Notícia

O rascunho mais antigo conhecido da Bíblia King James, descoberto em Cambridge

O rascunho mais antigo conhecido da Bíblia King James, descoberto em Cambridge

A King James Version (KJV) é a versão mais vendida do livro mais vendido da história mundial - a Bíblia. Estima-se que mais de 1 bilhão de cópias da KJV foram vendidas. Foi traduzido e reescrito por seis equipes de 17 º estudiosos do século para proteger a hegemonia dos bispos na igreja anglicana e garantir o direito divino dos reis. Não é de se admirar que a chamem de "King" James Version, cujo rascunho mais antigo acaba de ser encontrado por um professor nos papéis de um de seus 54 tradutores.

Quase não foram encontrados documentos de trabalho e rascunhos da Versão King James desde a publicação da primeira edição em 1611, portanto, a notícia da descoberta desse rascunho de uma pequena parte da Bíblia teve um grande impacto em certos círculos.

Com a descoberta do professor Jeffrey Alan Miller, da Montclair State University em New Jersey, os estudiosos da Bíblia terão um novo olhar sobre os fundamentos da KJV, que foi considerada a tradução mais poética da Bíblia para o inglês e que tem uma história rica e interessante . O professor Miller encontrou um caderno de trabalho com rascunhos dos Apócrifos do tradutor Samuel Ward entre os papéis de Ward na Universidade de Cambridge, na Inglaterra. Ward era membro de seis equipes de acadêmicos que James I designou para apresentar uma versão da Bíblia mais amigável ao rei e à Igreja Anglicana.

A Bíblia King James substituiu amplamente a Bíblia de Genebra dos puritanos. A Bíblia de Genebra argumentou contra o direito divino dos reis à sucessão. Também defendeu presbíteros eleitos por congregações em vez de bispos que governam a Igreja Anglicana.

A Bíblia de Genebra disse, com efeito, que Deus não autorizou Tiago I a ser rei. James considerou crime até possuir uma Bíblia de Genebra.

Frontispício da edição de 1611 da versão King James da Bíblia ( Wikimedia Commons )

Embora os livros apócrifos não estejam incluídos na versão King James de hoje, as primeiras edições os incluíam, e a descoberta lançará uma luz importante sobre como um de seus tradutores traduziu e renderizou o documento antigo, os primeiros livros dos quais foram escritos no início cerca de 3.500 anos atrás em hebraico, aramaico e grego.

A maioria das notas da Bíblia de Genebra que Tiago I baniu eram meramente teologia calvinista, diz o blog Religião Hoje. Mas outras notas na Bíblia dos puritanos ou calvinistas aconselharam contra algumas religiões e convenções políticas da época. James I promoveu fortemente o direito divino dos reis. E a hierarquia anglicana ficou furiosa com os argumentos dos puritanos e da Bíblia de Genebra contra os bispos que governam a Igreja, diz o blog.

Professor Miller disse O jornal New York Times ele esperava encontrar uma carta desconhecida entre os papéis de Ward, que ele encontrou. Miller pensou que essa seria sua grande descoberta. Ele logo percebeu que um caderno que estava estudando era muito mais importante. Um pesquisador catalogou o caderno em 1985 e o descreveu como “comentário versículo por versículo” com estudos de mundo em grego e notas em hebraico.

Um retrato de Samuel Ward por Valentine Ritz ( Wikimedia Commons )

O que Miller encontrou foram todos os nove capítulos do livro apócrifo 1 Esdras e os capítulos três e quatro do livro da Sabedoria. Esses livros e outros nove livros apócrifos não são mais considerados parte do cânone protestante, embora os católicos os incluam em suas Bíblias.

O próprio Miller descreve o significado de sua descoberta no Times Literary Supplement de 14 de outubro de 2015:

Muitas riquezas adicionais aguardam para ser colhidas do rascunho de 1 Esdras e Sabedoria 3-4 de Ward. Ele representa não apenas o rascunho mais antigo da KJB que agora se sabe que sobreviveu, mas um totalmente diferente de qualquer outro encontrado anteriormente. O rascunho de Ward sozinho carrega todos os sinais de ter sido um primeiro rascunho, assim como sozinho pode ser definitivamente dito que está nas mãos de um dos próprios tradutores do King James. Ele também permanece como o único rascunho agora conhecido que sobreviveu de qualquer parte dos Apócrifos na KJB, e o único rascunho ainda a ser descoberto em Cambridge, um dos três centros iniciais da composição da Bíblia. O verdadeiro valor do rascunho de Ward, porém, reside menos no simples fato de sua singularidade e mais no que o rascunho, em sua singularidade, ajuda a revelar sobre uma das conquistas culturais mais extraordinárias do século XVII. Ele aponta o caminho para uma compreensão mais completa e complexa do que nunca do processo pelo qual a KJB, a obra em inglês mais lida de todos os tempos, veio a ser.

