Notícia

Thomas 'Stonewall' Jackson 1824-1863

Thomas 'Stonewall' Jackson 1824-1863

Thomas Stonewall Jackson 1824-1863

Sem dúvida, "Stonewall" Jackson é o mais famoso dos comandantes confederados da Guerra Civil Americana depois do General Robert E Lee. Eles tinham uma relação de trabalho próxima que Lee nunca desenvolveu com nenhum de seus subordinados e, assim como Lee era idolatrado por seus homens, sua morte em ação foi um golpe sério para o esforço de guerra dos Confederados.

Jackson nasceu em 21 de janeiro de 1824 em Clarksburg, na Virgínia Ocidental, filho de Jonathan e Julia Jackson que, infelizmente, morreram durante a infância de Thomas. Seu tio Cummins E. Jackson criou o jovem Thomas, que acrescentou Jonathan ao seu próprio nome. Ele entrou em West Point em julho de 1842, mas estava em considerável desvantagem devido à sua precária educação inicial. Ele trabalhou duro em seus estudos e desmaiou em 17º de 59 em sua classe em 1846. Ele foi rapidamente enviado para a guerra no México, onde, assim como Lee, ele se destacou em Vera Cruz, Cerro Gordo e Chapultepec ganhando o posto de Brevet Major apenas 18 meses depois de deixar West Point e foi publicamente parabenizado pelo General Winfield Scott. Após retornar do México em 1848, ele passou 3 anos em fortes em Nova York e Flórida e renunciou ao cargo em 1852 para se tornar professor de tática militar e filosofia natural na academia militar de Lexington. Os relatos indicam que ele era um professor monótono e muitas vezes alvo do humor dos alunos, mas ele viajou, incluindo uma viagem à Europa em 1856. Ele também esteve presente no enforcamento de John Brown em 2 de dezembro de 1859, mas não desempenhou nenhum papel na vida pública antes da eclosão da guerra civil. Embora leal ao Sul, ele odiava a ideia da guerra.

Ele foi convocado para Richmond em abril de 1861 e depois enviado para Harper’s Ferry como coronel de infantaria. Em junho de 1861, Jackson foi promovido a Brigadeiro-General e em 21 de julho de 1861, na Primeira Batalha de Bull Run, sua Brigada da Virgínia resistiu aos ataques do Exército do General da União MacDowell. Um colega, o General Bee, comentou "Lá está Jackson, parado como uma parede de pedra" e o apelido ‘Stonewall’ pegou. Jackson assumiu o comando das tropas confederadas no Vale do Shenandoah como major-general em novembro de 1861. Após o mau tempo e uma incursão abortada em Romney em janeiro de 1862, Jackson foi considerado por alguns como um comandante não confiável e agitado. Ele rapidamente silenciou seus críticos por sua conduta na Campanha do Vale de março-junho de 1862, conduzindo uma habilidosa campanha de movimento, fintas e engano contra um inimigo que contava com 17.000 homens em mais de 4 para 1. Jackson mostrou um método científico claro e uma compreensão das intenções de seus inimigos, evitando que os exércitos da União de MacDowell e McClellan se unissem ameaçando um ataque a Washington. O ponto alto foi a vitória tática em 9 de junho em Port Republic, onde escapando das forças da União, ele esmagou a guarda avançada da União e forçou-a a recuar mais de 20 milhas.

Jackson era um homem magro, de estatura média, com mãos e pés grandes, um homem reservado que deliberadamente não se misturava com seus subordinados e era severo e formal na companhia. Ele era religioso e muitas vezes orava antes de uma batalha e desdenhava os uniformes e enfeites de flash, ao contrário de seus contemporâneos que comandavam a cavalaria e muitas vezes eram vistos com um chapéu velho e surrado em um cavalo feio, mas prestável (ele era um bom cavaleiro, mas não um cavaleiro gracioso).

Chamado de volta a Richmond para a Campanha da Península, Jackson não mostrou nenhuma de sua energia anterior, provavelmente devido à exaustão e ao fato de estar lutando em um terreno desconhecido durante a Batalha dos Sete Dias. Apesar disso, ele logo voltou à forma com uma famosa marcha forçada pouco antes da Segunda Batalha de Bull Run, liderando suas tropas a 54 milhas em dois dias para atacar o General Pope em 29-30 de agosto em Manassas. Durante a Batalha, Jackson usou seu próprio comando como isca para que o General Longstreet pudesse atacar o flanco da União. Após a sangrenta batalha de Antieam em setembro, Jackson tornou-se tenente-general e recebeu o comando de metade do Exército da Virgínia do Norte lutando bem em Fredericksburg em dezembro de 1863.

A última batalha de Jackson também seria a maior. Em maio de 1863, enquanto o General Lee enfrentava o General Hooker em Chancellorville, Jackson flanqueava as forças da União com metade do Exército Confederado. Ao anoitecer do dia 2 de maio, as forças de Jackson caíram sobre a ala direita da União e a destruíram. Em uma das mortes mais inúteis da guerra, Jackson enquanto procurava a melhor forma de explorar essa vitória foi baleado por um de seus próprios homens na escuridão. Oito dias depois, ele morreu de pneumonia (10 de maio de 1863) ao sul de Fredericksburg na estação de Gurney. Ele foi enterrado em Lexington. Jackson tinha uma reputação mista, alguns o achavam um pouco louco, mas muito parecido com seu superior General Lee, ele tinha o dom de inspirar seus homens a grandes atos de resistência e bravura. Sua reputação de atacar de direções desconhecidas deixava muitos generais da União noites sem dormir.


Thomas 'Stonewall' Jackson 1824-1863 - História

Thomas & # 8220Stonewall & # 8221 Jackson foi um general confederado que serviu durante a Guerra Civil. Ele nasceu em 21 de janeiro de 1824 e foi um dos famosos comandantes confederados depois do general Robert Lee. & # 8220Stonewall & # 8221 Jackson era o terceiro filho de Jonathan Jackson e Julia Beckwith. Seus pais eram naturais da Virgínia. Ele frequentou a Academia Militar de West Point em meados de 1842, apesar de ter uma educação infantil pobre, e se formou em 1846. Depois de se formar, ele foi enviado para o México como tenente apenas no início da Guerra do México. Na guerra, ele ganhou dois brevets e foi promovido a brevet major no final da guerra em 1848.

