Notícia

Onondaga I monitor - História

Onondaga I monitor - História

Onondaga I
(Mon: t. 1.250; 1. 226 '; b. 49'3 "; dph. 13'2"; dr. 12'0 "; s. 9 k .; cpl. 150; a. 2 15" D. sb., 2 150-pdr. Pr; cl. Onondaga)

O primeiro Onondaga, um monitor com duas torres, foi lançado em 2 de julho de 1X64 pela Continental Iron Works, Greenpoint, NY, sob subcontratação de George W. Quintard, patrocinado pela Srta. Sally Sedgwiek, filha do ex-representante dos EUA Charles Baldwin Sedgwiek, que violou as leis navais para o Departamento da Marinha, e comissionado no Estaleiro da Marinha de Nova York em 24 de março de 1864, capitão Melanethon Smith no comando.

Com Mattabesset, o novo monitor partiu de Nova York em 21 de abril de 1864 e chegou a Hampton Roads dois dias depois. Operando principalmente na Flotilha do Rio James, Onondaga apoiou a viagem do General Grant em Richmond. Em 24 de novembro, com Mahopac, ela engajou as baterias Southern no James em Howlett's, Va., E retomou o ataque em 5 e 6 de dezembro.

No início de janeiro, grande parte da força da União foi retirada do James, quando o almirante Porter montou sua poderosa frota para o próximo ataque ao Forte Fisher, N. C., que protegia Wilmington. Onondaga era o único monitor que restava para proteger as forças da União em e ao longo do James contra o Esquadrão Confederado James River do oficial de bandeira John K. Mitchell. Quando a força sul navegou rio abaixo para atacar as enfraquecidas forças da União que flutuavam, o monitor caiu rio abaixo para uma posição que proporcionasse maior capacidade de manobra. Ela e suas canhoneiras de apoio aguardaram o ataque do sul apenas para ter o impulso confederado embotado quando os couraçados Virginia No.2 e Richmond de Mitchell, a canhoneira Dreu ~ ry e o barco torpedeiro Scorpion encalharam tentando passar por obstáculos em Trent's Reach. Após ataques de baterias da costa norte e Onondaga, Dreu! Ry explodiu, Scorpion foi abandonado e as duas ironelads do sul retiraram-se rio acima quando foram reflutuadas no dia seguinte.

Depois de continuar a apoiar as tropas da União que lutavam para tomar a capital confederada até que o general Lee foi forçado a abandonar Richmond, Ononda ~ um vapor para o norte e desativado em Nova York em 8 de junho de 1865 e foi encerrado em League Island, Pensilvânia. Por Aet do Congresso aprovou 7 Em março de 1867, o monitor foi vendido para seu construtor, GW Quintard, e posteriormente revendido para a França para servir na Marinha francesa com o mesmo nome.


O ARQUIVO DE FOTOGRAFIA HISTÓRICA AMERICANA & IMPRESSÕES EM MOLDURAS DE Touro & IMAGENS EM ESTOQUE DE touro


Emoldurado ou não, do tamanho da mesa ao sofá, impresso por nós no Arizona e Alabama desde 2007. Explore agora.

Shorpy é financiado por você. Os contribuidores do Patreon obtêm uma experiência sem anúncios.
Saber mais.


Fotos enviadas por membros do Shorpy!

Membros Shorpy que são colaboradores do Patreon têm uma experiência sem anúncios! (Principalmente - ainda há um anúncio acima dos comentários.) Inscreva-se ou saiba mais.


USS Onondaga

Autoria por: Redator | Última edição: 18/01/2017 | Conteúdo e cópiawww.MilitaryFactory.com | O texto a seguir é exclusivo deste site.

Com a eclosão da guerra entre os estados na Guerra Civil Americana (1861-1865), os planejadores de guerra da União agiram rapidamente para fortalecer sua posição nas vias navegáveis ​​interiores e comissionaram muitos navios para a tarefa. O USS Onondaga foi encomendado em 26 de maio de 1862 para esse fim e foi projetado como um monitor de rio - um grande navio de guerra com canhões pesados ​​e calados rasos. Onondaga, descrito como um monitor de rio com duas torres, foi estabelecido (pela Continental Iron Works) naquele mesmo ano e lançado em 29 de julho de 1863. Ela foi comissionada para o serviço em 24 de março de 1864 e sobreviveu a toda a guerra em serviço com o Norte. Desativada em 8 de junho de 1865, ela foi vendida para a França, onde, curiosamente, continuou com o mesmo nome. Seu hulk foi vendido para sucata em 1904.

Conforme construído, o USS Onondaga deslocou 2.635 toneladas (curta) e segurou um comprimento de 226 pés com uma viga de 51,5 pés e calado de 12,9 pés. Sua energia vinha de 4 x caldeiras alimentando 2 x motores a vapor horizontais de ação traseira acionando 2 x hélices. O complemento da tripulação era numerado 130 e o armamento era centrado em canhões de cano liso Dahlgren 2 x 15 "como bateria primária. A bateria secundária era composta por 2 canhões estriados Parrott de 150 libras. O perfil do navio envolvia um convés principal plano contínuo com Posteriormente, a colocação da torre ocupando um funil de fumaça central. A proteção da armadura variava de 11,75 "nas torres a 5,5" na linha de água e 1 "no convés.

A ação notável do USS Onondaga na guerra foi como parte da James River Flotilla, participando da marcha do general Grant em Richmond, a capital confederada. Daí veio uma ação esquecível contra um esquadrão confederado do rio que resultou no oficial comandante de Onondaga enfrentando corte marcial por "negligência do dever" após a decisão de mover o navio mais a jusante. Nos meses após o fim da guerra, o navio de guerra viajou de volta ao norte, onde finalmente enfrentou o descomissionamento nas águas de Nova York.

No serviço francês, ela recebeu canhões principais raiados de 9,4 ", estes substituindo as baterias de canhões existentes do projeto original. Ela foi adquirida em 7 de março de 1867 e comissionada na Marinha francesa em 15 de junho de 1869, operando até o final do século antes de ser abandonado.


Onondaga

Nossos editores irão revisar o que você enviou e determinar se o artigo deve ser revisado.