A perseguição aos puritanos pela Igreja Anglicana sob o comando de James I foi tão ruim que alguns dos puritanos fugiram da Inglaterra para o Novo Mundo. Embora os puritanos detestassem a Igreja Católica, talvez eles possam encontrar consolo e um terreno comum com os católicos em um dos livros bíblicos compartilhados pela Bíblia de Genebra e pela Bíblia King James: O Livro da Sabedoria. Sabedoria 3: 1-6, diz:

Mas as almas dos justos estão nas mãos de Deus, e nenhum tormento deve tocá-los. À vista dos insensatos, eles pareciam morrer: e a sua partida foi considerada miséria, e a sua partida de nós em total destruição; mas eles estão em paz. Pois embora sejam punidos aos olhos dos homens, ainda assim sua esperança está cheia de imortalidade. E, tendo sido um pouco castigados, serão grandemente recompensados: porque Deus os provou e os achou dignos para si . — King James Version

Imagem em destaque: duas páginas do caderno de Samuel Ward mostrando sua tradução de parte da Versão King James da Bíblia (fotografia de Maria Anna Rogers, da Universidade de Cambridge)

Por Mark Miller


A versão mais antiga conhecida da Bíblia King James, descoberta em Cambridge - História

Foi um mês empolgante para os fãs e historiadores da Bíblia King James: os estudiosos identificaram um conjunto de notas do tradutor original que nos dá nosso primeiro olhar conhecido sobre como a Bíblia King James tomou forma:

& # 8230 nos arquivos do Sidney Sussex College, sobrevive agora o primeiro rascunho conhecido de qualquer parte da Bíblia King James, inconfundivelmente nas mãos de um dos tradutores do King James.

O rascunho aparece em um caderno manuscrito que pertencia a Samuel Ward (1572–1643), que fazia parte da equipe de sete homens em Cambridge encarregados de traduzir os Apócrifos.

Esta descoberta é significativa porque todo o outro material conhecido do projeto de criação da Bíblia King James data de muito mais tarde no processo de tradução e provavelmente foi copiado por escribas. Em contraste, Ward & # 8217s draft & mdashwritten em sua própria caligrafia distinta! & Mdash nos dá uma olhada em primeira mão notável em um tradutor da Bíblia & # 8217s trabalho em andamento. Eles mostram Ward lutando com a tradução de passagens difíceis, experimentando diferentes representações e eliminando tentativas insatisfatórias.

O material no manuscrito & # 8230 cobre livros apócrifos conhecidos como Esdras e Sabedoria, e parece indicar que o processo de tradução em Cambridge funcionou de maneira diferente do que pensávamos saber sobre ele. Há muito se presumia que as seis equipes separadas, ou empresas, de tradutores que trabalhavam em Cambridge, Oxford e Londres, nas quais haviam sido designadas seções individuais da Bíblia para trabalhar, operavam de forma mais colaborativa em certas seções do que individualmente.

Mas o rascunho de Ward parece indicar que os indivíduos em cada empresa receberam porções menores das seções bíblicas que aquela empresa supervisionou, tornando a Bíblia inteira mais uma colcha de retalhos de trabalho individual do que um todo colaborativo.

Esta notícia é um bom motivo para dar uma olhada na Bíblia King James este mês, especialmente se você costuma ler uma versão diferente da Bíblia. Aqui estão alguns lugares para começar:


Professor americano encontra novo rascunho inicial da Bíblia King James

Um acadêmico americano descobriu o primeiro rascunho conhecido da Bíblia King James em um caderno da Universidade de Cambridge. Esta edição da Bíblia é o livro mais lido na língua inglesa e está ao lado da obra William Shakespeare como um dos pilares centrais da literatura inglesa.

Jeffrey Alan Miller, professor assistente de inglês na Montclair State University em Nova Jersey, encontrou o caderno, que data de 1604-1608, enquanto trabalhava nos arquivos do Sidney Sussex College. O caderno pertenceu a Samuel Ward, que foi um dos sete tradutores da Bíblia King James e mais tarde se tornou o mestre do colégio.

"Houve uma espécie de momento de choque, pulo para fora da banheira", disse o professor Miller O jornal New York Times. "Mas então vem o processo mais trabalhoso de garantir que você está 100 por cento correto."

Se Miller estiver correto, então sua descoberta ajuda a provar que a Bíblia King James foi um esforço conjunto.

Na quarta-feira, Miller escreveu um artigo para Suplemento Literário do The Times em que ele detalhou sua descoberta.

"Ele representa não apenas o primeiro rascunho da KJB que agora se sabe que sobreviveu, mas um totalmente diferente de qualquer outro encontrado anteriormente", escreveu Miller. "O rascunho de Ward por si só traz todos os sinais de ter sido um primeiro rascunho, assim como sozinho pode ser definitivamente dito que está nas mãos de um dos próprios tradutores do King James."

Ele acrescentou: "O verdadeiro valor do rascunho de Ward, entretanto, reside menos no simples fato de sua singularidade e mais no que o rascunho, em sua singularidade, ajuda a revelar sobre uma das conquistas culturais mais extraordinárias do século XVII."

De acordo com O jornal New York Times, a descoberta ajuda a esclarecer como a Bíblia King James foi produzida. A primeira edição, publicada em 1611, foi produzida por seis "companhias" de tradutores, sediadas em Londres, Oxford e Cambridge. A Igreja da Inglaterra empregou as empresas para criar uma versão autorizada da Bíblia, que não carregava mais a influência puritana vista em algumas traduções anteriores.

Em julho, pesquisadores da Universidade de Birmingham encontraram fragmentos de texto pertencentes a uma cópia do Alcorão, que se acredita ter pelo menos 1.370 anos de idade.


ENCONTRADO: O primeiro rascunho conhecido da Bíblia King James

Em 1604, o rei Jaime I deu a seis grupos de tradutores uma tarefa muito importante: produzir uma tradução definitiva da Bíblia para o inglês para a Igreja da Inglaterra.

A Bíblia King James, como veio a ser chamada, foi terminada em 1611. Traduzida do latim original, grego, hebraico e aramaico, tinha a intenção de ser uma alternativa às traduções puritanas anteriores, que o rei considerou sediciosas.

Sabia-se da existência de apenas três cópias dos rascunhos dos tradutores e # 8217. Mas agora Jeffrey Alan Miller, professor assistente da Montclair State University, encontrou o primeiro rascunho conhecido de parte da Bíblia King James, relata ele no Suplemento Literário do Times.