Stonewall & # 8217s Civilian Life

Após o fim da Guerra do México, Jackson continuou a servir nas forças armadas até 1851, quando aceitou o cargo de professor no Instituto Militar da Virgínia. Aqui, ele passou dez anos como professor de tática de artilharia e filosofia natural. Em 1853, Thomas & # 8220Stonewall & # 8221 Jackson se casou com sua primeira esposa Elinor Junkin, infelizmente ela morreu 14 meses depois, durante o parto. Jackson se casou com sua segunda esposa, Mary Anna Morrison, em 1857 e eles tiveram uma filha no ano seguinte. Jackson enfrentou outro grande contratempo quando sua filha morreu um mês depois de nascer. Julia Laura, a única filha sobrevivente de Jackson, nasceu alguns meses antes da morte de seu pai. Ao longo de sua vida, Jackson não bebeu, nem fumou ou jogou.

Serviço durante a Guerra Civil

Na onda inicial de secessão de dezembro de 1860 a fevereiro de 1861, Jackson esperava que seu estado natal, Virgínia, permanecesse na União. No entanto, depois que a Virgínia se separou em abril de 1861, ele começou a apoiar a Confederação. Quando a guerra finalmente estourou, ele se tornou um mestre em treinamento para muitos novos recrutas do exército confederado.

Em abril de 1861, o governador da Virgínia ordenou que Jackson fosse o comandante em Harpers Ferry, onde comandaria e montaria a lendária ponte de Stonewall. A Brigada consistia em 2º, 4º, 5º, 27º e 33º regimentos de infantaria. Em 24 de maio, ele invadiu a ferrovia B & ampO e em 17 de junho foi promovido a general de brigada.

Primeira corrida de touros

Na Primeira Batalha de Bull Run em julho de 1861, Jackson se tornou mais proeminente e ganhou seu famoso apelido & # 8220Stonewall & # 8221. Ele apressou seus homens para fechar uma lacuna na linha de defesa contra um ataque da União que se aproximava, quando um de seus colegas generais disse que Jackson estava parado como uma parede de pedra. Este comentário gerou o apelido de Jackson & # 8217s. A brigada Jackson & # 8217s conseguiu impedir o ataque da União, mas sofreu mais baixas do que outras brigadas do sul naquele dia. Daí em diante, a brigada ficou conhecida como Stonewall Brigade e Jackson foi referido como & # 8220Stonewall & # 8221 Jackson. Após a batalha, ele foi promovido ao posto de major-general em 7 de outubro de 1861 e tornou-se o comandante do Distrito do Vale.

A campanha Shenandoah

Thomas & # 8220Stonewall & # 8221 Jackson liderou a campanha do Vale Shenandoah durante a primavera de 1862, onde se estabeleceu como um comandante independente e forte. Ele estava encarregado de defender a Virgínia Ocidental contra qualquer ataque das tropas da União. Por outro lado, o exército da União comandado pelo major-general George McClellan se aproximou de Richmond pelo sudeste.

As tropas do Major General Nathaniel Bank & # 8217s da Union & # 8217s ameaçaram o Vale do Shenandoah, enquanto o corpo do General McDowell & # 8217s atacaria pelo norte. Jackson recebeu ordens de impedir que os homens de McDowell & # 8217s reforçassem McClellan e também derrotassem a ameaça de Bank & # 8217s. Stonewall Jackson tinha um exército de cerca de 18.000 homens e foi capaz de superar uma poderosa força da União de mais de 60.000 homens. Usando sua mobilidade para atacar e confundir as tropas da União, Jackson conseguiu vencer várias batalhas importantes sobre tropas de tamanho maior. Ao final desta campanha, ele se tornou um grande herói de guerra no sul.

Campanha Península

Em junho de 1862, Jackson juntou-se às tropas do General Lee & # 8217s após o fim da Campanha do Vale. As tropas confederadas usaram um túnel ferroviário sob as montanhas Blue-Ridge e então seguiram para o condado de Hanover, onde fizeram uma aparição surpresa em Mechanicsville na frente de McClellan. McClellan superestimou o número de soldados antes dele e decidiu recuar muitos quilômetros rio abaixo, terminando a campanha na Península. Isso também prolongou a guerra por quase mais 3 anos.

As tropas de Jackson & # 8217s desempenharam um grande papel na Batalha de Antietam, na Segunda Batalha de Bull Run e na Batalha de Fredericksburg. Ele também participou das batalhas em série conhecidas como a Batalha dos Sete Dias, mas seu desempenho lá foi ruim. Stonewall Jackson alcançou o posto de tenente-general em outubro de 1862 e comandava uma parte notável do exército de Lee & # 8217.

Jackson & # 8217s Última Batalha

A parceria entre Jackson e Lee levou à sua vitória mais famosa em maio de 1863 na Batalha de Chancellorsville. Aqui, seu exército de 60.000 homens enfrentou uma forte força da União de cerca de 130.000 homens. Em 2 de maio, Stonewall Jackson silenciosa e rapidamente liderou 28.000 soldados em uma marcha de 15 milhas para o flanco exposto do General da União Joseph Hooker & # 8217s, enquanto o General Lee empregou ataques diversionários na frente. Jackson e suas tropas conseguiram infligir grandes baixas à Força da União, forçando Hooker a recuar depois de alguns dias.

O ataque de Jackson & # 8217s terminou ao pôr do sol, mas a vitória teve um custo. Ele havia levado algumas de suas tropas para a floresta para fazer reconhecimento. No entanto, eles foram confundidos com cavalaria inimiga por um regimento da Carolina do Norte que imediatamente abriu fogo ao avistá-los e feriu Jackson gravemente. Ele foi retirado do campo de batalha e o General J. B. Stuart assumiu o comando. A bala quebrou o osso abaixo de seu ombro esquerdo e os médicos rapidamente amputaram o braço esquerdo.