Onondaga, nome próprio Onoñda’gega ’(“ Povo das Colinas ”), tribo de índios norte-americanos de língua iroquesa que viviam no que hoje é o estado americano de Nova York. Os Onondaga tradicionalmente habitavam aldeias de malocas de madeira e casca de árvore ocupadas por famílias aparentadas. Eles mudavam essas casas periodicamente para plantar novos campos, buscar novos suprimentos de lenha e ficar mais perto de peixes e caça. Eles cultivavam milho (milho), feijão, abóbora, girassóis e tabaco. Um conselho de homens adultos em cada comunidade orientava os chefes da aldeia.

A tribo Onondaga, uma das cinco nações originais da Confederação Iroquois (Haudenosaunee), era o centro político e geográfico da liga. Com 14 cadeiras no conselho, o Onondaga fornecia o presidente e o arquivista, que mantinham os registros das transações em cintos de wampum.

No século 18, uma facção considerável de Onondaga favorecendo os interesses franceses migrou para os assentamentos da missão jesuíta ao longo do Rio São Lourenço. Outra facção permaneceu leal aos britânicos e, após a dissolução da Confederação Iroquois após a Revolução Americana, um pequeno partido seguiu outros membros até Grand River, no que hoje é Ontário. A maioria, porém, permaneceu em seu vale ancestral.

As estimativas populacionais do início do século 21 indicavam cerca de 4.000 indivíduos de ascendência Onondaga.


O Lago Onondaga está localizado ao longo do lado norte da cidade de Siracusa. O lago cobre uma área de 4,6 milhas quadradas e recebe água de uma bacia de drenagem de 248 milhas quadradas localizada quase inteiramente dentro do condado de Onondaga.

O lago Onondaga é um recurso natural importante para os residentes do estado de Nova York. Ele apóia as populações de peixes e animais selvagens, tem valor espiritual e cultural para os Haudenosaunee e oferece oportunidades recreativas para muitos. A restauração do lago garante que esses valores e usos sejam totalmente realizados.

No entanto, uma longa história de poluição doméstica e industrial levou a sérios problemas de qualidade da água que alteraram o sistema natural do Lago Onondaga e o uso e aproveitamento do lago pelas pessoas. Devido à complexidade do sistema do Lago Onondaga e aos impactos contínuos das atuais e passadas descargas de poluentes municipais e industriais, foi necessária uma abordagem abrangente e coordenada para o objetivo de recuperação.

Em 1990, o Congresso dos Estados Unidos, liderado pelo senador Daniel Patrick Moynihan, criou a Onondaga Lake Management Conference (OLMC) e a encarregou das seguintes responsabilidades:

  1. desenvolvimento de um plano abrangente de restauração, conservação e manejo para o Lago Onondaga que recomenda ações corretivas prioritárias e cronogramas de conformidade para a limpeza do Lago Onondaga
    e
  2. coordenação da implementação deste plano pelo Corpo de Engenheiros do Exército, a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (USEPA), o Estado de Nova York e agências locais, governos e outros grupos que participam de tal conferência de gestão.

A Onondaga Lake Cleanup Corporation (OLCC) foi formada como uma organização sem fins lucrativos para administrar o OLMC. O OLCC firmou contrato com o Departamento de Conservação Ambiental do Estado de Nova York (NYSDEC) em 10 de agosto de 1990 para realizar os projetos e programas do OLMC. A conclusão do Plano de Gerenciamento do Lago Onondaga em 1993 representou o cumprimento da responsabilidade principal do OLMC & # 8217s de detalhar um plano de ação para restaurar a saúde ecológica e os usos recreativos do Lago Onondaga.

De 1º de maio de 1990 a 30 de setembro de 2001, o OLCC administrou as atividades diárias relacionadas aos projetos autorizados para financiamento pelo OLMC, de acordo com seu contrato com o NYSDEC. De 1990 a 1995, o Congresso destinou verbas de Melhoria Contínua de Água Limpa do Lago Onondaga à USEPA para apoiar as atividades do OLMC. A USEPA financiou os programas e projetos do OLMC por meio de uma doação ao NYSDEC. O NYSDEC, por sua vez, financiou o OLCC para administrar programas e projetos OLMC.

Então, em agosto de 1999, a Onondaga Lake Partnership (OLP) foi criada por meio de uma emenda à Lei de Desenvolvimento de Recursos Hídricos (WRDA), patrocinada pelo congressista James T. Walsh. O OLP substituiu o OLMC em 17 de agosto de 2000. O OLMC recebeu um período de expiração de um ano, pelo WRDA, para encerrar e concluir os projetos OLMC pendentes. Esse prazo também foi aproveitado para organizar a parceria. A Onondaga Lake Partnership é composta pelos mesmos representantes do governo federal, estadual e local que o OLMC e realiza projetos focados no lago e sua bacia hidrográfica para restaurar e conservar a qualidade da água, recursos naturais e oportunidades recreativas.

Desde agosto de 2001, o OLCC operou como uma instituição independente sem fins lucrativos dedicada à educação pública, pesquisa científica e remediação do Lago Onondaga e suas terras vizinhas. Em agosto de 2006, o OLCC mudou seu nome para Instituto Ambiental Onondaga (OEI) e em dezembro de 2006, o OEI expandiu sua missão para além do Lago Onondaga. A OEI busca promover a pesquisa, educação, planejamento e restauração ambiental no centro de Nova York.


Monitor de torres duplas Onondaga em James River, Virgínia.

Datas / Origem Data de Criação: 1861 - 1865 Data de Criação: 1850 - 1930 (Aproximado) Locais da Biblioteca Miriam e Ira D. Wallach Divisão de Arte, Impressões e Fotografias: Localizador de Prateleiras de Coleção de Fotografias: MFY Dennis Coll 92-F256 Tópicos Estados Unidos - - História - Guerra Civil, 1861-1865 Dóris (Barcos) James River (Va.) - 1860-1869 Onondaga (Monitor) Gêneros Estereógrafos Fotografias Observações Declaração de responsabilidade: Taylor & amp Huntington. Descrição física Impressões de albume Tipo de recurso Identificadores de imagem estática RLIN / OCLC: NYPG92-F256 ID do catálogo NYPL (número B): b11708965 Identificador único universal (UUID): 5abccf50-c574-012f-f2c4-58d385a7bc34 Declaração de direitos da Biblioteca Pública de Nova York acredita que este item é de domínio público de acordo com as leis dos Estados Unidos, mas não determinou seu status de copyright de acordo com as leis de copyright de outros países. Este item pode não estar no domínio público de acordo com as leis de outros países. Embora não seja obrigatório, se você quiser nos creditar como a fonte, use a seguinte declaração, "Da Biblioteca Pública de Nova York", e forneça um link para o item em nosso site de Coleções Digitais. Isso nos ajuda a rastrear como nossa coleção é usada e a justificar o lançamento gratuito de ainda mais conteúdo no futuro.