O rascunho também, escreve o New York Times, & # 8220 o único definitivamente escrito pela mão de um dos cerca de quatro dezenas de tradutores que trabalharam nele. & # 8221

Como tantos objetos historicamente importantes e valiosos, o manuscrito estava apenas guardado em um arquivo. Estava nos papéis de Samuel Ward, um dos tradutores, que se tornou o mestre da Universidade de Cambridge. Por muitos anos, seus artigos não foram catalogados quando foram organizados na década de 1980, o rascunho foi registrado como um & # 8220 comentário bíblico verso por verso. & # 8221

Quando Miller estava pesquisando um livro sobre Ward, ele encontrou o documento, & # 8220 um caderno despretensioso do tamanho de uma brochura moderna, embrulhado em um pedaço de velino manchado de resíduos & # 8221 diz que o Vezes. Quando ele o examinou mais de perto, ele começou a perceber que o livro continha notas de Ward & # 8217s sobre uma tradução inglesa existente dos Apócrifos. Ele considerou as escolhas de palavras, olhou para o grego original e anotou as alternativas possíveis & # 8212, algumas das quais chegaram à tradução final do King James.

Parte do que torna o rascunho tão interessante é que ele mostra como os tradutores trabalharam. Eles deveriam trabalhar coletivamente em suas traduções, em vez de atribuir certas partes a tradutores individuais. Mas o caderno indica que o grupo de Cambridge pelo menos começou distribuindo seções. Parece que Ward terminou a sua e depois tirou proveito de outro tradutor ao começar a trabalhar em uma segunda seção. Isso faz o backup de um relato de outro tradutor, descrevendo um sistema de trabalho semelhante.

As decisões de tradução foram feitas de forma mais colaborativa, no entanto. Como Miller escreve no Times Literary Supplement, nem todas as sugestões que Ward anotou em seu caderno chegaram à tradução final. Afinal de contas, ele era um jovem membro do colégio na época: mesmo que tivesse sido encarregado de parte do trabalho de tradução, as instruções do Rei James e # 8217 haviam sido claras. Nenhuma pessoa deveria ser o tradutor de qualquer seção da Bíblia.

Com esses manuscritos recém-descobertos, sabemos compreender muito melhor como os estudiosos designados para essa tarefa criaram o livro que seria um dos mais influentes do mundo nos séculos vindouros.


Primeira versão da Bíblia King James

Em 2015, Jeffrey Alan Miller, professor de inglês da Montclair State University em New Jersey, surpreendeu o mundo acadêmico com seu anúncio, no Suplemento Literário do Times, que ele havia descoberto "o primeiro rascunho conhecido de qualquer parte da Bíblia King James, inequivocamente nas mãos de um dos tradutores do King James". Este ano, Miller recebeu uma bolsa de pesquisa do NEH para publicar uma edição crítica do rascunho e, quando fomos para a impressão, foi anunciado que ele havia ganhado uma bolsa MacArthur de “gênio”.

Quem é Samuel Ward e o que você procurava em seus jornais no verão de 2014?

Samuel Ward (1572–1643) foi um teólogo puritano moderado que passou grande parte de sua carreira como mestre do Sidney Sussex College na Universidade de Cambridge. Por volta de 1604, quando Ward ainda era apenas um jovem, ele foi escolhido para ser um dos tradutores da Bíblia King James, publicada em 1611.

Em 2011, como parte do quatrocentésimo aniversário da Bíblia King James, pediram-me para escrever um ensaio sobre Ward para uma coleção de ensaios (ed. Mordechai Feingold, Laborers in the Vineyard of the Lord: Scholarship and the Making of a versão King James da Bíblia). Fiz várias viagens de pesquisa para Sidney Sussex, onde vários manuscritos e papéis de Ward ainda sobrevivem. No final de uma viagem, descobri em um dos antigos cadernos de Ward um primeiro rascunho aparentemente o primeiro de uma parte de seu trabalho na tradução do Rei Jaime da Bíblia, tornando-o o primeiro rascunho de qualquer parte da tradução do Rei Jaime agora conhecido por sobreviver.

Como você descobriu que este caderno continha um rascunho de parte da Bíblia King James?

A eminente historiadora Margo Todd preparou um catálogo de todos os documentos existentes de Ward agora em Sidney Sussex. Ela descreveu o caderno como contendo um "comentário bíblico versículo por versículo" de um livro bíblico não especificado, também apresentando "estudos de palavras gregas e algumas notas em hebraico". Olhando mais de perto, não parecia que Ward estava "comentando" sobre o livro bíblico desconhecido, então a primeira tarefa foi descobrir em qual livro da Bíblia as notas se referiam.

Uma vez eu percebi que eles pertenciam ao livro conhecido como 1 Esdras e que outro conjunto de notas no caderno pertencia a um livro conhecido como Sabedoria, ambos incluídos na Bíblia King James como parte dos Apócrifos do Velho Testamento, que eu sabia que Ward tinha sido envolvida na tradução, a moeda começou a cair. As notas, no entanto, não se assemelhavam ao que se poderia esperar de um rascunho da Bíblia King James. Foi só quando percebi que, em vez de preparar uma tradução totalmente nova, as notas mostravam Ward, versículo por versículo, muitas vezes frase por frase, propondo revisões a uma tradução anterior da Bíblia para o inglês conhecida como a Bíblia dos Bispos - que é como os tradutores do King James foram, de fato, obrigados a abordar sua nova tradução - que eu finalmente percebi o que tinha diante de mim. Naquele momento, recostei-me na cadeira em um silêncio atordoado. É o tipo de coisa que nunca se espera ter a chance de colocar os olhos.