Posteriormente, ele foi transferido para um hospital em uma plantação próxima para que pudesse se recuperar. Apesar dos sinais iniciais de recuperação, Thomas & # 8220Stonewall & # 8221 Jackson morreu em 10 de maio de 1863 de pneumonia. Sua morte foi lamentada pelos sulistas e deixou as tropas do General Lee & # 8217 sem um camarada e general altamente valorizado.

Em conclusão, Jackson & # 8217s estilo de comando incomum, traços de personalidade e sucesso frequente em batalhas levaram à sua reputação como um dos generais mais destacados da Guerra Civil. Apesar de suas excentricidades, seus soldados o respeitavam e amavam muito. Thomas & # 8220Stonewall & # 8221 Jackson também era religioso e observava o sábado. Na verdade, ele não gostava de lutar aos domingos, mas isso não o impedia de lutar sempre que necessário.


Primeiros anos

Thomas Jackson nasceu em 21 de janeiro de 1824, em Clarksburg, Virginia (mais tarde West Virginia), filho de Jonathan Jackson, um advogado, e Julia Beckwith Neale. O futuro general confederado assinou seu nome & # 8220Thomas J. Jackson & # 8221 e a tradição afirma que seu nome do meio era Jonathan, em homenagem a seu pai. O lado paterno da família Jackson & # 8217s era o escocês-irlandês, o lado materno era irlandês. Quando Jackson tinha dois anos, seu pai e uma irmã mais velha morreram, e sua mãe deu à luz uma filha, Laura. A luta da viúva Julia Jackson para sustentar sua família foi heróica, mas malsucedida, e após vários preparativos para o julgamento, Thomas foi criado por seu tio Cummins E. Jackson. Sua mãe, que se casou novamente, morreu em 1831. Quando criança, Thomas Jackson era autossuficiente, mas tímido. Quando adulto, ele careceu de graça social, mas impressionou as pessoas com sua sinceridade. Jackson era dedicado à sua irmã Laura, mas mais tarde eles se separaram quando ela não apoiou a Confederação.

Uma nomeação para a Academia Militar dos Estados Unidos em West Point, Nova York, proporcionou a Jackson oportunidades educacionais e de carreira além do que era possível na zona rural da Virgínia. Ele estava mal preparado academicamente quando entrou em West Point em 1842, mas, aplicando seus imensos poderes de concentração e memória formidável, ele melhorou sua reputação a cada ano. Ele se formou em décimo sétimo lugar na classificação de cinquenta e nove cadetes na classe de 1846. O general da futura União George B. McClellan ficou em segundo lugar e o futuro general confederado George E. Pickett ficou em último lugar.

Os Estados Unidos estavam então em guerra com o México. Designado para a 1ª Artilharia dos Estados Unidos, Jackson participou da campanha de Winfield Scott & # 8216s para capturar a Cidade do México, ganhando renome e promoção a major brevet por sua conduta destemida na Batalha de Chapultepec em 13 de setembro de 1847. Como muitos jovens oficiais juniores, ele confessou uma ambição intensa e um desejo de distinção. Após o fim da guerra em 1848, Jackson foi finalmente designado para o serviço na Flórida. Sua inflexibilidade característica contribuiu para uma disputa complexa com seu comandante sobre autoridade e conduta. O Departamento de Guerra considerou o incidente insignificante, mas influenciou a decisão de Jackson em 1851 de renunciar ao exército e aceitar uma posição como professor de filosofia natural e experimental (semelhante à física moderna) e instrutor de artilharia no Instituto Militar da Virgínia em Lexington .


Vida Civil

Jackson aposentou-se do exército e voltou à vida civil em 1851, quando lhe foi oferecido um cargo de professor no Instituto Militar da Virgínia em Lexington, Virgínia. Na VMI, Jackson atuou como professor de filosofia natural e experimental, bem como de táticas de artilharia. O programa de filosofia do Jackson & # x2019s era composto de tópicos semelhantes aos abordados nos cursos de física da faculdade de hoje e # x2019. Suas aulas também abrangiam astronomia, acústica e outras disciplinas científicas.

Como professor, o comportamento frio de Jackson e suas peculiaridades o tornaram impopular entre seus alunos. Lutando contra a hipocondria, a falsa crença de que algo estava fisicamente errado com ele, Jackson manteve um braço levantado enquanto ensinava, pensando que esconderia um desnível inexistente no comprimento de suas extremidades. Embora seus alunos zombassem de suas excentricidades, Jackson era geralmente reconhecido como um professor eficaz de táticas de artilharia.

Em 1853, durante seus anos como civil, Jackson conheceu e se casou com Elinor Junkin, filha do ministro presbiteriano Dr. George Junkin. Em outubro de 1854, Elinor morreu durante o parto, após dar à luz um filho natimorto. Em julho de 1857, Jackson se casou novamente com Mary Anna Morrison. Em abril de 1859, Jackson e sua segunda esposa tiveram uma filha. Tragicamente, a criança morreu menos de um mês após seu nascimento. Em novembro daquele ano, Jackson voltou a se engajar na vida militar quando serviu como oficial da VMI na execução do abolicionista John Brown & # x2019s após sua revolta em Harper & # x2019s Ferry. Em 1862, a esposa de Jackson teve outra filha, a quem chamaram de Julia, em homenagem à mãe de Jackson.


Thomas J. & # x201C Stonewall & # x201D Jackson (1824-1863)

Herói. O general confederado Thomas J. Jackson foi indiscutivelmente o primeiro herói militar da Guerra Civil, ganhando reputação nacional como vencedor e guerreiro duro. Durante a Primeira Batalha de Bull Run em julho de 1861, quando as tropas federais pareciam perto da vitória, Jackson de repente chegou com seus companheiros da Virgínia para reforçar a enfraquecida linha confederada. Os homens de Jackson mantiveram firmemente suas posições e rechaçaram vários ataques inimigos. Tentando reunir suas próprias tropas em meio à confusão, o general Bernard Bee apontou para os homens de Jackson à sua esquerda e gritou: & # x201C Veja a brigada de Jackson! Ele fica ali como uma parede de pedra! & # x201D Os sulistas finalmente se reagruparam e contra-atacaram, forçando os nortistas a recuar. Por sua posição heróica, Jackson ganhou o status de celebridade e, até sua morte prematura, ele foi simplesmente reconhecido como & # x201C Stonewall. & # x201D

