perigoso em uma das indústrias mais perigosas. Como os trabalhadores estavam perdendo a pouca influência que tinham e antes do início de reformas modestas após 1907.)


Trabalhadores do aço em toda a indústria em 1898, 9% morreram no trabalho anualmente. Eu encontrei isso em uma produção de canal de história.

De “The Men Who Built America”, S01E07 “Taking the White House”. Contador 00:03:48

1898

90% dos americanos sobrevivem com menos de $ 100 dólares por mês. O trabalhador americano médio ganha apenas US $ 1 por dia, bem abaixo da linha da pobreza. Em um único ano, uma em cada onze siderúrgicas morrerá no local de trabalho.


Biografia de Andrew Carnegie, Magnata do Aço

Andrew Carnegie (25 de novembro de 1835 a 11 de agosto de 1919) foi um magnata do aço, importante industrial e filantropo. Com um grande foco no corte de custos e organização, Carnegie era frequentemente considerado um barão ladrão implacável, embora ele eventualmente tenha se retirado dos negócios para se dedicar a doar dinheiro para várias causas filantrópicas.

Fatos rápidos: Andrew Carnegie

  • Conhecido por: Carnegie foi um magnata do aço proeminente e um grande filantropo.
  • Nascer: 25 de novembro de 1835 em Drumferline, Escócia
  • Pais: Margaret Morrison Carnegie e William Carnegie
  • Faleceu: 11 de agosto de 1919 em Lenox, Massachusetts
  • Educação: Escola gratuita em Dunfermline, escola noturna e autodidata através da biblioteca do Coronel James Anderson
  • Obras Publicadas: An American Four-in-hand in Britain, Triumphant Democracy, The Gospel of Wealth, The Empire of Business, Autobiografia de Andrew Carnegie
  • Premios e honras: Doutor Honorário em Direito, Universidade de Glasgow, Doutorado Honorário, Universidade de Groningen, Holanda. Os seguintes são todos nomeados em homenagem a Andrew Carnegie: o dinossauro Diplodocus carnegii, o cacto Carnegiea gigantea, o prêmio de literatura infantil da Medalha Carnegie, Carnegie Hall na cidade de Nova York, Carnegie Mellon University em Pittsburgh.
  • Cônjuge (s): Louise Whitfield
  • Crianças: Margaret
  • Citação Notável: “Uma biblioteca supera qualquer outra coisa que uma comunidade pode fazer para beneficiar seu povo. É uma primavera que nunca acaba no deserto. ”

Como Andrew Carnegie tratou seus trabalhadores?

Muitos relatos de Andrew Carnegie afirmam que ele explorou seus trabalhadores, sujeitando-os a longas horas de trabalho, um local de trabalho perigoso e baixa remuneração. Muitos trabalhadores em suas siderúrgicas trabalhavam 12 horas por dia, sete dias por semana, e eram postos de lado quando não tinham mais condições físicas de atender às demandas do local de trabalho.

Andrew Carnegie fez fortuna com a produção de aço. Ele foi o primeiro fabricante a controlar todos os aspectos do desenvolvimento de seu produto, desde a matéria-prima até a tecnologia usada para refiná-lo. Por causa disso, ele conseguiu construir um grande número de fábricas e fornecer empregos para quem quisesse trabalhar. No entanto, os trabalhadores que trabalhavam para a Carnegie Steel geralmente recebiam salários baixos e tinham dificuldade em manter um padrão de vida decente. Esses trabalhadores também trabalharam horas extremamente longas em condições de fábrica perigosas, onde os ferimentos eram comuns.

As condições de trabalho nas fábricas de Carnegie eram tão perigosas que 20 por cento das mortes entre os homens em Pittsburgh durante a década de 1880 foram devido a acidentes siderúrgicos. Carnegie parecia indiferente quando as vítimas aconteciam. Quando uma máquina explodiu, matando vários de seus trabalhadores, ele expressou mais preocupação com a perda de produção causada pelo incidente do que com a perda de vidas. Apesar dessas difíceis condições de trabalho, seus funcionários enfrentaram uma redução salarial de 30% em 1892.

Muitos dos funcionários da Carnegie trabalhavam sete dias por semana, 12 horas por dia. Apesar disso, Carnegie pressionaria para que trabalhassem mais horas, enquanto tentavam reduzir seus salários. Aqueles que não conseguiram atender às demandas físicas do trabalho tiveram o vínculo empregatício rescindido.

Essas condições de trabalho levaram à greve de Homestead, durante a qual muitos dos grevistas expressaram sua oposição às condições de trabalho e aos baixos salários nas siderúrgicas de Carnegie. Esta violenta greve terminou com uma dúzia de mortes e ajudou Carnegie e outros magnatas do mundo dos negócios a manter o controle sobre os trabalhadores, negando-lhes o direito de se sindicalizarem. Carnegie optou por lutar contra os sindicatos e a negociação coletiva porque ganhava mais dinheiro mantendo o controle sobre os salários de seus trabalhadores. O movimento pelos direitos dos trabalhadores sofreu muito por causa de Carnegie e seu trabalho.

Surpreendentemente, Carnegie também era um filantropo. Além de ser lembrado por suas difíceis condições de trabalho e tratamento injusto, ele também era conhecido por estabelecer 2.811 bibliotecas durante sua vida, doando a muitas fundações de caridade e fornecendo a 7.689 igrejas órgãos para acompanhar seus serviços. Ao todo, Carnegie deu a maior parte de sua fortuna, que hoje valeria mais de 100 bilhões de dólares.


Carnegie, Louise (1857-1946)

O sucesso das Bibliotecas Carnegie públicas desempenhou um grande papel no incentivo ao desenvolvimento de bibliotecas nacionalmente, e muitos dos maiores sistemas do país devem algo à generosidade da Carnegie.