O que essa descoberta significa para a forma como os seis comitês convocados em 1604 por James I criaram
uma nova Bíblia em inglês?

O rascunho de Ward fornece a primeira evidência concreta de que pelo menos uma das seis equipes ou "empresas" de tradutores realizaram seu trabalho, inicialmente, delegando a tradução de livros bíblicos individuais ou partes de livros a tradutores individuais. Há muito que se presumia que as empresas de tradutores trabalharam na tradução juntas como um grupo ou comitê durante todo o processo. Isso não significa que o rascunho de Ward mostra que a Bíblia King James é menos uma maravilha de colaboração do que sempre foi considerada. No entanto, indica que a tradução do King James pode ser muito mais uma colcha de retalhos de traduções "individuais" - o produto de tradutores individuais e empresas individuais trabalhando de maneiras individuais - do que jamais foi totalmente considerado.

Você já percebeu alguma nova compreensão da beleza da versão King James?

Essa é uma das coisas-chave que espero explorar com a ajuda da irmandade NEH. Antigamente, era comum sugerir que elaborar uma tradução “bela” ou “literária” da Bíblia era um dos principais objetivos dos tradutores da versão King James. Mais recentemente, os estudiosos têm resistido a essa ideia, revelando que os tradutores foram animados muito mais por considerações acadêmicas e teológicas. O rascunho de Ward, no entanto, ajuda a ilustrar que pode ser possível corrigir muito nessa direção. Várias decisões que Ward tomou como tradutor parecem ter sido tomadas por razões aparentemente estilísticas, pelo menos em parte e em certos momentos, acima de tudo. O rascunho de Ward também indica que as considerações estilísticas e acadêmicas não devem ser vistas como mutuamente exclusivas. Pode-se até argumentar que o poder duradouro da tradução King James reside precisamente em sua união única desses dois aspectos vitais - erudição e estilo - no cerne de qualquer tradução, bíblica ou não.


Descoberta a versão mais antiga da Bíblia do Rei Jaime, afirma o historiador

Páginas do caderno em que Samuel Ward traduziu uma versão atualizada da Bíblia King James & seção Apócrifos # 8217s. Crédito: Reproduzido com permissão do Master and Fellows of Sidney Sussex College, Cambridge. Fotografia: Maria Anna Rogers

A Bíblia King James, o livro mais lido na língua inglesa - de onde surgiram frases como & # 8220a um homem segundo seu próprio coração & # 8221 - é tão histórica quanto elusiva. Agora, um historiador afirma ter encontrado o rascunho mais antigo conhecido do texto cristão, escrito em uma caligrafia confusa, em um arquivo obscuro da Universidade de Cambridge.

O manuscrito foi escondido entre os papéis de Samuel Ward, um dos homens comissionados pelo Rei Jaime I para traduzir uma nova versão do texto cristão para o inglês no início do século 17.Jeffrey Miller, um professor assistente de Inglês na Montclair State University em New Jersey, por acaso encontrou o caderno de 400 anos enquanto fazia uma pesquisa sobre Ward para um ensaio que ele estava escrevendo.

O momento Eureka veio quando Miller percebeu que o caderno continha um texto do próprio livro que Ward havia sido contratado para ajudar a traduzir. Miller se lembra de ter pensado, & # 8220Oh meu Deus, ele & # 8217s falando sobre um livro que lhe pediram para ajudar a traduzir & # 8221 ele disse.

& # 8220Então percebi que ele estava criando a Bíblia King James naquele momento. & # 8221 [Prova de Jesus Cristo? 7 peças de evidência debatidas] Descrevendo sua descoberta no Suplemento Literário do Times, Miller disse que o caderno não é apenas o primeiro rascunho já encontrado, mas também é o único rascunho sobrevivente escrito pela mão de um dos tradutores originais.

& # 8220Ward & # 8217s o rascunho sozinho carrega todos os sinais de ter sido um primeiro rascunho, assim como sozinho pode ser definitivamente dito que está nas mãos de um dos próprios tradutores da King James & # 8221 Miller escreveu.

Samuel Ward fez anotações enquanto traduzia dois livros apócrifos da Bíblia King James. Crédito: Reproduzido com permissão do Master and Fellows of Sidney Sussex College, Cambridge. Fotografia: Maria Anna Rogers

Essa mão era uma bagunça, ao que parece. A caligrafia de & # 8220Ward & # 8217s é notoriamente ruim & # 8221 Miller disse ao Live Science. & # 8220Pelo menos isso é do início de sua vida & # 8221 acrescentou.

Ward começou sua tradução quando tinha apenas 32 anos, tornando-se o mais jovem dos 54 ou mais homens comissionados para traduzir a Bíblia King James. Sua caligrafia só piorou com a idade, observou Miller. Felizmente, Miller estava familiarizado com a escrita de Ward & # 8217s por causa de seu intenso estudo dos textos do tradutor.

A King James Bible, publicada pela primeira vez em 1611, é um dos livros mais influentes e populares da literatura inglesa. Isso gerou uma longa lista de frases comuns e figuras de linguagem, como & # 8220 fora da boca de bebês, & # 8221 & # 8220 em sua sagacidade & # 8217s fim & # 8221 e & # 8220 comer, beber e se divertir. & # 8221 Mesmo assim, poucos documentos sobrevivem de sua tradução.