Primeiros anos. Thomas Jackson nasceu em 21 de janeiro de 1824, em Clarksburg (hoje Clarksville), Virgínia. Órfão aos seis anos, Jackson foi criado por sua tia e tio em uma das regiões mais pobres da Virgínia (esta área mais tarde se tornaria o estado da Virgínia Ocidental). Embora não tivesse uma educação formal, Jackson foi nomeado para West Point em 1842. Ele era conhecido por sua forte ambição e hábitos de estudo disciplinados. Ele se formou em décimo sétimo em quarenta e três em uma classe que enviaria vinte e quatro oficiais-generais para os exércitos da União e Confederados. Como muitos oficiais da Guerra Civil, Jackson lutou na Guerra do México. Após esse conflito, ele renunciou à sua comissão em 1852, a fim de ensinar física no Instituto Militar da Virgínia em Lexington. Durante sua gestão, ele não foi apreciado pelos alunos e muitos o ridicularizaram e seus rígidos hábitos de ensino pelas costas. Quando a Guerra entre os Estados estourou, Jackson renunciou ao cargo e aceitou uma comissão como coronel na milícia da Virgínia.

Reputação. Jackson foi enviado pela primeira vez para Harper & # x2019 s Ferry para organizar recrutas. Depois que Joseph E. Johnston assumiu o comando de todas as forças na área, Jackson recebeu o comando da Primeira Brigada (mais tarde conhecida como & # x201C The Stonewall Brigade & # x201D). Seguindo sua reputação de disciplinador estrito, Jackson treinou seus homens arduamente e os preparou para manter sua posição durante combates ferozes, uma tática que ganhou fama para a unidade em First Bull Run. Em outubro de 1861, o Departamento de Guerra Confederado promoveu Jackson a major-general e deu-lhe o comando de todo o vale de Shenandoah. Naquele inverno, Jackson revelou sua força de caráter ao apresentar sua renúncia depois que um subordinado quebrou a cadeia de comando e enviou uma reclamação diretamente ao secretário de guerra da Confederação. Reconhecendo o talento de Jackson como comandante de campo e sua reputação de herói, o presidente da Confederação Jefferson Davis foi forçado a se desculpar formalmente para manter Jackson de uniforme.

Lee & # x2019 s Tenente. Jackson logo ganhou a reputação de braço direito do general Robert E. Lee & # x2019. A fim de se opor aos números superiores do exército do Norte, Lee planejou brilhantemente movimentos maciços de flanco para pegar seu oponente desprevenido e varrê-lo do campo de batalha. Para executar essas ofensivas ousadas, Lee recorreu a Jackson. Embora constantemente em menor número, Jackson atacou duramente as desavisadas tropas do Norte e travou muitas batalhas com sua forte determinação para vencer. Jackson lutou em todas as grandes batalhas no teatro oriental, incluindo Second Bull Run, Antietam e Fredericksburg (todas em 1862). A parceria de sucesso alcançou sua vitória mais ousada na Batalha de Chancellorsville, Virgínia, em maio de 1863. Enfrentando mais de noventa mil soldados federais, Lee dividiu seu comando e enviou Jackson com 26 mil homens em um movimento de flanco amplo contra a União & # x2019 está certo. Mais uma vez, Jackson pegou os Federais desprevenidos e o flanco direito desabou rapidamente, forçando o exército do Norte a recuar. Naquela noite, enquanto ele realizava um reconhecimento na frente, os piquetes confederados atiraram em Jackson por engano. Duas balas atingiram Jackson em seu braço esquerdo, que os médicos sulistas amputaram imediatamente. Ele sobreviveu por alguns dias antes de sucumbir à pneumonia. Ao ouvir a notícia, Lee chorou abertamente e lamentou: & # x201C Ele perdeu o braço esquerdo, mas eu perdi o direito. & # x201D Mais de vinte mil sulistas prestaram homenagem a Jackson enquanto seu corpo jazia na mansão executiva em Richmond, onde mais tarde foi colocado para descansar em Lexington. O exército confederado nunca se recuperou após a morte de Jackson & # x2019, já que Lee não conseguiu encontrar um general com sua confiança de combate e habilidade de luta agressiva.


Tenente-general Thomas Jonathan Stonewall Jackson 1824-1863

Thomas J. & # 8220Stonewall & # 8221 Jackson é mais conhecido por sua liderança das tropas confederadas durante a Guerra Civil Americana e, especialmente, por sua celebrada Valley Campaign de 1862.

Thomas Jackson era um garoto do interior da Virgínia Ocidental que se formou na Academia Militar dos Estados Unidos e um herói da Guerra do México. Em 1851, o Major Jackson veio para Lexington para ensinar Filosofia Natural no Instituto Militar da Virgínia. Jackson deixou Lexington em abril de 1861, com a eclosão da guerra, e nunca mais voltou vivo.

A liderança do general Jackson ganhou a admiração de suas tropas e fama duradoura. Ele foi mortalmente ferido em 2 de maio de 1863, após colaborar com o general Robert E. Lee para obter a vitória na Batalha de Chancellorsville. O corpo de Jackson foi levado de volta para Lexington para o enterro.

& # 8220Qualquer vitória é comprada com preço que nos prive dos serviços de Jackson, mesmo que temporariamente. & # 8221
General Robert E. Lee, maio de 1863

Tópicos Este marcador histórico está listado nesta lista de tópicos: Guerra, Civil dos EUA. Um mês histórico significativo para esta entrada é abril de 1861.

Localização. 37 e 47.107 e # 8242 N, 79 e 26.476 e # 8242 W. Marker está em Lexington, Virginia. Este é o primeiro de três marcadores localizados na entrada da Stonewall Jackson House em 8 East Washington St., Lexington, Virginia. Toque para ver o mapa

. O marcador está nesta área dos correios: Lexington VA 24450, Estados Unidos da América. Toque para obter instruções.