Cortesia da Biblioteca Carnegie de Pittsburgh

Introdução Biográfica

Que história! A esposa do homem mais rico do mundo, Andrew Carnegie, dono da Carnegie Steel Corporation, entusiasticamente aconselhou seu marido a parar de ganhar dinheiro e começar a doar sua fortuna ajudando comunidades na América e além a construir bibliotecas públicas gratuitas. Andrew Carnegie e Lousie Whitfield foram casados ​​em sua casa pelo Rev. Dr. Charles H. Eaton, ministro da família da noiva & # 8217s Igreja Universalista da Paternidade Divina na cidade de Nova York.

Louise aconselhou Andrew enquanto ajudavam na criação de mais de 2.500 bibliotecas entre 1883 e 1929. 1.689 foram construídas nos Estados Unidos, 660 na Grã-Bretanha e Irlanda, 125 no Canadá e outros na Austrália, Nova Zelândia, Sérvia, Caribe e Fiji . A primeira dessas bibliotecas gratuitas foi construída na Escócia, onde Andrew nasceu. Um lema foi esculpido na entrada, & # 8220Deixe haver luz & # 8221.

O estilo arquitetônico de todas essas bibliotecas foi determinado pelos residentes locais, mas todas elas tinham a inovação de pilhas abertas que incentivavam a navegação. 31 dos 39 edifícios da Biblioteca Pública de Nova York ainda estão em operação. Essas bibliotecas Carnegie gratuitas levaram ao estabelecimento de pelo menos 75% de todas as bibliotecas gratuitas na América. Entre seus torcedores mais fortes estavam os clubes femininos locais.

Se uma vila ou cidade quisesse estabelecer uma Biblioteca Carnegie, ela teria que atender a quatro requisitos:

  1. Demonstrar a necessidade de uma biblioteca pública gratuita
  2. Fornece um local para o edifício
  3. Fornece 10% do custo de construção
  4. Fornece serviço gratuito para todos

Obituário de Louise Carnegie

Quando Louise Whitfield Carnegie, que nasceu em 7 de março de 1857, morreu em 24 de junho de 1946, o seguinte obituário foi divulgado pela Biblioteca Carnegie de Pittsburgh. O texto está incluído aqui por cortesia da Biblioteca Carnegie de Pittsburgh.

Na terça-feira, 24 de junho, a Sra. Andrew Carnegie morreu em sua casa na cidade de Nova York, aos oitenta e nove anos. Isso pôs fim a uma vida longa e excepcional, de grande distinção e requinte. Embora desde a morte de seu marido em 1919, a Sra. Carnegie raramente tivesse visitado Pittsburgh, ela era conhecida por muitos aqui por seu alto propósito, bondade e nobreza de caráter. Apesar da grande riqueza e proeminência de seu marido, ela desempenhou seu papel individual em todas as suas filantropias como conselheira e uma entusiasta co-planejadora em suas esperanças pelo aperfeiçoamento da raça humana. Ela era modesta em seus próprios benefícios, que eram muitos, mas vivia plenamente de acordo com o que sentia serem as responsabilidades colocadas sobre ela por suas oportunidades de serviço. Uma verdadeira dama no sentido antiquado da palavra, ela foi muito graciosa e gentil com todos com quem entrou em contato e poderia muito bem ser considerada um exemplo notável da feminilidade americana.

A Sra. Carnegie morre aos 89 anos em Nova York.

A Sra. Andrew Carnegie, 89, viúva da siderúrgica e filantropa, morreu hoje em sua mansão na Fifth Ave. na cidade de Nova York, de acordo com uma reportagem da Associated Press. Uma mulher aposentada, cujas filantropias sempre foram conduzidas discretamente, ela estava com a saúde debilitada por mais de um ano. Uma filha, a Sra. Roswell Miller, de Nova York, estava ao lado de sua cama. Uma neta, a Sra. Gordon Thompson, voou da Inglaterra em 12 de maio para ficar com ela.

Visitou Pittsburgh.

Durante sua última aparição pública em Pittsburgh, anos atrás, a Sra. Carnegie olhou para as instituições de ensino e cultura que seu marido deu à cidade e declarou: & # 8220Aqui está a melhor concepção da idéia da irmandade do homem. Nunca gostei de uma visita a qualquer parte do mundo, pois tenho esta visita a Pittsburgh. & # 8221 A ex-Louise Whitfield de Nova York, ela se casou com o Sr. Carnegie em 1887 & # 821138 anos depois que ele veio para Pittsburgh da Escócia para trabalhar como menino de bobina em uma fábrica de algodão. Ele atrelou sua carroça às estrelas ascendentes de ferro e aço e era um homem rico, mas solitário. Doou meio bilhão.

Logo após o casamento, ele se tornou o homem mais rico que o mundo já viu e um dos mais felizes. Falando de sua vida com seu & # 8216 amado Lou & # 8217 Carnegie disse: & # 8220 Por que, oh, por que, somos compelidos a deixar o céu que encontramos na terra e ir não sabemos para onde? & # 8221 Com sua esposa & # 8217s ajudar Carnegie também se tornou um grande filantropo. Nos 18 anos de 1901 a 1919, ele doou a maior parte de sua fortuna de meio bilhão de dólares à taxa de US $ 25 milhões por ano.

Muitos beneficiários.

Seus beneficiários incluíam antigos funcionários, velhos amigos, instituições educacionais, organizações pela paz mundial, várias nações, um presidente dos Estados Unidos, três esposas do presidente, um primeiro-ministro britânico e a cidade de Pittsburgh.

As várias empresas doadoras de dinheiro que ele fundou ainda despejam de quatro a cinco milhões de dólares por ano.