& # 8220Acho que é uma descoberta fascinante e totalmente confiável & # 8221 Jason BeDuhn, professor de estudo comparativo de religiões na Northern Arizona University, disse ao Live Science. & # 8220 Quanto mais podemos aprender sobre o processo pelo qual a Bíblia King James foi produzida, mais realista se torna nossa avaliação de seus méritos. & # 8221

(c) Sidney Sussex College, University of Cambridge, fornecido pela The Public Catalog Foundation

King James encarregou equipes de tradutores em Londres, Cambridge e Oxford de escrever uma versão em inglês da Bíblia que refletisse melhor os princípios da Igreja da Inglaterra. Ward fazia parte de uma dessas equipes em Cambridge.

Mais tarde, ele se tornou mestre de Sidney Sussex, uma das faculdades da Universidade de Cambridge, e seus trabalhos acadêmicos acabaram nos arquivos da escola. Na década de 1980, o caderno em questão, catalogado como MS Ward B, foi rotulado como um & # 8220 comentário bíblico verso por verso & # 8221 com & # 8220 estudos de palavras gregas e algumas notas em hebraico. & # 8221

Mas quando Miller revisitou o texto, ele descobriu que ele na verdade continha notas e traduções de partes dos Apócrifos, uma seção controversa da Bíblia que é excluída de muitas versões hoje. [Mistérios religiosos: 8 alegadas relíquias de Jesus]

& # 8220Esta descoberta nos ajuda a recapturar o lado humano do processo de tradução & # 8221 BeDuhn disse. & # 8220Gosto especialmente da descrição do Prof. Miller & # 8217s de Ward experimentando fraseado, riscando-o e tentando outra coisa. Este é o verdadeiro trabalho de tradução pego em flagrante. & # 8221

De acordo com Miller, as notas de Ward & # 8217s mostram que ele realmente lutou com a linguagem de certos versos dos Apócrifos, por exemplo, 1 Esdras 6:32. Na Bíblia dos Bispos do século 16 & # 8217, a versão anterior a ser autorizada pela Igreja Inglesa, 1 Esdras 6:32 descreve uma declaração do Rei Dario, que afirma que qualquer pessoa desobedece a seus decretos & # 8220 de seus próprios bens se uma árvore ser capturado e nele ser enforcado. & # 8221

& # 8220Propondo uma revisão para a metade anterior da passagem, Ward primeiro começou, & # 8216A tre, & # 8217, mas depois a riscou & # 8221 Miller explicou. & # 8220Não, & # 8216 de h, & # 8217 ele começou a escrever pensando melhor, mas também riscou isso.

Por fim, ele voltou à construção mais direta com a qual havia abortadamente começado, que também reflete mais de perto o grego da passagem: & # 8216 uma árvore deve ser retirada de sua posse. '& # 8221

Parece que as sugestões de Ward foram desconsideradas. A tradução do King James acabaria por ler & # 8220 de sua própria casa, caso uma árvore fosse tomada e ele fosse enforcado. & # 8221

O caderno recém-descoberto não é apenas o primeiro rascunho conhecido de qualquer parte da Bíblia King James, mas também é o único rascunho sobrevivente conhecido de qualquer parte dos Apócrifos. Mesmo assim, Miller vê seu legado em uma escala mais ampla: & # 8220Aponta o caminho para uma compreensão mais completa e complexa do que nunca do processo pelo qual a [Bíblia King James], a obra em inglês mais lida de todos os tempos , veio a ser, & # 8221 ele escreveu.

Gordon Campbell, da Universidade de Leicester, concordou. & # 8220 Em suma, a descoberta de Miller & # 8217s é uma janela para o processo de tradução, e isso a torna a descoberta mais importante desde que Ward Allen desenterrou o caderno Corpus sessenta anos atrás, & # 8221 Campbell, um colega de estudos da Renascença, disse ao Live Science , referindo-se a um estudioso americano que, na década de 1960, rastreou as anotações de um dos homens encarregados de revisar as traduções da Bíblia King James final.

A descoberta também pode dar aos pesquisadores um modelo de como poderiam ser outros rascunhos.

& # 8220Uma das coisas que espero é que o rascunho que encontrei nos leve a descobrir mais rascunhos da Bíblia King James, porque talvez tenhamos uma ideia melhor de como isso pode ser, & # 8221 Miller disse.

Jeanna Bryner, editora-chefe da Live Science, contribuiu para este artigo.

Nota do Editor & # 8217s: Este artigo foi atualizado para incluir mais informações sobre a descoberta.


Caro leitor,

A Business Standard sempre se esforçou para fornecer informações e comentários atualizados sobre os acontecimentos que são de seu interesse e têm implicações políticas e econômicas mais amplas para o país e o mundo. Seu incentivo e feedback constante sobre como melhorar nossa oferta apenas fortaleceram nossa determinação e compromisso com esses ideais. Mesmo durante esses tempos difíceis decorrentes da Covid-19, continuamos comprometidos em mantê-lo informado e atualizado com notícias confiáveis, opiniões confiáveis ​​e comentários incisivos sobre questões atuais de relevância.
Nós, no entanto, temos um pedido.

Enquanto lutamos contra o impacto econômico da pandemia, precisamos ainda mais do seu apoio, para que possamos continuar a oferecer a você mais conteúdo de qualidade. Nosso modelo de assinatura obteve uma resposta encorajadora de muitos de vocês, que assinaram nosso conteúdo online. Mais assinatura do nosso conteúdo online só pode nos ajudar a atingir os objetivos de oferecer a você um conteúdo ainda melhor e mais relevante. Acreditamos no jornalismo livre, justo e confiável. Seu apoio por meio de mais assinaturas pode nos ajudar a praticar o jornalismo com o qual estamos comprometidos.