Outros marcadores próximos. Pelo menos 8 outros marcadores estão a uma curta distância deste marcador. The Stonewall Jackson House (aqui, próximo a este marcador) Jackson's Garden (aqui, próximo a este marcador) Rockaway (aqui, próximo a este marcador) Dr. Ephraim McDowell (a uma distância de gritar deste marcador) Gen. George S. Patton ( a uma distância de grito deste marcador) Gen. John Lejeune (a uma distância de grito deste marcador) Frank Padget (a uma distância de grito deste marcador) Little Sorrel (a uma distância de grito deste marcador). Toque para obter uma lista e um mapa de todos os marcadores em Lexington.

Mais sobre este marcador. No canto superior direito está um retrato de Jackson. por William Garl Browne, 1869, cortesia da Stonewall Jackson Foundation, Lexington, Virginia.

No canto inferior direito está um Detalhe de Jedediah Hotchkiss Mapa do Vale Shenandoah da Biblioteca do Congresso, Divisão de Geografia e Mapas.

No canto inferior esquerdo está Diploma de Thomas Jackson da Academia Militar dos Estados Unidos em West Point. da Fundação Stonewall Jackson, Lexington, Virginia.

No centro inferior está uma pintura com a legenda, Detalhe do Instituto Militar da Virgínia de Casimer Bohn s Vista de Lexington. da Washington and Lee University, Lexington, Virginia.

Também no centro inferior está um fac-símile do Jackson's Cartão de grau do Instituto Militar da Virgínia dos Arquivos do Instituto Militar da Virgínia.

Marcadores relacionados. Clique aqui para obter uma lista de marcadores relacionados a este marcador. Para entender melhor a relação, estude cada marcador na ordem mostrada.


J.E.B. Stuart: Brandy Station e a Batalha de Gettysburg

Em 1863, as façanhas de Stuart & # x2019s se tornaram lendárias. Sempre propenso a exibições elaboradas, em junho ele realizou uma & # x201Cgrand review & # x201D de suas forças de cavalaria perto da Brandy Station, Virginia. A crítica, aparentemente destinada a impressionar superiores e membros da mídia, também atraiu a atenção das forças da União, que consideraram a presença da cavalaria de quase 10.000 homens de Stuart & # x2019 como um sinal de uma ofensiva confederada iminente. Em 9 de junho, duas divisões de cavalaria da União desceram na posição de Stuart & # x2019s e tentaram envolver seu exército. Na Batalha da Estação Brandy que se seguiu & # x2014, a maior batalha de cavalaria da Guerra Civil & # x2014, Stuart foi inicialmente pego despreparado, mas respondeu com verve característica para repelir o avanço da União. Ainda assim, sua reputação havia sofrido, pois era a primeira vez que Stuart não conseguia dominar sua oposição.


Tenente General Thomas Jonathan "Stonewall" Jackson, CSA

Ближайшие родственники

Sobre o general (CSA), Thomas & quotStonewall & quot Jackson

Ele foi batizado Thomas Jefferson Jackson em 20 de abril de 1849. Frequentou West Point, ensinou no Instituto Militar da Virgínia.

Thomas Jonathan & quotStonewall & quot Jackson (Major EUA 1846-51 e tenente-general CSA 1861-63) foi um Tenente-General Confederado durante a Guerra Civil Americana e provavelmente o Comandante CSA mais conhecido depois do General Robert E Lee. Sua carreira militar inclui a Valley Campaign de 1862 e seu serviço como Comandante do Exército da Virgínia do Norte sob o general Robert E Lee.

Tenente General Confederado da Guerra Civil. Nascido no que hoje é o estado da Virgínia Ocidental, na cidade de Clarksburg, filho de pais que não puderam garantir atendimento médico morreram literalmente como resultado da extrema pobreza. Órfão, ele foi levado e criado por um tio. Desejando uma educação, ele se inscreveu na Academia Militar dos Estados Unidos em West Point, Nova York, percebendo que aceitação significava uma educação gratuita. Embora mal preparado, ele se aplicou e suas notas melhoraram a cada ano, resultando em sua formatura em 1849 em 17º em uma classe de 59. Ele prestou serviço estelar na Guerra do México, depois renunciou ao Exército para aceitar o cargo de professor no Instituto Militar da Virgínia, em Lexington , Virginia. Suas férias de verão como professor foram passadas viajando para o Norte e para a Europa, onde seus interesses foram despertados pela arte e pela cultura. Sua vida pacífica terminou com o início da Guerra Civil. Ele foi enviado para Richmond como parte do corpo de cadetes. O Sul acreditava que sua experiência como professor merecia torná-lo um brigadeiro-general. Ele não decepcionou: depois de receber seu apelido & quotStonewall & quot em Bull Run por causa de seu comportamento no campo de batalha, ele continuamente impressionou a Confederação com sua habilidade no campo de batalha, destacando-se na campanha do Vale, na Batalha de Segundo Manassas e na Batalha de Fredericksburg para se tornar um Herói do sul. Durante a batalha de Chancellorsville, Jackson cavalgou para a frente para explorar com um grupo. Enquanto a escuridão descia, eles voltaram na direção de suas linhas, encontrando confederados postados, que os confundindo com combatentes da União, abriram fogo matando dois membros da equipe imediatamente enquanto três balas atingiram o General Jackson. Ele foi transportado por cerca de 28 milhas de ambulância a cavalo para a plantação Chandler na Estação Guiné para um anexo. Seu braço esquerdo foi amputado no ombro. A recuperação não foi bem-sucedida e ele sucumbiu à febre e pneumonia após adoecer por oito dias com sua esposa ao lado de sua cama. Seu corpo foi levado para Richmond, colocado em um caixão e depois de barco para o Instituto Militar da Virgínia, onde os cadetes se reuniram e carregaram os restos mortais para sua antiga sala de aula, onde estava no estado. Uma bateria disparada saudações do nascer ao pôr do sol. O corpo, envolto na bandeira confederada, foi levado em um caixão para Lexington Presbyterian, a igreja da família para os serviços religiosos, e depois concluído com o sepultamento no terreno da família no cemitério de Lexington. O corpo foi desenterrado mais tarde e enterrado sob uma estátua no centro do cemitério, que também foi renomeada em homenagem a ele. Muito permanece da vida do General Jackson: um monumento de granito marca o local real de seu ferimento e fica no terreno do Centro de Visitantes do Campo de Batalha de Chancellorsville. O prédio de escritórios para onde Jackson foi levado foi restaurado e faz parte do Parque Militar Nacional de Fredricksburg e Spotsylvania. Muitos itens usados ​​durante a estada do General ainda estão lá e outras peças da época junto com algumas reproduções recriam uma cena que lembra os últimos dias de sua vida. A Stonewall Jackson House, localizada em Lexington, é a única casa que pertenceu ao General e sua esposa. Ele morou na casa enquanto dava aulas no V.M.I. Está no Registro Nacional e decorado com peças de época, incluindo muitos dos pertences pessoais de Jackson. O V.M.I. o museu é o repositório final. Ele contém uma grande coleção de seus papéis pessoais e imagens e artefatos, como seu chapéu favorito, dois uniformes, a capa de chuva usada quando fotografado e muitos itens de sua antiga sala de aula e, acima de tudo, seu corcel montado Little Sorrel. (biografia por: Donald Greyfield)