Certa noite, em agosto de 1919, depois que a sra. Carnegie disse boa noite ao marido, ele mergulhou em seu último sono. Ele foi enterrado no topo de uma pequena colina no Cemitério Sleepy Hollow perto de Tarrytown, N.Y.

Viveu na Escócia.

Durante os últimos 27 anos, a Sra. Carnegie levou uma vida tranquila e aposentada em Nova York e na Escócia. Ela se reunia anualmente com os membros das corporações de seu falecido marido, fazia sugestões e tinha muito orgulho de seu trabalho. Enquanto isso, ela continuava dando somas de seu próprio dinheiro. Por ocasião do Centenário de Carnegie em 1935, uma pequena senhora de cabelos grisalhos com uma voz gentil, ela relembrou:

& # 8220Pittsburgh tem um lugar caloroso em meu coração. Tenho tantas lembranças das amigas amáveis ​​e afetuosas que conheci lá. & # 8221

Sua última aparição pública com Andrew foi em Pittsburgh. Ele havia dito a respeito dela: & # 8220Paz e boa vontade acompanharão seus passos onde quer que sua bendita influência se estenda. & # 8221

Uma breve nota sobre conexões unitárias

De acordo com os registros da igreja, Louise Carnegie era membro da Quarta Sociedade Unitarista da cidade de Nova York. Ela e seu marido, Andrew, doaram um órgão ao Quarto Unitarista. Após a morte de Andrew & # 8217, Louise fez doações significativas para instituições de caridade, incluindo muitas instituições religiosas liberais.

Apresentação de slides do Projeto Biblioteca Carnegie

Andrew e Lousie Carnegie começaram o Carnegie Library Project quando havia menos de 1.500 bibliotecas nos Estados Unidos. A primeira biblioteca foi encomendada na cidade natal do Sr. Carnegie, Dunfermline, na Escócia. Um imigrante escocês de primeira geração que saiu da pobreza para se tornar um dos homens mais ricos do mundo, Andrew Carnegie acreditava na importância de fornecer um sistema educacional de oportunidades iguais nos Estados Unidos. No total, 2.509 bibliotecas foram construídas nos Estados Unidos e em todo o mundo, a última biblioteca foi construída em 1919. O projeto, em um período de menos de quatro décadas, dobrou o número de bibliotecas no país e forneceu muitos americanos, que de outra forma nunca teria posto as mãos em um livro, acesso a uma vasta coleção de textos acadêmicos. No final desta apresentação, que celebra a cruzada de Louise e Andrew pela igualdade educacional nos Estados Unidos, está uma coleção de algumas das maiores bibliotecas do país. O extraordinário ato filantrópico de Louise e Andrew Carnegie influenciou a produção posterior de bibliotecas públicas nos Estados Unidos.


Andrew Carnegie

Durante anos, toda vez que tocamos um dedo do pé fora do estado, eu incluí cemitérios em nosso itinerário de viagem. De extensões semelhantes a jardins a colinas cobertas de vegetação, sejam eles os locais de descanso final do famoso, mas não tão importante, ou do importante, mas não tão conhecido, eu amo todos eles. Depois de perceber que há muitos taphophiles (cemitério e / ou entusiastas de lápides) por aí, estou finalmente colocando meu arquivo de lápides interessantes em bom uso. Veja todos os posts de Grave Sightings aqui.

Para um cara que vale cerca de US $ 310 bilhões, o túmulo de Andrew Carnegie é bastante modesto, mas isso é adequado para o homem que deu de presente a grande maioria de sua fortuna enquanto ainda estava vivo.

Uma visão geral (muito) rápida da história de vida de Carnegie: Nascido na Escócia em 1835, Andrew e sua família muito pobre se mudaram para os EUA em 1848 e se estabeleceram em Allegheny, Pensilvânia. A pobreza de sua família permaneceu com ele, e ele jurou ajudar os outros quando estivesse em posição de fazê-lo. “Foi gravado em meu coração que meu pai teve que implorar por trabalho”, Carnegie escreveu mais tarde, “e então veio a decisão de que eu iria curar isso quando me tornasse um homem."

Ele cumpriu a promessa, ou pelo menos tentou. Depois de um monte de pequenos empregos temporários - trocar carretéis de linha em uma fábrica de algodão, servindo como mensageiro do telégrafo - o jovem Andrew começou a subir na hierarquia da Pennsylvania Railroad Company e tomou uma série de boas decisões de investimento, incluindo o estabelecimento de uma siderúrgica . Ele abriu sua própria usina siderúrgica em 1875 e continuou a expandir seus negócios e participações nos 26 anos seguintes. Em 1901, ele vendeu a Carnegie Steel por US $ 480 milhões absolutamente sem precedentes, tornando-o (na época) o homem mais rico do mundo. Mas ele não acreditava em ficar com esse dinheiro e, na verdade, escreveu "O Evangelho da Riqueza", que explicava suas crenças sobre como as pessoas ricas podem e devem usar suas fortunas para a melhoria da sociedade.

Entre outras coisas, o dinheiro de Carnegie construiu 2.509 bibliotecas em todo o mundo, fundou ou estabeleceu grandes fundos em várias universidades, construiu o Carnegie Hall em Nova York, financiou 7.000 órgãos da igreja e iniciou um fundo de pensão de US $ 10 milhões para professores. O que não quer dizer que Carnegie não tivesse seus defeitos. De acordo com vários relatos, ele era desnecessariamente cruel com as pessoas, valorizava a eficiência em relação à segurança de seus metalúrgicos e autorizou Henry Frick a fazer o que fosse necessário para impedir uma greve trabalhista em uma de suas fábricas em 1892. Nove trabalhadores acabaram sendo mortos por Agentes Pinkerton.