123 pensamentos sobre & ldquo The Original King James Bible 1611 PDF & rdquo

QUERO COMPRAR UM 1611 KING JAMES CONTENDO O APÓCRIPA ORGINAL E NO ANTIGO INGLÊS ORGINAL. VOCÊ SERIA TIPO E ME ENVIAR A SUA SELEÇÃO COM AS INCLUÇÕES ACIMA. OBRIGADO JULIA BRAUN

não é inglês antigo. é o inglês moderno MAIS ANTIGO. O que você fala hoje é chamado de inglês moderno contemporâneo, que é uma forma simplificada do inglês original que você acabou de rotular como inglês antigo.

Eu sugiro que você obtenha o conjunto de dois volumes de / Curme & # 8217s, A Grammar of the English Language, antes de começar a falar sobre nossa & # 8220 forma simplificada do inglês original & # 8230. & # 8221

Você pode csscpsg? Isso é inglês de nível 29.
Supondo que você não pode & # 8217t?
Ele está simplesmente pedindo uma versão que não foi adulterada como tudo o mais foi & # 8230 & # 8230; ela não estava tentando parecer inteligente ou inteligente, ele fez uma pergunta, pois estava aprendendo que alguém poderia adivinhar & # 8230 & # 8230.
Você já sintatizou a oração dos senhores ou a Bíblia? Usando csscpsg?

Comunicação correta da estrutura da frase (PARSE)? Partes do discurso? A torre de babel? Verbo advérbio?

Só porque você fala, não significa que você é isso.

Eu realmente não li as postagens, mas por algum motivo está se tornando um tópico que parece & # 8220excitar & # 8221 pessoas.

Se houver um problema, indique-o e eu devo deletar as postagens.

Este site é fornecido gratuitamente e o objetivo é fornecer o máximo possível das versões antigas.

Concordo totalmente com sua nota de que a Bíblia de 1611 é o inglês moderno, embora não seja contemporânea. Boa chamada, Fico feliz que ainda haja pessoas por aí que reconhecem isso. Posso ler e compreender o 1611 tão facilmente quanto minha KJV. Só preciso ter cuidado com palavras como saudação, porque minha mente reconhecerá como saudação se eu não tomar cuidado e a palavra real é salvação, então tenho que ler um com um pouco mais de cuidado.

Eu tenho uma cópia da foto copiada de um original 1611 que é linda e enorme. Não meu leitor diário, eu uso uma KJV mais moderna, não a nkjv. Se alguém estiver procurando por uma réplica, existem livrarias bíblicas online que as vendem por menos de US $ 100, você só precisa fazer uma pesquisa e ter certeza do site em que está. Muitas Bíblias dizem que são 1611 réplicas, mas mudaram a grafia e o estilo das letras. Eu só compraria se o vendedor tivesse uma maneira de você folhear e examinar as páginas por si mesmo.

& # 8220Cartões & # 8221 (uau, que choque usar seu nome real & # 8211 torna mais fácil ser rude e não temer a responsabilidade) & # 8211 sua atitude é uma grande parte do que & # 8217s há de errado com este mundo hoje e por quê ELES estão tendo muita facilidade para remover o que restou de nossa liberdade e vida como a conhecíamos antes.

Está se tornando mais difícil encontrar a primeira versão original de 1611 da série King James da Bíblia que o rei James real negro autorizou. Eu uso a versão agora online para referenciar meus estudos junto com meus irmãos e irmãs israelitas hebreus com os apócrifos. A maioria das pessoas nem mesmo sabe que esta versão da Bíblia foi a primeira e seu conteúdo foi traduzido para o inglês antigo, & # 8217 mas revisado muitas vezes por aqueles que queriam que a verdade fosse escondida, especialmente por aqueles que precisavam conhecê-la. Os apócrifos foram removidos pela Igreja Católica Romana em meados do século 18, pouco antes dos escravos negros serem libertados da escravidão de Chattel na América. A Apócrona, tem em suas leituras tudo o que é explicado, para entender ainda mais a vida das pessoas que é citada no corpo da Bíblia original. É por isso que tantas pessoas retornam à Torá e ao Tanach também devido à adulteração da Bíblia que foi traduzida provavelmente da forma abraica do hebraico. Os gregos forçaram os israelitas hebreus a falar depois de serem conquistados e foram proibidos de falar sua verdadeira língua hebraica. Muito se perdeu na tradução da verdadeira língua hebraica antiga para a forma abraica e para a antiga versão inglesa. Tive de comprar uma versão separada da 1ª versão etíope dos Apócrifos. Vou postar para você assim que encontrar.

Não, os apócrifos foram retidos pela Igreja Católica Romana e removidos pelos protestantes. Os apócrifos ainda estão em todas as Bíblias católicas. A King James não é uma Bíblia católica. Foi traduzido pela Igreja da Inglaterra.

Isso porque Satanás sabe que seu tempo se aproxima! seu povo está fazendo o melhor para destruir a verdadeira palavra de Deus!
Com todas essas novas Bíblias, eles estão tirando a palavra de Deus, mudando seu significado para onde não significa a mesma coisa! Um dia satanás se separará.
Que tal? Because there is no doubt before all is said and done, it will be against the law to even own a 1611 King James! or anything that pertains to the true word of God! An on that day, it will truly be the sadist day in our history, since the day they crucified Our Saviour on that Cross! A sad day indeed!
Oh and if You are looking for versions of the older bibles and books of the bible, check out

I agree with your comment. The catholic church has tried to destroy the word of GOD from the moment they excited. King James went to extreme precautions to keep the Jesuits and false teachers away from the translators.Please keep the K.J bible original.

Much of the King James ultimately came from a hurried and error-filled text prepared by a Catholic named Erasmus.