Há uma história divertida sobre Jackson e uma fotografia. Ele teve um conjunto de duas tomadas durante uma de suas ocupações em Winchester, VA, pelo fotógrafo residente, Nathaniel Routzahn. O fotógrafo convenceu Jackson a fazer uma sessão, apenas para descobrir que o uniforme do General havia perdido um botão. Em vez de reprogramar ou incomodar outra pessoa, Jackson costurou o botão de volta - fora da linha. Sua esposa sempre gostou mais desse, porque dava um raro vislumbre do homem por trás do guerreiro.

Tenente General Thomas Jonathan Jackson, falecido por ferimentos recebidos em ação em 10 de maio de 1863 & # x2022 No relatório da batalha do General Lee & # x2019s em Chancellorsville, ele presta esta homenagem à sua memória:

O movimento pelo qual a posição do inimigo foi mudada e o futuro do dia decidido foi conduzido pelo lamentado Tenente-General Jackson, que, como já foi dito, foi gravemente ferido próximo ao encerramento do confronto na noite de sábado. Não me proponho aqui falar do caráter do ilustre homem, retirado do cenário de sua eminente utilidade pelas mãos de uma Providência inescrutável, mas sábia. No entanto, desejo prestar o tributo de minha admiração à incomparável energia e habilidade que marcou este último ato de sua vida, formando, como o fez, uma conclusão digna daquela longa série de esplêndidas realizações que conquistaram para ele o amor e a gratidão duradouros de seu país.

Lee escreveu a Jackson após saber de seus ferimentos, declarando & quotPosso ter dirigido os eventos, eu teria escolhido para o bem do país ser incapacitado em seu lugar. & Quot Jackson morreu de complicações de pneumonia em 10 de maio de 1863. Em seu leito de morte , embora tenha se tornado mais fraco, ele permaneceu espiritualmente forte. As palavras de Jackson foram: “É o Dia do Senhor, meu desejo foi realizado. Sempre desejei morrer no domingo. ”O Dr. McGuire escreveu um relato de suas horas finais e suas últimas palavras:

Alguns momentos antes de morrer, ele gritou em seu delírio: “Ordene A.P. Hill que se prepare para a ação! Passe a infantaria para a frente rapidamente! Tell Major Hawks & quot & # x2014 então parou, deixando a frase inacabada. Em seguida, um sorriso de inefável doçura se espalhou por seu rosto pálido, e ele disse baixinho, e com uma expressão, como se de alívio: "Vamos cruzar o rio e descansar à sombra das árvores." 10, 1863

The 18th Regiment, North Carolina Troops, was responsible for the accidental shooting of General Stonewall Jackson at Chancellorsville, Va., on May 2, 1863. Though the General survived, albeit with the loss of an arm to amputation. However, he died of complications of pneumonia eight days later. Sua morte foi um grave revés para a Confederação, afetando não apenas suas perspectivas militares, mas também o moral de seu exército e do público em geral.

Military historians consider Jackson to be one of the most gifted tactical commanders in United States history. Sua Valley Campaign e seu envolvimento da ala direita do Exército da União em Chancellorsville são estudados em todo o mundo até hoje como exemplos de liderança inovadora e ousada. He excelled as well in other battles: the First Battle of Manassas (where he received his famous nickname "Stonewall"), the Second Battle of Manassas, Antietam and Fredericksburg.

Col. Walter H. Taylor, CSA (General Lee p45 -46)

Occasionally we hear mention in some quarter of a comparison of the relative merit, as soldiers, of generals Lee and Jackson. I always have expressed it. “If I such comparison, preferring to think of each as peerless of his kind. Each excelled in his own sphere of action: for quickness of perception, boldness in planning, and skill in directing, General Lee had no superior for celerity in his movement, audacity in execution of bold designs, and impetuosity in attacking, General Jackson had not his peer. As another as expressed it. “If Lee was the Jove of the War, Stonewall Jackson was his thunderbolt. For the execution of the hazardous plans of Lee, just such a lieutenant was indispensable http://en.wikipedia.org/wiki/Stonewall_Jackson

____________________________ Quora: What were General Stonewall Jackson greatest strengths as a Military Commander?

Jackson had many talents that served him well.

Jackson was an intensely religious man. He believed he was serving God and that God was in control of his life or death and there was nothing he could do about it. So he didn’t worry and was fearless in battle.

He believed the Southern cause was sacred. He was totally fearless in battle. He would drive troops to the point of total exhaustion, seemingly insensitive to their hardship and suffering. He pushed himself as hard as his troops and suffered the same deprivations.

He recognized the value and advantage of fighting on your home territory and took every advantage of it.

He developed a new strategy for war that would be implemented by Germany in WWII. This was the mobile army engaging in quick strikes. Jackson realized that if one army was more mobile than the other, it could compete with a bigger, more equipped opponent. Jackson did much better employing this strategy than fighting in the traditional manner.

�ptain, my religious belief teaches me to feel as safe in battle as in bed. God has fixed the time for my death. I do not concern myself about that, but to be always ready, no matter when it may overtake me. That is the way all men should live, and then all would be equally brave.”

“War means fighting. The business of the soldier is to fight. Armies are not called out to dig trenches, to throw up breastworks, to live in camps, but to find the enemy and strike him to invade his country, and do him all possible damage in the shortest possible time. This will involve great destruction of life and property while it lasts but such a war will of necessity be of brief continuance, and so would be an economy of life and property in the end.”