Joseph Wall, um dos biógrafos de Carnegie, teorizou que "Talvez com a entrega de seu dinheiro, ele justificaria o que fez para conseguir esse dinheiro." E ele certamente entregou. Na época em que Andrew Carnegie faleceu de complicações de pneumonia aos 83 anos em 1919, ele doou cerca de 90% da riqueza que acumulou ao longo dos anos. Sua lápide no cemitério de Sleepy Hollow em Sleepy Hollow, Nova York, é feita de pedra do Castelo de Skibo, a casa de Carnegie na Escócia.


A família da era dourada que deu tudo de si: os Carnegies

Antes de Warren Buffett, Bill e Melinda Gates começarem a forçar os bilionários do mundo a doar pelo menos metade de suas fortunas, um dos homens mais ricos do século 19 escreveu um ensaio na esperança de inspirar outros industriais a fazer o mesmo.

Foi no auge da Idade do Ouro em 1889, e Andrew Carnegie, um pioneiro na indústria do aço, explicou por que estaria doando a maior parte de sua riqueza - cerca de US $ 350 milhões (no valor de cerca de US $ 4,8 bilhões hoje). O trabalho, chamado “O Evangelho da Riqueza”, foi publicado 125 anos atrás neste verão, e ainda solapa o equilíbrio instável que os americanos andam entre o capitalismo e a responsabilidade social.

“O homem que morre rico morre em desgraça”, escreveu ele agora.

Essa é a razão pela qual o clã Carnegie não está na nova lista da Forbes das famílias mais ricas da América. Quando Andrew morreu em 1919, ele deixou para sua esposa seus bens pessoais, um pequeno presente em dinheiro e sua propriedade, que era uma casa em Manhattan e sua casa de férias na Escócia, o Castelo de Skibo. Sua única filha, Margaret, recebeu um pequeno fundo e, eventualmente, eles tiveram que vender a residência urbana devido à sua manutenção cara, disse o biógrafo David Nasaw.

“Ele deixou dinheiro suficiente para que ficassem confortáveis, mas nunca tanto quanto os filhos de seus colegas barões ladrões, que viviam em um luxo enorme”, disse Nasaw em entrevista por telefone. “Dinheiro e poder foram transmitidos de geração em geração. Isso não iria acontecer com os Carnegies. ”

Foi um acordo com o qual eles concordaram muito antes de ele morrer. Na verdade, os Carnegies assinaram um dos primeiros acordos pré-nupciais da América, que detalhava os termos da herança. Isso abriu o caminho para que Andrew doasse 200 bibliotecas, o Carnegie Institute of Technology (agora Carnegie Mellon University) e a Carnegie Corporation de Nova York.

Quase nada resta da fortuna de Andrew, que já foi avaliada em pé de igualdade com o magnata do petróleo Rockefellers e a família bancária Morgan. Os 13 membros da quarta geração da linhagem de Andrew Carnegie agora contam com a riqueza de profissionais de colarinho branco. Seus filhos e netos constituem uma grande quinta geração e uma crescente sexta.

Linda Thorell Hills, uma das bisnetas de Andrew Carnegie, disse que sua família "viveu de forma conservadora e privada", observando que é mais fácil se misturar, uma vez que todos são descendentes de sua única filha e nenhum vive com o sobrenome Carnegie. Ainda assim, ela disse que eles se sentiram encorajados por seu legado.

“Construir seu próprio caminho na vida é uma maneira saudável de ser”, disse Thorell Hills. “Nossa família foi criada com a filosofia de que nossas próprias vidas individuais são o que fazemos delas.”

Nascido na Escócia, filho de tecelões pobres, Carnegie imigrou com seus pais para uma cidade empobrecida na Pensilvânia em 1848. Sua história começa soando estranhamente semelhante a incontáveis ​​contos de imigrantes de sua época: de acordo com sua autobiografia, aos 13 anos de idade, ele começou seu primeiro emprego, ganhando US $ 1,20 por semana para trocar carretéis de linha em uma fábrica de algodão em Pittsburgh. Ele trabalhava seis dias por semana e os tempos ainda eram difíceis.

Logo, essa história deu uma guinada que logo o tornaria um dos mais ricos da América. Ele investiu nas ferrovias e passou um tempo como vendedor de títulos. Ele então formou a Carnegie Steel e a vendeu para o JP Morgan em 1901 por US $ 480 milhões (o que hoje seria próximo a US $ 13 bilhões).

No mesmo ano, J.P. Morgan fundou a U.S. Steel, que se tornou a primeira empresa do mundo a ter uma capitalização de mercado de mais de US $ 1 bilhão. No entanto, ao contrário de muitos na lista das famílias mais ricas da Forbes na América, Carnegie não deixou seus descendentes com uma participação na empresa que ajudou a construir. Agora é negociado na Bolsa de Valores de Nova York.

Ironicamente, o irmão de Andrew, Thomas, optou por uma abordagem mais tradicional à herança. Quando ele morreu, aos 42 anos, seu testamento dividiu sua fortuna industrial multimilionária entre sua esposa e nove filhos. Cada um recebeu um fundo fiduciário de cerca de US $ 10 milhões, dizem vários descendentes.

Mas essa riqueza agora também secou, ​​acrescentaram os descendentes. A joia da coroa da propriedade de Thomas foi a Ilha Cumberland, na costa da Geórgia, que Thomas comprou no início da década de 1880. Era lá que a família extensa vivia e o resto vinha para as férias em grandes mansões de madeira cheias de móveis antigos e porcelanas finas. Alguns Rockefellers também viveram lá, depois que alguns Carnegies se casaram em.