Hello Cher’le, I’ve come into the truth threw the Israelites and I’m looking for a study group in my area. I currently study on line with Israelites united in Christ. Also I follow the watchmen reports. I’m searching for the King James 1611 with apocrypha also. I live in Milwaukee and I can no longer study with Christianity but having a hard time finding a study group in my area, any suggestion will be greatly appreciated. Obrigado

I really wish I could help but I do not live in that part of the world.

Try contacting local churches or Bible societies etc…

Maybe you should consider starting one yourself. :)

ACHKOTI CAN YOU SEND ME THE LINK TO THAT VERSION I NEED THAT TOO. TODAH RABBAH

Please see the download a Bible page at the top.

I wanted to share some of the text I re-typed word for word from my Authorized 1611 King James Bible, along with some other important historical facts, which are worthy of the worlds recognition, recollection and contemplation. Allow me to share a gift which is with me, and which I AM giving you free of charge. Caveat Notice is hereby given to the readers, For the Sword is sharp, to wit: Now to Rome.

“Convinced that the principles of religion contribute most powerfully to keep nations in the state of passive obedience which they owe to their princes, the high contracting parties declare it to be their intention to sustain in their respective states, those measures which the clergy may adopt with the aim of ameliorating their interests, so intimately connected with the preservation of the authority of the princes and the contracting powers join in offering their thanks to the Pope for what he has already done for them, and solicit his constant cooperation in their views of submitting the nations.” (See: Article (3), Treaty of Varona (1822))
If the Sovereign Pontiff should nevertheless, insist on his law being observed and must be obeyed. Bened. XIV., De Syn. Dioec, lib, ix., c. vii., n. 4. Prati, 1844. Pontifical laws moreover become obligatory without being accepted or confirmed by secular rulers. (See: Syllabus, prop. 28, 29, 44)
Hence the jus rationale, (Federal Law) or the exceptional ecclesiastical laws prevalent in the United States, may be abolished at any time by the Sovereign Pontiff. (See: Elements of Ecclesiastical Law, Vol. I 53-54) So could this be shown .that the Pope rules the world? The Pope is the ultimate owner of everything in the World. (See: Treaty of 1213, Papal Bull of 1455 and 1492)
And…

“The AUTHORIZED 1611 King James Bible, at page xiv (The Translators), it states:
“Truly(good Christian Reader) wee never thought from the beginning, that wee should neede to make a new Translation, nor yet to make of a bad one a good one, (for then the imputation of Sixtus had bene true in some sort, that our people had benefed with gall of Dragons instead of wine, with whey instead of milke : ) but to make a good one better, or out of many good ones, one principall good one, not iustly to be excepted against that hath been our indeavour, that our marke. To that purpose there were many chosen, that where greater in other mens eyes then in their owne, and that sought the truth rather then their owne praise.
Again, they came or were thought to come to the worke, not exercindi causa (as one faith) but exercitati, that is, learned, not to learne : For the Chiefe overseer and ___
160
under his Maiestie, to whom not only we, but also our whole Church was much bound, knew by his wisedome, which thing also Nazianzen taught so long ago, that it is a proposterous order to teach first and to learn after, ___ yea chat _______ to learne and practice together, is neither commendable for the workeman, nor safe for the worke. Therefore such were thought upon, as could say modestly with Saint Heirome, Et Hebreum Sermonem ex parte didicimus, & in Latino pene’ ab ipsis incunabulis &c. detriti sumus. Both we have learned the Hebrew tongue in part, and in thee Latine wee have beene exercised almost from our verie cradle.”
and…
“And in what sort did these assemble? In the trust of their own knowledge or of their own sharpeness of wit, or deepeness of judgment, as it were in an arme of flesh? At no hand. They trusted in him that hath the key of David, opening and no man shutting they prayed to the Lord the Father of our Lord, to the effect that S. Augustine did O let thy Scriptures be my pure delight, let me not be decieved in them, neither let me decieve by them. In this confidence , and with this devotion did they assemble together not too many, lest one should trouble another and yet many, left many things haply might escape them. If you aske what they had before them, truely it was the Hebrew text of the olde Testament, the Greeke of the new. These are the two golden pipes, or rather conduits, where-through the olive branches emptie themselves into the golde. Saint Augustine calleth them precedent, or original tongues Saint Heirome, fountaines. …”
and the testimony continues, to wit:

The AUTHORIZED 1611 King James Bible, at page xiv (The Translators), it
afirma:
“If they say, it was one Popes private opinion, and tat he consulted only himself then wee are able to goe further with them, and to a-uerre, that more of their chief’e men of all sorts, even Their owne Trent-champion Paiua & Vega, and their owne Inquisitors, Hieronymus ab Oleastro, and their own Bishop Ihdorus Clarius, and their owne Cardinal Thomas d Vio Caietan, doe either make new Translations themselves, or follow new ones of other mens making, or note the vulgar Interpretor for halting none of them feare to dissent from him, nor yet to except against him. And call they this an uniforme tenour of text and judgement a-bout the text, so many of their worthies disclaiming the now recieved conceit? Nay, we wil yet come nearer the quicke: doth not their Paris-edition differ from the Louaine, and Hentenius his from them both, and yet all of them allowed by authoritie? Nay, doeth not Sixtus Quintus confess, that certain Catholikes ( he meaneth certaine of his owne side ) were in such an humor of translating the Scriptures into latine, that Satan taking occasion by them, though they thaught of no such matter, did strive what he
161