Linha do tempo histórica do xerife do condado de Onondaga e do escritório # 8217s

450-650 d.C.
Sob o governo saxão, os deveres do xerife eram extensos e incluíam não apenas apreender os infratores, mas também prendê-los, convocar um júri e julgar os infratores. Ele também tinha autoridade para mobilizar toda a força civil do condado em casos de emergência.

1066
A invasão e conquista normanda em 1066 d.C. gerou mudanças e reformas que marcaram o início do que hoje é conhecido como Common Law Legal System. Sob o governo de Norman, a responsabilidade do xerife foi modificada, pois ele não mais julgou os casos. Em vez disso, um sistema de tribunal foi estabelecido e o xerife tornou-se um braço executivo dos tribunais, executando mandados, apreendendo infratores, mantendo instalações carcerárias e punindo culpados de acordo com as instruções dos tribunais.

Como o sistema jurídico dos Estados Unidos se desenvolveu segundo as linhas do common law inglês, ele manteve a posição de xerife e as tradições que a acompanham. Essas tradições permitem que o cargo de xerife ocupe um lugar único no sistema de justiça & # 8211 servindo em processos civis, mantendo instalações carcerárias e policiais. Além disso, em partes do país, incluindo o estado de Nova York, o xerife ainda é considerado o principal oficial de segurança de um condado.

1776
Por um ato do Congresso em 16 de setembro de 1776, foram feitas provisões para recompensas a serem oferecidas aos soldados que se alistaram no Exército Continental durante a guerra. Uma dessas disposições eventualmente incluiria a provisão de pensões de terras gratuitas em uma área de mais de 1,5 milhão de acres no centro de Nova York que se tornaria conhecida como o Trato Militar. O Trato Militar testemunhou o primeiro xerife da região & # 8217, um veterano da Revolução Americana, o coronel William Colbraith. Pouco se sabe sobre o Coronel Colbraith, mas as primeiras referências referem-se a ele ser um irlandês com uma alma espaçosa e bom humor genuíno.

1794
O condado de Onondaga foi formado em 5 de março de 1794. Tornou-se o 21º condado no estado de Nova York e era composto por 1,75 milhões de acres (o que agora é composto por todos os condados de Onondaga, Cortland, Cayuga e Seneca, e partes de Oswego, Tompkins, Schuyler, Condados de Yates, Tioga e Herkimer). Havia uma população de 2.000 colonos (muitos eram veteranos da Guerra Revolucionária) junto com duas nações iroquesas & # 8211 Onondaga e Cayuga. O County Sheriff & # 8217s Office também foi formado em 5 de março. O xerife era um posto nomeado, nomeado pelo governador, e um juramento era necessário. Os mandatos eram limitados a um único mandato de quatro anos, eles não podiam ocupar cargos por um mandato consecutivo. Os xerifes eram pagos por um sistema de taxas por serviços prestados & # 8211, cumprindo processos civis, transportando prisioneiros e efetuando prisões.

A primeira prisão registrada foi James Fitzgerald por agressão e agressão e tentativa de roubo. O xerife recebeu 32 libras e 11 xelins pela prisão.

1802
A construção da Cadeia de Onondaga Hill é iniciada. (A prisão não seria concluída até 1810. Antes desta prisão, os prisioneiros eram transportados para prisões em Herkimer, Roma, ou Whitesboro, Nova York) O primeiro andar servia como prisão e apartamento para o Carcereiro e o segundo andar servia como tribunal. As celas e portas da prisão foram construídas com pesadas tábuas de carvalho com pontas de ferro forjado. As portas das celas tinham um orifício em forma de diamante através do qual os prisioneiros recebiam luz e comida.

Criminosos e devedores foram mantidos na prisão. O xerife e / ou seus auxiliares eram responsáveis ​​pelo pagamento das dívidas dos fugitivos. Ferros foram autorizados para criminosos a fim de impedir fugas. Se um prisioneiro foi morto em uma tentativa de fuga, foi considerado homicídio justificável. Se um prisioneiro matou outra pessoa durante uma fuga, isso foi considerado assassinato intencional.

1812
James Beebe foi o primeiro & # 8220Jailer & # 8221 do condado. Em 1812, aos 60 anos, Beebe também era o guardião do arsenal localizado na colina Onondaga. (Este dever não parecia estar relacionado com seus deveres com o Gabinete do Xerife.) Em setembro de 1812, foi necessário que ele fizesse uma viagem a Oswego em relação à sua qualidade oficial de Custodiante do arsenal. (Essas funções provavelmente estão relacionadas à atividade no Forte Ontário.) Em 20 de setembro, enquanto voltava de Oswego, Beebe se afogou por acidente no rio Sêneca. Durante o funeral, vários devedores escaparam da prisão (a primeira fuga registrada). Os herdeiros de Beebe pagaram as dívidas pendentes.

1825
Os primeiros policiais foram nomeados para a Vila de Siracusa.

1829
Uma nova prisão substitui a Cadeia de Onondaga Hill. A nova prisão está localizada na vila de Syracuse, na esquina das ruas Ash St. e Salina. A prisão é construída em pedra. Um novo tribunal também foi construído do outro lado da rua.

1840
A primeira execução legal é conduzida na prisão de Salina St. em 19 de novembro. O xerife Elihu Phillips executa enforcando Zachariah Freeman, Jr. pelo assassinato da esposa de Freeman, Sara Boyd. A execução ocorreu em um pátio fechado da prisão. Foi relatado que uma grande multidão se reuniu para a execução e que foi com dificuldade que a multidão foi impedida de derrubar a cerca e entrar no pátio.

1846
O Sheriff & # 8217s Office torna-se um cargo eleito. Os salários são fixados para o xerife. Os deputados eram pagos pelo Sheriff (dinheiro gerado no processo civil). Continua a ser ilegal para um xerife manter dois mandatos consecutivos.

1849
O Conselho de Supervisores do Condado adotou um plano para uma penitenciária do condado a ser construída no lado norte da cidade. (Syracuse foi incorporada como uma cidade em 1848.) O Conselho aprovou vários atos em 1851 que afetaram diretamente o papel do xerife & # 8217s como & # 8220Jailer & # 8221.