Thomas Carnegie, de 12 anos, com seu irmão mais velho, Andrew. (Crédito da foto: Wikipedia)

Na segunda geração, os remanescentes da Era Dourada estavam quase desaparecidos. Agora os parentes tiveram que se despedir da ilha. Muitos começaram a doar suas terras ao Serviço Nacional de Parques na década de 1970 porque, em parte, não tinham dinheiro para continuar com a manutenção.

“Nós tínhamos a ilha e é isso”, disse a descendente de quinta geração Lucy Foster Flight. “O dinheiro não está aí. Todos nós fizemos nossas próprias coisas e ganhamos nosso próprio dinheiro ou não. ”

Algumas dezenas ainda vivem lá e seus lotes irão para o governo quando morrerem. Apesar da ameaçadora extinção, continua a ser onde a família se reúne para reuniões e feriados como o Dia de Ação de Graças. “Existe um termo impróprio de que somos uma família muito rica e sentimos que temos o direito de estar na ilha. É muito difícil porque essa é a nossa casa ”, acrescentou Foster Flight.


NESTE DIA: 11 de agosto de 1919, Andrew Carnegie morre de pneumonia

Com o coração partido por seus esforços fracassados ​​para impedir a Primeira Guerra Mundial, Andrew Carnegie, um notável industrial de Pittsburgh e o “Pai da Filantropia Moderna”, morreu de pneumonia em sua propriedade em Massachusetts em 11 de agosto de 1919.

O início da vida de Carnegie deu pouca indicação da influência e riqueza que ele acabaria por atingir. A história dele foi realmente da “rags to riches”.

Carnegie nasceu em 25 de novembro de 1835, em Dunfermline, Escócia, quando a indústria de linho da cidade entrou em colapso. Seu pai era um tecelão que também se ocupava da política local. Com greves e máquinas interrompendo o pagamento de seu pai, sua mãe consertou sapatos e abriu uma mercearia que logo também estava passando por dificuldades.

Carnegie & # x27s Birthplace O local de nascimento do rico industrial e filantropo americano Andrew Carnegie na esquina da Moodie Street e Priory Lane em Dunfermline, Fife, Escócia, janeiro de 1940. (Foto por Fox Photos / Hulton Archive / Getty Images) (Fox Photos / Getty Imagens)

Quando as garras da pobreza começaram a estrangular a família, eles foram incentivados pela irmã de sua mãe a vir para a América, onde as oportunidades eram melhores. Os Carnegies leiloaram tudo o que possuíam e ainda tiveram que pedir dinheiro emprestado para conseguir passagem para toda a família. Após 50 dias no mar, eles chegaram à América e se estabeleceram em Pittsburgh em 1848.

O poder industrial de Pittsburgh foi escrito em fumaça e fuligem. Embora o centro da cidade estivesse cheio de novos prédios à medida que a cidade se reconstruía após o Grande Incêndio de 1845, eles já estavam tão enegrecidos que o velho e o novo pareciam iguais. A cidade pode ter vendido sua pureza para um propósito, mas estava valendo a pena. Pittsburgh foi um lugar onde fortunas estavam sendo feitas e foi um dos centros da revolução industrial.

Carnegie passou seus primeiros anos trabalhando em uma fábrica de algodão e para empresas de telégrafo e ferrovia. Suas funções o levaram por toda a cidade e ele memorizou as ruas e endereços de pessoas importantes. Em seu tempo livre, ele estudou em uma pequena biblioteca fornecida por um comerciante local aposentado e absorveu Shakespeare em um teatro local. Eventualmente, a ética de trabalho de Carnegie chamou a atenção de um jovem executivo ferroviário, Thomas Scott, que o contratou como seu secretário particular e telegrafista pessoal.

Conforme o salário de Carnegie crescia, ele colocava suas economias para trabalhar com investimentos astutos. Aproveitando suas habilidades e conexões ferroviárias, ele foi fundamental para a fusão bem-sucedida de dois fabricantes de carros-leito. Ele também aconselhou seu irmão mais novo, Thomas, sobre ações para comprar, e Thomas ganhava uma vida lucrativa à sombra de seu irmão mais velho.

TENDÊNCIAS AGORA:

Quando a Guerra Civil estourou, Scott foi contratado para supervisionar o transporte militar para o Norte, e Carnegie era seu braço direito.

Carnegie foi implantado para reconstruir linhas ferroviárias destruídas e reconectar linhas telegráficas quando se viu nas proximidades da Batalha de Bull Run. Ele montou um escritório de telégrafo em Washington e escreveu em sua autobiografia como o presidente Abraham Lincoln às vezes se sentava em sua mesa esperando por despachos do front.

Após a guerra e o rápido ritmo de inovação na indústria do ferro que surgiu em seu rastro, Carnegie renunciou à ferrovia e novamente alavancou seu conhecimento e conexões para abrir uma empresa de pontes. A Keystone Bridge Company se especializou na substituição de pontes de madeira por pontes de ferro, o que era um negócio lucrativo na América do pós-guerra.

Em conjunto com seu irmão Thomas, Carnegie construiu o primeiro alto-forno enorme "Lucy" da empresa ao longo do rio Allegheny, perto da 51st Street. A fornalha foi nomeada em homenagem à esposa de Thomas, Lucy Coleman, filha do magnata da manufatura de ferro de Pittsburgh, William Coleman. Thomas iria co-fundar a Edgar Thomson Steel Works com Coleman e outros, construindo a planta em Braddock, que ainda está em operação.