𠇊lways mystify, mislead, and surprise the enemy, if possible and when you strike and overcome him, never let up in the pursuit so long as your men have strength to follow for an army routed, if hotly pursued, becomes panic-stricken, and can then be destroyed by half their number. The other rule is, never fight against heavy odds, if by any possible maneuvering you can hurl your own force on only a part, and that the weakest part, of your enemy and crush it. Such tactics will win every time, and a small army may thus destroy a large one in detail, and repeated victory will make it invincible.“

“My religious beliefs teach me to feel as safe in battle as in bed. God has fixed the time of my death. I do not concern myself with that, but to be always ready whenever it may overtake me. That is the way all men should live, and all men would be equally brave.”

After Jackson won five battles in one month, an aura of invincibility surrounded him. It lasted until his death, in the spring of 1863, during one of his most dramatic victories, the BATTLE OF CHANCELLORSVILLE


Thomas 'Stonewall' Jackson 1824-1863 - History

Stonewall Jackson (1824-1863)

Thomas Jonathan Jackson was a great American general who fought for the South in the Civil War. General Robert E. Lee believed Jackson was irreplaceable and next to Robert E. Lee himself, Thomas J. Jackson is the most revered of all Confederate commanders.

It was during the Battle of Bull Run at Manassas, Virginia, the first important battle of the Civil War, when Jackson assumed his nickname. Amidst the tumult of battle, Brigadeer-General Bernard Bee, a friend from Jackson's years at West Point, exclaimed: Look, men, there is Jackson standing like a stone wall! Let us determine to die here, and we will conquer! The South won the battle, and Jackson won the name Stonewall.

Jackson was born on January 21, 1824, in Clarksburg, Virginia (now West Virginia). Both of his parents died when Thomas was a child. The orphaned young Thomas was taken in and raised by an uncle. Thomas helped around his uncle's farm, and much of his education was self-taught. He would stay up at night reading borrowed books by the light of burning pine knots. His uncle's grist mill is now the centerpiece of Jackson's Mill Center for Lifelong Learning and State 4-H Camp.

Jackson was accepted to the Military Academy at West Point in July 1842. He became one of the hardest working cadets and moved steadily upward in the academic rankings. In spite of having started out with no formal education and experiencing difficulty with the entrance examination, he ended up graduating 17th out of 59 students in the Class of 1846.

During his years as West Point cadet, Jackson began keeping a notebook in which he jotted down inspirational ideas and phrases from books that he read such as You may be whatever you resolve to be which he believed would aid him in the development of his character and intellect. He continued to add to this book throughout the 1850's.

Jackson fought in the Mexican War from 1846-1848. After the war was over, Jackson resigned from the army and became a professor at the Virginia Military Institute in Lexington, Virginia. For the next ten years he taught artillery tactics as well as natural and experimental philosophy (related to modern day physics and including physics, astronomy, acoustics, optics, and other scientific courses).

On August 4, 1853, Jackson married Elinor (Ellie) Junkin. Tragically, she died in childbirth on October 22, 1854 and their child, a son, was stillborn. Jackson was heartbroken. During the summer of 1856, Jackson went on a tour of Europe. He visited Belgium, France, Germany, Switzerland, England and Scotland.

On July 16, 1857, Jackson married for the second time. His wife, Mary Anna Morrison, gave birth to a daughter on April 30, 1858. However, the baby died less than a month later. Jackson and Mary Anna moved to a modest brick townhouse at 8 East Washington Street in Lexington, Virginia early in 1859. The Jacksons spent the next two years furnishing their home, tending their garden, and involving themselves in the community.

Jackson was still teaching at Virginia Military Institute and he was also a deacon in the Presbyterian Church, so his students called him Deacon Jackson. Jackson was a stern instructor and a quiet, profoundly religious man. No one suspected what a great military leader he would turn out to be. The Jacksons brief period of domestic tranquility came to an end on April 21, 1861, when Thomas and other VMI officers were ordered to go to Richmond at the start of the Civil War.

Jackson was loyal to the state of Virginia and became a brigadier general in the Confederate Army. He was a skillful soldier and a fine leader, loved and respected by his men. He disliked fighting on Sunday, though that did not stop him from doing so. Jackson often led his soldiers in prayer.

Serving under General Robert E. Lee, Jackson and his troops were victorious in the Shenandoah Valley, at Fredericksburg, and at the second Battle of Bull Run. Jackson and his men became famous for the speed at which they could march. Military historians also call Jackson an outstanding strategist and one of the most gifted tactical commanders in United States history.

In December of 1862, Jackson was delighted to receive a letter about the birth of his daughter, Julia Laura Jackson, on November 23. She was the only Jackson child to survive into adulthood, although she died of typhoid fever at age 26. She and William Christian had two children, and both of Jackson's grandchildren had several children. Today there are many living descendants of Stonewall Jackson.

Mrs. Jackson and baby daughter Julia came to visit Stonewall Jackson in April of 1863, but their nine-day reunion was interrupted by a renewal of fighting. Mary Anna had not seen her husband for more than a year prior to that, and she wrote that their latest tryst was all the more joyful because of the additional charm and the attraction of the lovely child that God had given us. To provide a keepsake of the happy occasion, Mrs. Jackson persuaded her husband to sit for a photograph. Unbeknownst to anyone at the time, this would be the last photograph of Jackson ever taken.

On May 2, 1863, Jackson s men helped defeat a northern army at Chancellorsville. But on that fateful night, as Jackson and some officers were coming back through the woods on horseback at twilight, they were mistaken for northern soldiers. Jackson was accidentally shot by one of his own men, and several other staff members were killed. In the darkness and confusion, Jackson was dropped from his stretcher while being evacuated. His wounded left arm was now broken and had to be amputated.

General Robert E. Lee, the commander of all the Confederate armies, thought so highly of Jackson as his right-hand man that Lee sent a message saying, Give him my affectionate regards, and tell him to make haste and get well, and come back to me as soon as he can. He has lost his left arm, but I have lost my right arm. Sadly, Jackson contracted pneumonia following the surgery and died about a week later.