A penitenciária cumpria um duplo papel de penitenciária e prisão.
Todos os prisioneiros confinados nas instalações estavam sob o controle de um guardião principal ou Superintendente. O xerife não tinha mais a responsabilidade de manter a prisão.

1898
O Conselho de Supervisores do Condado adotou um plano para construir uma nova penitenciária em Jamesville (1901-1983). Em 10 de março de 1898, o Governador do Estado assinou o projeto de lei autorizando a remoção da penitenciária da Zona Norte para o novo local. Os Comissários Estaduais insistiram na construção do novo presídio, pois as necessidades eram grandes. Em 1901, o primeiro prisioneiro foi transferido para as novas instalações de Jamesville. A instalação manteria a dupla função de penitenciária e penitenciária.

1915
A posição de Onondaga County Sheriff Deputy torna-se uma posição assalariada.

1917
Nessa época, a prisão de Cedar Street é aberta e o xerife reassume o papel de carcereiro. A primeira posição registrada de matrona (deputada) recebeu um salário anual de $ 300.

1926
O xerife Lewis Schriber forma a primeira organização completa de mulheres deputadas xerifes, & # 8220Women Sheriff Corps. & # 8221. Cada cidade foi representada por um dos deputados que auxiliaram nos tribunais e atuaram como policiais juvenis.

1928
O Onondaga County Sheriff & # 8217s Office forma sua primeira patrulha uniformizada.

1936
As patrulhas motorizadas do Sheriff & # 8217s Office estão equipadas com rádios & # 8220one-way & # 8221. As cabines de chamada da polícia / bombeiros são utilizadas em todo o condado.

1938
Tornou-se legal que um xerife fosse eleito para mandatos sucessivos.

1939
A prisão de Cedar Street é renovada. Apesar dos atrasos nas disputas sindicais, as celas da prisão são substituídas por celas à prova de fuga, equipadas com fechaduras controladas eletronicamente. A fuga de um prisioneiro em 1939 levou ao tiro fatal de um prisioneiro. A Penitenciária de Jamesville está fechada devido a um incêndio.

1947
Em janeiro, o Sheriff & # 8217s Office adota títulos militares para classificação. Antes disso, as patentes eram identificadas como Deputado, 3º Deputado, 2º Deputado, 1º Deputado, Sub-xerife e Xerife.

1961
O xerife Sarto Major introduziu o escudo estelar de seis pontas. (Ele foi apresentado aos departamentos do xerife e # 8217s em todo o estado de Nova York em um esforço para distinguir os xerifes da polícia municipal).

1964
O xerife Patrick Corbett assume o cargo e se torna o primeiro xerife democrata do condado. Ele reorganiza o Gabinete do Xerife & # 8217s em um & # 8220Departamento & # 8221 com três & # 8220 Divisões & # 8221 & # 8211 Divisão de Prisão, Divisão Civil e Divisão Criminal. A prisão do Edifício de Segurança Pública (P.S.B.) é aberta. O Departamento de Polícia da Cidade de Syracuse e o Corpo de Bombeiros da cidade unem-se ao Sheriff & # 8217s Office no P.S.B. em um esforço para consolidar os serviços.

1967
Os emblemas dos chapéus foram descontinuados quando o Sheriff & # 8217s Office adotou um novo estilo de uniforme.

1971
O xerife Corbett propõe o sistema de comunicação de emergência por telefone 911, mas o plano é rejeitado.

1974
A posição & # 8220Matron & # 8221 foi abolida. As deputadas agora detinham o título de & # 8220Deputado & # 8221, o mesmo que seus colegas homens.

Um estudo recomenda reparos imediatos / eventual substituição completa da Penitenciária de Jamesville. O site é atormentado por uma série de fugas de turmas de trabalho.

1975
Há uma perturbação na Penitenciária de Jamesville e o xerife Corbett mobiliza a Unidade de Controle de Ocorrências do Departamento e # 8217s para conter a perturbação.

Uma patrulha conjunta do Departamento de Polícia da Cidade de Syracuse e do Departamento do Xerife do Condado é formada (Air-Stop). É estabelecido o Onondaga Law Enforcement Mobil Radio District (O.L.E.M.R.D.), um sistema de comunicação da polícia em todo o condado.

1977
O Sheriff & # 8217s Department muda para uma nova sede na 407 South State Street. O xerife Corbett propõe assumir a operação da Penitenciária de Jamesville e, em 1983, ela é substituída por um local adjacente.

1980
A Divisão Criminal do Departamento de Sheriff & # 8217s adota o escudo de estrela de sete pontas e seria adotado em todo o departamento em 1982.

1982
O Departamento de Sheriff & # 8217s estabelece subestações em todo o condado.

1987
Em fevereiro, o delegado David Clark é morto a tiros pelo presidiário William & # 8220Billy & # 8221 Blake durante uma tentativa de fuga fracassada. O deputado Bernard Meleski também está gravemente ferido. O deputado Clark é o primeiro adjunto do xerife do condado de Onondaga & # 8217s registrado a ser morto no cumprimento do dever.

Uma ordem federal impõe um limite de 248 para a população carcerária no P.S.B. A instalação modular da Penitenciária de Jamesville é usada para o transbordamento de presidiários. Isso forneceu uma solução temporária, mas levaria a questões de disputa trabalhista. A questão da superlotação motivou estudos para uma nova instalação carcerária.

1991
O condado de Onondaga destinou US $ 52.600.000 para a nova prisão do Centro de Justiça do condado de Onondaga.

1992
O sistema de comunicações de emergência 911 é estabelecido.

1994
Onondaga County e Onondaga County Sheriff & # 8217s Department bicentenário. O Sistema Estadual de Identificação Automatizada de Impressão Digital (S.A.F.I.S.) é adotado.

Um novo sindicato é formado para representar os membros da Divisão de Polícia do departamento & # 8217s & # 8211 Onondaga County Sheriff & # 8217s Police Association (O.C.S.P.A.). A Associação Benevolente do Delegado Adjunto (D.S.B.A.) continua a representar as Divisões Custódia e Civil.