Andrew Carnegie Bain News Service, Publisher. A. Carnegie. , 1913. [data criada ou publicada posteriormente pela Bain] Fotografia. https://www.loc.gov/item/2014694493/. (Biblioteca do Congresso)

Em 1868, Carnegie era um homem rico, mas preocupado com sua riqueza. Aos 33 anos e morando na cidade de Nova York, ele escreveu uma carta na qual prometia encerrar seus negócios em dois anos para que pudesse passar seu tempo buscando uma vida de boas obras. Era um sentimento nobre, mas o ritmo da inovação levou Carnegie a adiar sua “aposentadoria” por mais alguns anos.

Novos métodos de refino de aço chamaram a atenção de Carnegie e, em 1875, ele despejou sua fortuna em uma nova siderúrgica. A planta Homestead Steel Works usou um processo inventado por Henry Bessemer para converter enormes lotes de ferro em aço flexível e Carnegie incessantemente reduzia os custos enquanto aumentava a produção.

Carnegie trouxe Henry Clay Frick como sócio em 1881 e, em poucos anos, Carnegie era um dos homens mais ricos da América.

Sr. e Sra. Carnegie, industrial escocês-americano Andrew Carnegie (1835 - 1919) com sua esposa Louise Whitfield Carnegie (1857 - 1946), por volta de 1905. (Foto por Hulton Archive / Getty Images) (Hulton Archive / Getty Images)

Nessa época, Carnegie morava na cidade de Nova York a maior parte do tempo. Ele era dedicado à mãe, mas o industrial de 45 anos também se sentiu atraído por Louise Whitfield, de 23 anos. A mãe de Whitfield exigia atenção médica constante, mas apoiava o namoro, enquanto a mãe de Carnegie trabalhava ativamente para miná-lo. Eles ficaram noivos secretamente em 1883, mas não foi até seis meses após a morte de sua mãe em 1886 que Carnegie consentiu em se casar em uma cerimônia privada.

Os Carnegies assinaram um dos primeiros acordos pré-nupciais da América. O acordo preparou o terreno para os planos de Carnegie de doar sua fortuna, mas também previa Louise e sua única filha Margaret. Ao contrário de outras dinastias familiares e do "dinheiro antigo" daquela época, todos da linhagem de Carnegie são profissionais que se autodenominaram e nenhum vive com o sobrenome Carnegie.

Homestead Steel Strike (1892) As primeiras tropas em Homestead. O Décimo Oitavo Regimento passando pelo Office and Works da Carnegie Company. , 1892. [Fotografia] Recuperado da Biblioteca do Congresso, https://www.loc.gov/item/2004678727/. (Biblioteca do Congresso)

A reputação de Carnegie de benevolente para com seus trabalhadores foi manchada durante a greve de Homestead de 1892. Depois que seu irmão Thomas morreu um mês antes de sua mãe, Carnegie começou a confiar mais em Frick para gerenciar suas fábricas. Frick estava trabalhando como seu gerente de fábrica enquanto contratava 300 guardas Pinkerton para intimidar os grevistas. A tensão logo se transformou em violência, resultando na morte de nove grevistas e sete guardas. A greve acabou fracassando e o sindicato perdeu muito de seu poder, com a empresa aumentando rapidamente as cotas de produção e as horas de trabalho, enquanto também reduzia os salários e a reputação pessoal de Carnegie simultaneamente.

Em 1900, a Carnegie Steel estava fabricando mais aço do que toda a Grã-Bretanha. Carnegie, agora com 64 anos, havia passado muito da data de aposentadoria declarada e, em vez de lutar contra a concorrência da empresa de J.P. Morgan, ele decidiu vender para Morgan. Ele escreveu um preço pedindo por seu negócio em um pequeno pedaço de papel e o enviou para Morgan, que o aceitou sem hesitação. O acordo de US $ 480 milhões criou o novo império de Morgan, a United States Steel Company, e instantaneamente tornou Carnegie o homem mais rico do mundo.

As estimativas variam, mas a fortuna de Carnegie é avaliada em cerca de US $ 419 bilhões hoje - mais de três vezes mais que o fundador da Amazon, Jeff Bezos, que é atualmente o homem mais rico do mundo.

Carnegie Filmando o industrial e filantropo americano escocês Andrew Carnegie (1835 - 1919) (centro) durante a realização de um filme em sua casa. (Foto de Hulton Archive / Getty Images) (Hulton Archive / Getty Images)

Finalmente livre de suas obrigações comerciais e morando principalmente no Castelo Skibo do século 13, na Escócia, onde todos os dias eram iniciados pelo gaiteiro residente, Carnegie perseguia fervorosamente o que considerava suas obras redentoras de filantropia em uma época amplamente definida pelos barões ladrões . Ele escreveu sobre suas intenções de doar sua fortuna em “O Evangelho da Riqueza” em 1889, proclamando que os ricos deveriam viver sem extravagâncias e usar suas finanças para promover a felicidade dos outros, de modo que “o homem que morre assim rico morre em desgraça . ”

Os primeiros destinatários da generosidade de Carnegie foram os trabalhadores da fábrica de Homestead. O estabelecimento de um fundo de pensão e alívio foi “um reconhecimento da profunda dívida que tenho para com os trabalhadores que contribuíram tanto para o meu sucesso”.

Carnegie acreditava que as pessoas deveriam passar o primeiro terço de suas vidas se educando, o terço do meio ganhando dinheiro e o terço final doando tudo para a melhoria da humanidade.

Carnegie Library on North Side Detroit Publishing Co, C. C. & Detroit Publishing Co, P. (ca. 1905) Carnegie Library, Pittsburgh, North Side, Pa. Pennsylvania Pittsburgh Pittsburgh. United States, ca. 1905. [Photograph] Retrieved from the Library of Congress, https://www.loc.gov/item/2016805375/. (Biblioteca do Congresso)

One of Carnegie’s most visible efforts was to build free libraries. Remembering the education he’d acquired from that retired merchant’s free library in Pittsburgh as a boy, Carnegie founded 2,509 libraries around the world (1,679 of which were built in the U.S.). The first library to open was near his mill in Braddock, but the first to be commissioned by Carnegie was in his adopted hometown of Allegheny City on the North Side. The building, dedicated by President Benjamin Harrison, served as a library until it was damaged by a lightning strike in 2006 and has since reopened as the home of the New Hazlett Theater.