Even as Jackson grew physically weaker, he remained spiritually strong, saying, "I thank God, if it is His will, that I am ready to go." Mary Anna was summoned to his bedside, when just eight days earlier she had left him in robust health. Sometime before he passed away, Jackson said, "It is the Lord's Day my wish is fulfilled. I have always desired to die on Sunday." At the end, Jackson spoke out very cheerfully and distinctly the beautiful sentence which has become immortal as his last: Let us cross the river and rest in the shade of the trees.

Stonewall Jackson was buried in Lexington, Virginia, in a plot that he bought himself as a burial place for his family. Jackson s death was a severe setback for the Confederacy, affecting not only its military prospects but the whole morale of its army. Jackson s wife wrote, Tears were shed over that dying bed by strong men who were unused to weep. It is said that The Army of Northern Virginia never fully recovered from the loss of Stonewall Jackson s leadership in battle.

After the war, Mary Anna returned with baby Julia to her father s house in Charlotte, North Carolina. She always wore mourning clothes and never remarried. After her daughter s untimely death in her late twenties, Mary Anna raised her two grandchildren. She wrote a biography about her husband, including some of his letters, published as the Memoirs of Stonewall Jackson in 1895. She also organized the Stonewall Jackson Chapter of the United Daughters of the Confederacy, in which she was elected President for life. Mary Anna Jackson remained a beloved figure in the South until her death in 1915 at the age of 83.

www.vmi.edu/archives.aspx?id=3747 (Stonewall Jackson resources from the Virginia Military Institute.)

www.civilwarhistory.com/stonewalljackson/dofstowi.html (The death of Stonewall Jackson as told by his wife, Mary Anna Jackson.)

Subscribe to my Knowledge House Newsletter and get a famous homeschool biography once per month - plus a set of FREE e-books! Click here for more details or to sign up.

Do you know of any famous homeschoolers or homeschool parents not listed here?
Contact: . Obrigado! Please click here for reprint permission.

This website is a project of:

These pages are a continuous work in progress.
Copyright © 2000- by Teri Ann Berg Olsen
Todos os direitos reservados.

Google ad content
may not necessarily
represent the views
or endorsement of
FamousHomeschoolers.net

Thank you for visiting my
Famous Homeschoolers
website - Tell a Friend!


Thomas 'Stonewall' Jackson 1824-1863 - History

Thomas Jonathan Jackson
(1824-1863)

Next to Robert E. Lee himself, Thomas J. Jackson is the most revered of all Confederate commanders. A graduate of West Point (1846), he had served in the artillery in the Mexican War, earning two brevets, before resigning to accept a professorship at the Virginia Military Institute. Thought strange by the cadets, he earned "Tom Fool Jackson" and "Old Blue Light" as nicknames.
Upon the outbreak of the Civil War he was commissioned a colonel in the Virginia forces and dispatched to Harpers Ferry where he was active in organizing the raw recruits until relieved by Joe Johnston. His later assignments included: commanding lst Brigade, Army of the Shenandoah (May - July 20, 1861) brigadier general, CSA June 17, 1861) commanding 1st Brigade, 2nd Corps, Army of the Potomac July 20 - October 1861) major general, CSA (October 7, 1861) commanding Valley District, Department of Northern Virginia (November 4, 1861 - June 26, 1862) commanding 2nd Corps, Army of Northern Virginia June 26, 1862-May 2, 1863) and lieutenant general, CSA (October 10, 1862).
Leaving Harpers Ferry, his brigade moved with Johnston to join Beauregard at Manassas. In the fight at 1st Bull Run they were so distinguished that both the brigade and its commander were dubbed "Stonewall" by General Barnard Bee. (However, Bee may have been complaining that Jackson was not coming to his support). The 1st Brigade was the only Confederate brigade to have its nickname become its official designation. That fall Jackson was given command of the Valley with a promotion to major general.
That winter he launched a dismal campaign into the western part of the state that resulted in a long feud with General William Loring and caused Jackson to submit his resignation, which he was talked out of. In March he launched an attack on what he thought was a Union rear guard at Kernstown. Faulty intelligence from his cavalry chief, Turner Ashby, led to a defeat. A religious man, Jackson always regretted having fought on a Sunday. But the defeat had the desired result, halting reinforcements being sent to McClellan's army from the Valley. In May Jackson defeated Fremont's advance at McDowell and later that month launched a brilliant campaign that kept several Union commanders in the area off balance. He won victories at Front Royal, 1st Winchester, Cross Keys, and Port Republic. He then joined Lee in the defense of Richmond but displayed a lack of vigor during the Seven Days.
Detached from Lee, he swung off to the north to face John Pope's army and after a slipshod battle at Cedar Mountain, slipped behind Pope and captured his Manassas junction supply base. He then hid along an incomplete branch railroad and awaited Lee and Longstreet. Attacked before they arrived, he held on until Longstreet could launch a devastating attack which brought a second Bull Run victory.
In the invasion of Maryland, Jackson was detached to capture Harpers Ferry and was afterwards distinguished at Antietam with Lee. He was promoted after this and given command of the now-official 2nd Corps. It had been known as a wing or command before this. He was disappointed with the victory at Fredericksburg because it could not be followed up. In his greatest day he led his corps around the Union right flank at Chancellorsville and routed the 11th Corps. Reconnoitering that night, he was returning to his own lines when he was mortally wounded by some of his own men.
Following the amputation of his arm, he died eight days later on May 10, 1863, from pneumonia. Lee wrote of him with deep feeling: " He has lost his left arm but I have lost my right arm." A superb commander, he had several faults. Personnel problems haunted him, as in the feuds with Loring and with Garnett after Kernstown. His choices for promotion were often not first rate. He did not give his subordinates enough latitude, which denied them the training for higher positions under Lee's loose command style. This was especially devastating in the case of his immediate successor, Richard Ewell. Although he was sometimes balky when in a subordinate position, Jackson was supreme on his own hook. Stonewall Jackson is buried in Lexington, Virginia.
Source: "Who Was Who in the Civil War" by Stewart Sifakis


Assista o vídeo: Civil War Biography: General Thomas J. Stonewall Jackson (Outubro 2021).