1995
O xerife Kevin Walsh abre a nova prisão do Onondaga County Justice Center, uma instalação de supervisão direta com 616 leitos. O xerife Walsh reinstitui o título de Onondaga County Sheriff & Office # 8217s Office. O Escritório está dividido em três departamentos & # 8211 Departamento de Polícia, Departamento de Custódia e Departamento Civil.

Os computadores são introduzidos nos veículos do Sheriff & # 8217s Office Patrol para melhorar o sistema de comunicação da polícia. (Consulte a Unidade de Tecnologia da Informação)

1996
O xerife Walsh adota o uniforme preto para os Departamentos de Polícia e de Custódia. O plano atendia a interesses econômicos e como estratégia para invocar a ordem fraterna do escritório.

1999
O Onondaga County Sheriff & # 8217s Office se torna o primeiro Sheriff & # 8217s Office no estado de Nova York a receber credenciamento nas áreas de Polícia, Custódia, Civil e Laboratório Criminal.

Um novo laboratório criminal é inaugurado na cidade de Syracuse. A instalação consolidou o Sheriff & # 8217s Crime Lab, o Syracuse P.D. Crime Lab e o County & # 8217s Medical Examiner & # 8217s Office. A instalação foi nomeada em homenagem ao falecido policial de Syracuse Wallie Howard Jr., que foi morto em 1989 durante uma investigação secreta de drogas.

O Sheriff & # 8217s Office Aviation Unit aposentou seu helicóptero Bell Jet Ranger de 18 anos. O Air-1 foi substituído por um helicóptero Bell 407 que fornece uma carga útil 50% maior, maior capacidade de combustível, um sistema infravermelho para buscas e resgates e um downlink de vídeo para fornecer imagens ao vivo para uma nova unidade móvel terrestre.

2000
O Sheriff & # 8217s Office adota um emblema comemorativo da era do milênio. O design do emblema era uma reminiscência do design do emblema do oficial & # 8217s por volta de 1900 e permaneceu em serviço durante os anos de 2000 e 2001.

Sgt. John D & # 8217Eredita desenvolveu o S.T.O.P.P.E.D. Programa (Sheriffs Contando Nossos Pais e Promovendo Motoristas Educados), projetado para monitorar a direção de adolescentes e recebeu patrocínio da Associação de Xerifes do Estado de Nova York & # 8217s. O programa despertou atenção em todo o estado e nacional.

2001
Uma aposentadoria de 20 anos está garantida para os membros do Departamento de Polícia do Sheriff & # 8217s Office. A questão da aposentadoria de 20 anos para os deputados xerifes empregados na função policial foi polêmica em todo o estado desde meados da década de 1970 & # 8217s.

A tenente Annette Bragg é a primeira mulher a ser nomeada Capitão de Polícia Delegada do Xerife.

2003
O site do Onondaga County Sheriff & # 8217s Office foi desenvolvido por uma de suas funcionárias, Julie Durham, escriturária de pessoal, e lançado no início de 2003.

Em 29 de novembro, o deputado Glenn Searles foi morto no cumprimento do dever enquanto ajudava um motorista preso. O policial Searles parou ao lado da I-481 atrás do motorista preso com suas luzes de emergência piscando para ajudar. Ao tentar remover os sinalizadores do porta-malas de seu carro de polícia, ele foi atingido por uma minivan que deslizou pela estrada coberta de neve e gelo para dentro de seu veículo, prendendo-o entre os dois veículos e causando vários ferimentos que levaram ao seu morte subsequente. O deputado Searles é o segundo xerife do condado de Onondaga e adjunto # 8217s registrado a ser morto no cumprimento do dever.

Junho, o Onondaga Community College deu início a uma Academia de Polícia de pré-emprego de “Fase 1 e 2”. O programa é inicialmente instruído pela O.C.S.O. Academia de Polícia Central de Nova York. Em 2013 O.C.C. assumiria total responsabilidade pelo programa de treinamento. O Cazenovia College iniciou um programa paralelo em setembro de 2005.

O.C.S.O. os veículos de patrulha foram equipados com equipamento de sistema eletrônico de emissão de bilhetes e relatórios de acidentes (TRACS).

Em fevereiro, o Gabinete do Xerife iniciou cargos de Oficial de Patrulha Especial para segurança no Centro Cívico e no edifício do Escritório do Condado. Os cargos foram preenchidos por policiais aposentados, correcionais e oficiais de liberdade condicional que serviram como oficiais de paz nessa capacidade.

Abril, a Operação Equipa Anti-Crime da Polícia Municipal Integrada “IMPACT” foi iniciada pelo estado de Nova York para aumentar a visibilidade da polícia e o serviço de aplicação da lei na área de crime de alto risco da cidade de Syracuse. A equipe era composta por membros da Polícia Estadual de N.Y., Gabinete do Xerife do Condado de Onondaga e Departamento de Polícia da Cidade de Syracuse.

O sistema de câmera de áudio e vídeo no carro foi totalmente implementado para veículos de patrulha.

O Sistema de Base de Dados e Análise da Polícia Central de Nova York “CNYLEADS” O sistema de gerenciamento de informações da Justiça Criminal foi totalmente implementado, melhorando a eficiência com um sistema eletrônico de relatório / dados.

Projeto Lifesaver - O Gabinete do Xerife iniciou este programa de rastreamento eletrônico como uma iniciativa de segurança pública para localizar pessoas desaparecidas que sofrem de doenças do tipo demência-Alzheimer. No ano seguinte, O.C.S.O. assumiria a posição de Coordenador do NYS para o programa.

Em junho, a cidade de Clay votou pela abolição do Departamento de Polícia. Planos foram iniciados para fundir o Departamento de Polícia com o Gabinete do Xerife. O Gabinete do Xerife implementou a fusão do serviço policial em 6 de julho.

O Gabinete do Xerife substituiu seu veículo blindado “Peace Maker” pelo veículo blindado Lenco “Bearcat”.

3 de outubro, a Unidade K-9 adotou um Bloodhound “Herói” membro da unidade. O K-9 foi doado pela Child Protection Education of America e pelo Jimmy Ryce Center. A unidade é composta por oito equipes parceiras K-9.

A Unidade de Navegação descomissionou sua embarcação Sportscraft 1986. Uma embarcação de console central Mackee Craft de 24 pés e um trailer são doados pelo Departamento de Parques e Recreação e Preservação Histórica do NYS. Além disso, duas embarcações pessoais Sea Doo foram introduzidas na frota.