In 1895, Carnegie began making substantial investments in Oakland. The Carnegie Institute included a natural history museum, art museum, music hall and an adjoining library. Carnegie was fascinated by the idea of having a dinosaur in the museum, and after failing at efforts to purchase one, he assembled his own team to find a suitable fossil. They succeeded, and found enough differences with prior species to name a new one after their benefactor the Diplodocus carnegii (though it was recently rejected). The original “Dippy” has been on display in the museum ever since and casts of the skeleton can be found in museums around the world.

Carnegie Library Oakland Carnegie Library Main Branch, Oakland.

Interested in elevating working-class men and women through the practical learning of trades, Carnegie funded the Carnegie Technical Schools in 1900. Booming enrollment led to more programs and the school outgrew its original two buildings, leading to a massive expansion and a completely new campus to go with its new name: Carnegie Tech. The school

would go on to merge with the Mellon Institute in 1967 to become Carnegie Mellon University.

Carnegie Technical Institute Detroit Publishing Co, C. C. & Detroit Publishing Co, P. Carnegie Technical Institute from bridge, Pittsburgh, Pa. Pennsylvania Pittsburgh Pittsburgh. United States, None. [Cbetween 1910 and 1920] [Photograph] Retrieved from the Library of Congress, https://www.loc.gov/item/2016814065/. (Biblioteca do Congresso)

Many of Carnegie’s greatest contributions were to the furtherance of education and educators. “Of all professions, that of teaching is probably the most unfairly, yes, most meanly paid, though it should rank with the highest,” wrote Carnegie in his autobiography. He was bothered by the lack of retirement security for professors, to whom endowed the Carnegie Foundation for the Advancement of Teaching, which would later spin off the Teachers Insurance and Annuity Association of America (TIAA) to provide fully funded pensions for educators. TIAA is now one of the world’s largest financial services companies.

But despite his proficiency at disbursing his wealth, there was still so much left that Carnegie grew weary of managing it. At the suggestion of a friend, he founded the Carnegie Corporation of New York in 1911. The corporation was the largest single philanthropic charitable trust ever established at that time. It has since woven its philanthropic efforts into history, supporting everything from the discovery of insulin to Sesame Street. Carnegie’s directive was that the foundation would continue his work in perpetuity, so that “even after I pass away the [wealth] that came to me to administer as a sacred trust for the good of my fellow men is to continue to benefit humanity for generations untold.”

Andrew Carnegie Bain News Service, Publisher. Mr. and Mrs. Andrew Carnegie on street. , 1910. date created or published later by Bain. Fotografia. https://www.loc.gov/item/2014684866/. (Biblioteca do Congresso)

With international agitations rising, Carnegie called for a “league of nations” to prevent all future wars. To facilitate his hopes for a civilized world of peace, he was persuaded to fund the creation of a world court. The Carnegie Foundation was created to build the Peace Palace at The Hague, and he also created the Carnegie Endowment for International Peace in 1910 with the hope of averting war.

Believing he had a personal promise from the German leader, Kaiser Wilhelm II, not to go to war, Carnegie was so optimistic in a Utopian future shaped by education that he (naively) wrote in 1912: “The safest occupation in the land today, either in Britain or America, is that of a soldier, who rarely or never sees a battle or fires a hostile shot, but marches from youth to age in perfect safety, unmolested. … We cannot imagine that many students who have received years of precious education will hereafter dedicate themselves deliberately to this profession.”

When World War I broke out in 1914 despite his efforts, he was described by Louise as “heartbroken” and that he felt he had been personally betrayed. Carnegie, who had been writing his memoirs, made his last entry on that day, writing: “The world convulsed by war as never before! Men slaying each other like wild beasts! I dare not relinquish all hope.”

Carnegie lived another five years at his estate in Massachusetts, called Shadowbrook. The 100-room mansion reminded him of Scotland and he was said to have enjoyed fishing on the nearby Lake Mahkeenac (now known as the Stockbridge Bowl).

In the spring of 1919, haunted by years of ongoing war news, he became ill and bedridden. It is said that throughout that summer his voice could be heard daily calling for Louise, “Wife, has the war stopped yet?” He died of pneumonia at 7:10 in the morning of August 11, at the age of 83 and just two months after the signing of the Treaty of Versailles.

Carnegie’s body lay in state in Shadowbrook’s oak ballroom and there was a small private funeral. Twenty years older than his beloved wife, Carnegie assured her after his death that his only wish was to be buried beside her. Louise purchased a plot in Sleepy Hollow Cemetery and followed him there in 1946. The gravestones were hewn from a quarry on the grounds of Skibo Castle, now a private club.

Shadowbrook became a seminary for Jesuit priests in 1922. It was destroyed by a horrific explosion and fire in 1956, which killed three priests and a lay brother.

Today the property is home to a health and yoga retreat center that sits just a few hundred yards from where the mansion stood.


Referências

Carnegie, Andrew. Triumphant Democracy or, Fifty Years’ March of the Republic. New York: Scribners, 1886.

Carnegie, Andrew. Autobiography of Andrew Carnegie. Boston: Houghton Mifflin, 1920.

Hughes, Jonathan R. T. The Vital Few: American Economic Progress and Its Protagonists. Boston: Houghton and Mifflin, 1965.

Livesay, Harold. Andrew Carnegie and the Rise of Big Business. Boston: Houghton Mifflin, 1975.