Março, o gabinete do xerife adquiriu um veículo aquático operado remotamente "R.O.V." para pesquisa subaquática e detalhes de recuperação. O submersível era operado por um computador portátil por meio de uma corda de fibra óptica de 500 pés, permitindo a visualização remota de câmeras subaquáticas e recursos de sonar de varredura multifrequencial.

Agosto, a unidade combinada de Polícia da Cidade de Syracuse e a Unidade de Pessoas Abusadas do Gabinete do Xerife foi transferida para o McMahann Ryan Child Advocacy Center. A mudança forneceu uma abordagem de agência parceira co-localizada multidisciplinar para lidar com investigações, educação, tratamento e serviços de extensão de pessoas vítimas de abuso.

Os veículos do Departamento Civil de Operações de Campo foram equipados com terminais móveis de dados.

Os membros do Departamento de Custódia foram equipados com coletes protetores de facada / corte para proteção contra ataques de armas afiadas.

A Equipe de Eliminação de Dispositivos Perigosos adquiriu um veículo “caminhão-bomba” de resposta dedicado por meio de doações.

O Gabinete do Xerife iniciou um Programa de Prevenção de Overdose de Opioides para equipar e treinar membros para administrar a dosagem de naloxona intranasal a pessoas em risco de sofrer uma overdose relacionada a opioides.

Sheriff Kevin E. Walsh’s e Undersheriff Warren R. Darby’s no ano passado no cargo. Sheriff Walsh e Undersheriff Darby cumpriram seu primeiro mandato em 1995. Seus mandatos de 20 anos foram os mais longos servidos por um Sheriff e Undersheriff na história do Gabinete do Xerife.

O xerife Eugene J. Conway assume o cargo e se torna o 61º xerife do condado para servir ao condado de Onondaga.

O Escritório adotou um Código de Ética, Visão e Princípios Orientadores para direcionar nossos membros ao porquê de nossa existência, a maneira como tomamos decisões e as expectativas de fazer parte desta organização. O Escritório também revisou e renovou os Objetivos Estratégicos Organizacionais e as Missões da agência para cada Departamento que melhor refletem nosso propósito e foco de recursos.

O Departamento de Polícia instituiu um novo modelo de controle do crime para garantir a distribuição eficaz de recursos de maneira direcionada com base na necessidade. Essas reuniões ocorrem duas vezes por mês, nas quais o pessoal de nível de comando discute as tendências, padrões e estratégias atuais do crime para garantir a segurança pública.

O Escritório concentrou os esforços de pessoal identificando posições de missão crítica e transferindo pessoal para essas áreas, a fim de aumentar a eficácia e eficiência das operações.

No início de 2015, o Escritório estava previsto para terminar o ano em mais de US $ 1 milhão acima do orçamento com base na experiência anterior e nas operações atuais. Com o foco e a determinação de muitos membros da organização, o Escritório conseguiu encerrar o ano de 2015 com $ 500.000 abaixo do orçamento.

O Escritório começou a construir a infraestrutura para revisar e atualizar todas as políticas e procedimentos atuais em busca da excelência por meio das melhores práticas. Atualmente, o Escritório mantém o Credenciamento da Associação do Xerife do Estado de Nova York para os Departamentos Civil, de Custódia e de Polícia. Em 2016, o Escritório buscará certificações adicionais para garantir a transparência e criar confiança nas operações.

The National Commission on Correctional Health Care conducted an assessment of the Justice Center and the Office was successful in attaining their accreditation certification.

Caring for inmates that exhibit signs of mental health crisis continues to be a challenge for our Custody Department. Through ongoing analysis and planning, to include guidance from the National Commission on Correctional Health Care, the Office began a multi-faceted approach that couples procedural changes and modification to the physical plant. The “Safe Cell” project which is currently underway features modifications to 17 separate holding cells to further reduce the risk of an inmate in mental health crisis from seriously hurting him/herself. The specialized cells coupled with medical/mental health evaluation and subsequent frequent checks of the inmate by professional staff allows for a humane environment, while reducing the need for a constant watch by a dedicated Deputy.

Sheriff Conway instituted a Deputy of the Month award and commissioned a special challenge coin for those members selected for their significant contribution to the organization and the Mission of the Sheriff’s Office.

A new Volunteer Chaplain Program was developed to assist the members of the agency and the community. Three Chaplains were selected: Reverend Roosevelt Baums, Reverend Joshua Czyz, and Reverend Michael Grinnals. The Reverends have participated in a number of Office and Community ceremonies, tended to the needs of our members in difficult and challenging times, and assisted in the overall mission during sensitive and difficult cases where a member of the clergy was requested by Office members or the public.


Additionally, the Office began the process of examining additional support programs for all staff due to the stressful and challenging nature of public safety. The Peer to Peer Support Program was formed to assist members and their family, in identifying issues that may be affecting their quality of life, and / or job performance and refer them to the proper support services as needed through trained members who work within the Office in other missions.

The Onondaga County Sheriff’s Office held a Custody Academy and a Police Academy which included training members from several other law enforcement agencies around New York State. Due to retirements and resignations, the Office filled a number of vacancies in both the Custody and Police Departments.

Presented with an aging fleet, the administration formulated a three year plan designed to minimize the maintenance and repair costs while ensuring safe, reliable vehicles for members in all three Departments. The first year plan called for the largest number of vehicles which was accomplished through creative purchasing and savings from other budget lines. The Ford Explorer was selected to become the primary patrol vehicle along with new / fewer graphics which reduced cost while increasing visibility.

The Office renewed its commitment to providing timely and accurate information through the use of social media for direct connection with the members of the Onondaga County community. A redesigned and updated website was released that provides quick access and additional information to the user. The website will continue to be updated throughout 2016 to include the ability to view it on mobile devices. More frequent posting occurred on Facebook throughout the year and the Office began to use Twitter for the timely release of information.


Find Onondaga County Property Records

Onondaga County Property Records are real estate documents that contain information related to real property in Onondaga County, New York. Public Property Records provide information on homes, land, or commercial properties, including titles, mortgages, property deeds, and a range of other documents. They are maintained by various government offices in Onondaga County, New York State, and at the Federal level. They are a valuable tool for the real estate industry, offering both buyers and sellers detailed information about properties, parcels and their owners.


Onondaga Lake


Aerial view of Onondaga Lake.

Use the following links to find information on this page.