Nasaw, David. Andrew Carnegie. New York: Penguin, 2006.

Wright, Gavin. “The Origins of American Industrial Success, 1879-1940.” American Economic Review 80, no. 4 (1990): 651-668.


The Homestead strike, 1892

An account of a militant strike of steel workers of the Carnegie company in the US defending their organisation and conditions against the bosses, the police and hired armed mercenaries.

The Robber Baron Andrew Carnegie precipitated the Homestead Strike of 1892 with his attack against the standard of living of the workers and his bid to break the union representing the highest skilled workers. Carnegie announced his intention to impose an 18 percent pay cut and issued a statement saying that the real issue was whether the Homestead steel workers would be union or non-union. He ordered a 12 foot high fence to be built around the plant – 3 miles in length – with 3 inch holes at shoulder height every 25 feet, signalling preparation for an armed fight with the workers. At the same time Carnegie hired the notorious Pinkerton company to provide armed thugs for the upcoming struggle. An ultimatum was issued for workers to accept the wage cut by June 24th or face mass layoffs.

The workers did not take these provocations lightly. They were not about to abandon the union and submit to Carnegie’s dictates without a fight. The Amalgamated Union, which represented the skilled workers, about 750 of the plant’s 3,800 employees, established an Advisory Committee, comprised of five delegates from each lodge, to coordinate the struggle against Carnegie’s attacks. A mass meeting of 3,000 workers from all categories, union and non-union voted overwhelmingly to strike.

The Advisory Committee took responsibility for organising an elaborate network to track the company’s manoeuvres, to monitor the possibility of an anticipated transport of Pinkerton goons by river boat from Pittsburgh. Workers rented their own vessel to patrol the river. Every road within a five mile radius of Homestead was blockaded, and a thousand strikers patrolled the river banks for ten miles. The Committee assumed virtual control of the town, assuming authority over the water, gas, and electricity facilities, shutting down the saloons, maintaining order and proclaiming ad hoc laws. An attempt by the county sheriff to move against the strikers fell flat on its face when he proved unable to raise a posse. The workers offered the sheriff a tour of the plant and promised to guarantee the security of the facility from any trespassers. Sympathy for the strikers was high.

On July 5th a steam whistle sounded the alarm at 4am. Two barges transporting more than 300 Pinkertons left Pittsburgh. By the time the thugs arrived at Homestead, 10,000 armed strikers and their supporters were gathered to "greet" them. An armed confrontation erupted. Thirty workers were wounded, and three killed in the early fighting. Armed proletarians from nearby towns rushed to the scene to reinforce their class brothers. The shoot-out continued throughout the day. Finally the demoralised Pinkertons, trapped in debilitating heat on the barges, outnumbered and outgunned, mutinied against their superiors.

Most were not regular agents, but reservists who had been recruited under false pretences they were prepared to do some bullying, intimidating and terrorising, but did not have the stomach to confront armed, organised class resistance. Once the Pinkertons surrendered, the workers debated what to do with their despised prisoners. Angered by the casualties inflicted by the Pinkertons – a total of 40 wounded, 9 killed - some wanted to execute the thugs, but the Committee reasoned that a mass execution would be used against the strikers by the bosses. Instead the Pinkertons were forced to run a gauntlet. In the end the casualties suffered by the Pinkertons were 20 shot, seven killed and 300 injured running the gauntlet.

In retaliation for the deaths of strikers, a young Russian anarchist called Alexander Berkman attempted to assassinate the Carnegie boss Henry Clay Frick. He shot Frick twice and stabbed him, but Frick remarkably survived. Berkman was subsequently imprisoned for 14 years.

The strike continued for four months. Eventually federal troops were brought in to crush the struggle, and 160 strikers were arrested and charged with murder and assault. But the bosses’ repressive apparatus could not find a jury anywhere in the Pittsburgh region that would convict a single striker. All were acquitted. Hugh O’Donnell, one of the strike leaders, was first charged with treason. Following his acquittal on those charges, he was immediately rearrested and tried for murder. And following acquittal on that charge, he was rearrested and tried for assault – again successfully beating back the state's prosecution.

However, despite beating back the criminal charges, the strike morale was broken, and the union driven out. Throughout the country workers were sympathetic to the struggle at Homestead, and needless to say, the spokesmen of the capitalist class were furious. Strikers were referred to as a "mob." The New York Times granted that the company had provoked the battle, nevertheless maintained solidarity with its class brother and insisted that the obligation of the state was "to enforce law and order at Homestead, to quell the mob, to put the property of the Carnegie Steel Company in possession its owners and to protect their lawful rights."

Despite ending in defeat, Homestead was an important moment in the history of class struggle in America. What happened at Homestead was not a riot. It was organised class violence, consciously controlled by the workers, as part of the struggle. Homestead demonstrated clearly the capacity of workers to organise their struggles, to resist the attacks of the capitalist class, to achieve an active solidarity in struggle, to organise their own power to rival that of the local state apparatus during the struggle, to organise class violence and exercise it judiciously.

Edited and altered by libcom from an article called Historical legacy of the working class - History Demonstrates the Power of Workers’ Struggles by the International Communist Current.


Related Features

Biography: Andrew Carnegie

Andrew Carnegie helped build the formidable American steel industry, a process that turned a poor young man into the richest man in the world.

The Strike at Homestead Mill

The bitter conflict in 1892 at his steel plant in Homestead, Pennsylvania revealed Andrew Carnegie's conflicting beliefs regarding the rights of labor.

The Steel Business

Andrew Carnegie's relentless efforts to drive down costs and undersell the competition made his steel mills the models for the entire industry.


Assista o vídeo: Acuerdo Vanderbilt y Rockefeller (Outubro 2021).