Onondaga Lake and Watershed

Onondaga Lake is located in Central New York along the edge of the City of Syracuse. The lake covers 4.6 square miles, has an average depth of 35 feet and a maximum depth of 63 feet. It is approximately one mile wide and 4.6 miles long. The lake receives water from a 285-square mile watershed located mostly in Onondaga County (the southern tip of the watershed extends into northern Cortland County).

Onondaga Lake's major tributaries are Nine Mile Creek and Onondaga Creek, together accounting for about 70% of all the water that flows into the lake each year. The Metropolitan Syracuse Wastewater Treatment Plant (Metro) is the next largest source of water, supplying approximately 20% of the lake's annual inflow.

Other tributaries include Ley Creek, Harbor Brook, Saw Mill Creek, and Bloody Brook. Water flows north out of Onondaga Lake to the Seneca River and eventually makes its way to Lake Ontario.

Pollution in Onondaga Lake: A Snapshot

In the 19th century, Onondaga Lake was a popular tourist attraction, with beaches, resorts and amusement parks. Over time, industrial development and a growing population led to increases in sewage and industrial discharges that took their toll on the water quality of Onondaga Lake. Swimming was banned by 1940 and fishing in 1970.

Because of pollution control efforts (which began in the 1970s) and more recent cleanup work, the lake is now the cleanest it has been in over 100 years. The lake reopened to fishing in 1986 (with consumption advisories) and over 65 species of fish have been documented in the lake. The ongoing revitalization of Onondaga Lake has exceeded the expectations of many, but there is still work to be done.

Main Sources, Responsible Entities and Cleanup Status

Pollution in Onondaga Lake comes from three main sources: industrial pollution, wastewater pollution and polluted runoff.

  1. Industrial Pollution
    1. The problem: Starting in the 1880s and continuing for over 100 years, a number of industries discharged waste, including mercury, salt processing residue, ammonia, organic compounds and PCBs, contributing to the contamination of Onondaga Lake's water and sediment. Groundwater at many upland sites was also contaminated. This pollution limited recreational uses of the lake, reduced wildlife habitat, and elevated levels of toxic contaminants in fish and other aquatic life. As a result, Onondaga Lake was designated a federal Superfund site in 1994. The Superfund site includes the lake bottom and subsites around the lake and along tributaries.
    2. Responsible entities: Investigations and long-term remedial actions at the subsites are performed and paid for by potentially responsible parties (PRPs), pursuant to enforcement agreements between the PRPs and New York State. Honeywell, which merged with Allied-Signal (previously Solvay Process Company, the party responsible for much of the pollution), plays an instrumental role in the remediation efforts.
    3. Update on cleanup: Dredging of the contaminated lake bottom was completed in 2014. Cleanup projects at upland sites and in contaminated lake tributaries are in various stages of design, implementation or completion. Some project reports and fact sheets are available on DEC's Region 7 Environmental Remediation Project Information page. Detailed information is also available at the DEC Region 7 office in Syracuse, the Onondaga County Public Library at the Galleries, and other locations identified in the fact sheets.
    1. The problem: Ammonia and phosphorus in sewage from Onondaga County-owned Metro contributed to impacts on fish migration and reproduction, led to algal blooms and poor water clarity, and decreased oxygen levels. In addition to the ammonia and phosphorus, stormwater runoff entering Syracuse's combined sewer system can overwhelm the system and send untreated sewage and stormwater to Onondaga Lake's tributaries. These combined sewer overflows (CSOs) are a major source of bacteria, trash, organic material, solids and grit. To address the ammonia, phosphorus and CSO problems, a legal agreement was reached in 1989 requiring wastewater treatment plant and collection system improvements.
    2. Responsible entity: Onondaga County is responsible for complying with the legal agreement and the Clean Water Act.
    3. Update on cleanup: In accordance with fulfillment of Paragraph 25 of the 4th Stipulation of the Amended Consent Judgment (ACJ), Onondaga County submitted "Metro WWTP Optimization Analysis of Total Phosphorus Treatment" to the Department in August 2011. This report was approved by DEC in December of that year. The report's recommended actions included modifications to the existing tertiary process, and adjustments for hydraulics, operations procedures and maintenance schedules related to optimizing the current facility in support of ACJ compliance. Implementation of the recommended actions are intended to provide Metro WWTP operations staff with the tools for improving phosphorus treatment performance and reliability while reducing effluent variability. By 2014 the County has also comleted 169 green infrastructures and abated 46 out of 72 pre-ACJ CSOs.
    1. The problem: Stormwater runoff in the Onondaga Lake watershed carries pollutants to the lake and its tributaries. Pollutants include sediment from the Tully Valley mudboils, salt from highway ice removal, fertilizers and pesticides from lawns, gardens and farms, animal waste, and debris and floating trash from nearby streets.
    2. Responsible entities: In addition to efforts by local, State and Federal entities, everyone who lives, works or plays in the Onondaga Lake watershed must do their part.
    3. Update on cleanup: Projects throughout the watershed are reducing sediment, nutrients and other polluted runoff.
      Projects include:
      • a vacuum truck that removes trash from stormwater catch basins
      • skimmer vessels that remove floating waste from the Inner Harbor
      • initiatives to reduce mudboil activity and sediment loading to Onondaga Creek
      • programs addressing animal waste and pesticide management at farms
      • increased use of phosphorus-free fertilizers
      • school education programs
      • measures to control road and streambank soil erosion and stormwater runoff.

    Revitalizing Onondaga Lake

    Many years of research and remediation has made Onondaga Lake the cleanest it has been in over a century. Pollution, toxicity levels, and algal growth have decreased and water clarity has improved. Plant and animal diversity in and around the lake are showing impressive progress. With these improvements, the lake is once again becoming a destination for outdoor enthusiasts, while serving as a source of community pride.

    There is still much to accomplish -- Federal, State and local organizations, residents, and lake users will continue to play a major role in the revitalization of Onondaga Lake.

    More information about the pollution history, cleanup status and revival of Onondaga Lake is provided on the Onondaga Lake Cleanup page and in the links below.

    DEC Webpages with Information about Onondaga Lake

    Join Onondaga Lake News E-Mail List -- Subscribe to Onondaga Lake News and have project information, updates and public meeting announcements emailed to you.

    Onondaga Lake Cleanup -- This page describes the history of Onondaga Lake, cleanup efforts from the passage of the Clean Water Act to today, and the status and successes of cleanup projects.

    Onondaga Lake Areas of Concern -- Map of polluted areas around Onondaga Lake. Ongoing cleanup efforts are addressing many of these sites.

    Return to Glory (PDF) (1.2 MB) -- 2006 article for the New York State Conservationist magazine describing the history of Onondaga Lake.

    Region 7-Environmental Remediation Project Information -- This page lists documents and webpages describing ongoing projects to clean up Onondaga Lake and surrounding areas contaminated with hazardous materials. This page also includes information about many additional hazardous waste cleanup projects in central New York.

    Major Ongoing Natural Resources Damages Assessments -- A Natural Resource Damage Assessment (NRDA) calculates the cost of restoring natural resources impacted by hazardous materials. DEC coordinates the NRDA for Onondaga Lake with the federal Department of the Interior and the Onondaga Nation.

    Onondaga Lake Fishing -- Fishing information for Onondaga Lake. This page describes plant life, public access sites, common fish species and research programs.

    Map of navigational buoys (PDF) -- A printable map of hazards and navigational buoys on Onondaga Lake.

    Watersheds, Lakes, Rivers -- What is a watershed? New York has 17 main watersheds that DEC uses as the basis for management, monitoring and assessment programs, and many smaller watersheds like the Onondaga Lake watershed.

    Oswego River/Finger Lakes watershed -- The Onondaga Lake watershed is part of the much larger Oswego River/Finger Lakes watershed.

    Much of the information on this page was adapted from two documents produced by the CNY Regional Planning and Development Board with support from the Onondaga Lake Partnership: The State of Onondaga Lake 2010 e Onondaga Lake Watershed Progress Assessment and Action Strategies: An Overview. Both documents are available on the Onondaga Lake Partnership website. The DEC is a member of the Onondaga Lake Partnership and works cooperatively with federal, state and local governments on the cleanup of Onondaga Lake.


    Onondaga Lake Milestones

    Federal, state, and local governments have been working to clean up the legacy of municipal and industrial pollution to improve Onondaga Lake.

    1896 - City builds sewers and bans backyard privies. Sewage flows directly into Onondaga Creek and Harbor Brook

    1970 - Onondaga County establishes annual lake monitoring program

    1972 - The Federal Clean Water Act is passed.

    1979 - Metropolitan Syracuse Wastewater Treatment Plant (Metro), the sewage treatment plant serving Syracuse and surrounding communities that discharges into Onondaga Lake, is upgraded.

    1989 - A legal agreement in Federal court requires Onondaga County to study and upgrade Metro and reduce sewage pollution from combined sewer overflows (CSOS).

    1991 - Pump stations at Liverpool and Ley Creek are upgraded to reduce raw sewage overflows into the lake.

    1994 - Onondaga Lake is added to the Federal Superfund List, making polluters responsible for cleanup of industrial contamination

    1995 - Projects begin to reduce excessive flow of sediment to Onondaga Creek from the Tully Valley Mudboils

    1998 - A revised legal agreement requires additional water quality monitoring and a reduction of CSOS into Onondaga Lake tributaries.

    - Oil tanks are removed from "Oil City” near the Inner Harbor.

    2004 - The final stage of Metro improvements for ammonia reduction begin, leading to Onondaga County achieving ammonia reduction goals eight years ahead of schedule.

    2005 - More than eight tons of mercury are removed by Honeywell (the successor to the Solvay Process Company and Allied Chemical), cutting off a major source of mercury to the lake from the Linden Chemical and Plastics property (LCP) under a legal agreement.

    2006 - Upgrades at Metro result in a 75% reduction of phosphorus released into the lake, from 200 pounds to 50 pounds per day.

    2008 - Midland Avenue facility is completed, resulting in the treatment of sewage and stormwater from three CSOS before being released into Onondaga Creek.

    2009 - A fourth revision to the legal agreement is approved by the Federal court, allowing Onondaga County to incorporate green infrastructure as a way to reduce CSOS.

    Honeywell continues construction of a barrier wall to capture and treat polluted groundwater before it reaches the lake.

    2010 – Onondaga County launches "Save the Rain” program to improve Onondaga Lake water quality through green infrastructure improvements such as green roofs, rain gardens, porous pavement parking

    2011 - Geddes Brook and Ninemile Creek cleanup begins including wetland and creek habitat enhancements.

    2012 - Honeywell begins to remove polluted sediments at the bottom of the lake.

    Hoje - Onondaga Lake is the cleanest it has been in over 100 years, and species of fish, plants, and birds are reinhabiting the area. The lake now draws over 1.3 million visitors annually, but there is more to be accomplished. Get involved!

    US Army Corps of Engineers
    US Environmental Protection Agency
    NYS Department of Environmental Conservation
    NYS Attorney General
    Onondaga County
    City of Syracuse

    A clean lake reflects well on all of us.

    Erected by Onondaga Lake Partnership.

    Tópicos This historical marker is listed in this topic list: Environment. A significant historical year for this entry is 1896.

    Localização. 43° 6.989′ N, 76° 14.699′ W. Marker is in Syracuse, New York, in Onondaga County. Marker is on Long Branch Road 0.8 miles east of John Glenn Avenue, on the right when traveling east. Marker is at end of parking lot for the Western Shore Trail. Toque para ver o mapa. Marker is in this post office area: Syracuse NY 13209, United States of America. Toque para obter instruções.

    Outros marcadores próximos. At least 8 other markers are within 5 miles of this marker, measured as the crow flies. The Resort Era (a few steps from this marker) Lucius Gleason House Paid Advertisement

    (approx. 2 miles away) Founded 1820 (approx. 2.1 miles away) Jesuit Mission (approx. 3 miles away) Paddock Mill (approx. 3.6 miles away) Willett Tract (approx. 3.9 miles away) Syracuse Area (approx. 4.1 miles away) Nathan Teall (approx. 4 miles away). Touch for a list and map of all markers in Syracuse.

    Veja também . . .
    1. America's most polluted lake finally comes clean - NPR. (Submitted on January 19, 2020, by Steve Stoessel of Niskayuna, New York.)
    2. Onondaga Lake (Wikipedia). Excellent section on the pollution of the lake and the challenges involved in the clean up. (Submitted on January 19, 2020, by Steve Stoessel of Niskayuna, New York.)


    Assista o vídeo: Detroithoodtv pyop small tire class Onondaga dragway 7-17-21 (Outubro 2021).