could, out of so uncertaine and manifold a varietie of Translations, so to mingle all things, that nothing might seeme to be left certaine and firmin them &c? Nay furtyher, did not the same Sixtus ordaine by an inviolable decree, and that with the counsell and consent of his Cardinals, that the Latine edition of the olde and new Testament, which the Council of Trent would have to be authenticke, is the same without controverie which he then set forth, being diligently corrected and printed in the printing house of Vatican? Thus Sixtus in his Preface before his Bible. And yet Clement the eight his emmediate successor, publisheth another edition of the Bible, containing in it in-finite differences from that of Sixtus, ( and many of them
waightie and materiall) and yet this must be authentike by all means.”
I could go on and on, this is just the tip of the iceberg. Don’t let this information scare you because without it you cannot be free. You have to understand that all slavery and freedom originates in the mind.
When your mind allows you to accept and understand that the United States, Great Britain and the Vatican are a trinity of corporations, or a triangle slave Trade, which are nothing but fictional entities, that have been placed into your mind. You will understand that your slavery was because you believed a lie.
This work has been done to wake you in the light of reality, in lieu of the long slumber and lifetime of darkness which all have heretofore been living in. King John (1199–1216) is best remembered for granting Magna Carta in June 1215, although he sought its annulment almost immediately.
The youngest son of Henry II, John succeeded his brother, Richard I, as King of England in 1199. His reign was marked by a string of unsuccessful military campaigns, a prolonged struggle with the Church and the baronial rebellion which led to Magna Carta.
John exploited his feudal rights to extort money from the barons: he set taxes at very high levels, he enforced arbitrary fines and he seized the barons’ estates. John used this income to fund his expensive wars in France, but still he failed to hold together the empire created by his
162

father.
John was an efficient and able administrator, but he was also unpredictable and aggressive. He disregarded justice when dealing with opponents, regularly taking hostages and imposing ruthless punishments.
His conflict with the Church led to his excommunication. The annulment of Magna Carta by Pope Innocent III in August 1215, at John’s request, led to a renewal of the baronial revolt which was still raging when John died in October 1216.
– See more at: http://www.bl.uk/people/king-john#sthash.sV9GVSvY.dpuf
Fearing that he would be threatened with papal support for a French invasion of England, in 1213 King John (http://www.bl.uk/people/king-john ) made peace with representatives of Pope Innocent III, (http://www.bl.uk/people/pope-innocent-iii ) (1161–1216). At a meeting outside Dover, John placed England and Ireland under the lordship of Rome.
From this time onwards, the Pope would be England’s feudal overlord, receiving an annual tribute of 1000 marks £666. On 3 October 1213, at St Paul’s Cathedral in London, these arrangements were confirmed by a royal charter bearing a golden seal, and by the King placing his hands between those of the papal legate as a token of his submission.
The present letter is the solemn confirmation of these acts, issued by Innocent III on 21 April 1214. Deliberately intended as a demonstration of papal magnificence, it recites the King’s charter of the previous October.
At the bottom, before the date and the papal lead seal (or bulla), appear the names and signatures of 14 cardinals assembled as witnesses, and the Pope’s own signature or ‘rota’ (a cross inscribed within two concentric circles).
The Pope’s support for King John was to prove crucial during the rebellion that led to 163

Magna Carta, forcing the rebel barons to devise means by which they could, in theory, prevent John from obtaining papal annulment of the settlement agreed at Runnymede. -
See more at: http://www.bl.uk/collection-items/bull-of-innocent-iii-taking-england-under-his-protection#sthash.gPKBVNCC.9zVzbOJq.dpuf
Through the Papal Bull of 1302, the Unam Sanctam, Pope Boniface VIII asserts papal authority over the King, whose power was temporal, using the argument that the office of the Church is more spiritual and thus, divine. He bases his assertion on the idea that papal office was conferred onto Peter by Christ and then passed on to his successors.
In those days, the Church had financial and moral support from the people who believed the priest could save them from hell. And so the kings had no choice but to submit. The Unam Sanctam was never effectively rebutted and stands as law today simply because the people have not rebutted it.
The Unam Sanctam provides the foundation for several other papal decrees that have resulted in the Vatican legally owning the world yes, literally.
In June of 1452 Pope Nicholas V issued a papal bull called Dum Diversas which relegated “unbelievers” to perpetual slavery, to wit:
“We grant you [Kings of Spain and Portugal] by these present documents, with our Apostolic Authority, full and free permission to invade, search out, capture, and subjugate the Saracens and pagans and any other unbelievers and enemies of Christ wherever they may be, as well as their kingdoms, duchies, counties, principalities, and other property […] and to reduce their persons into perpetual servitude.”
In January 1455, the same Pope wroteRomanus Pontifexas a follow up toDum Diversas allowing Catholic nations to further explore and seize lands and enslave current non- Christian inhabitants.
In May 1493 another papal bull written by Alexander VI, Inter Caetera, decreed that once
164

a land was seized by a Christian nation, another Christian nation could not seize or establish dominion over it.
Together, the 1452, 1455, and 1493 bulls form the justification for the Doctrine of Discovery and the global slave trade. Vatican explorers were encouraged to take over indigenous lands and enslave the people.
Further, the Doctrine of Discovery became a concept in International Law and was upheld in a series of United States Supreme Court decisions. According to Wikipedia, under the Discovery Doctrine, it states:
“…title to lands lay with the government whose subjects travelled to and occupied a territory whose inhabitants were not subjects of a European Christian monarch.”
Then came the Cestui Que Vie Act of 1666 wherein the Pope declared everyone in the world dead at sea until they could prove otherwise meanwhile, the Vatican deems itself lawful owner of all the worlds assets under the Global Estate Trust. To this day, inhabitants of the Continental United States are considered legal fictions, as represented by our all capitalized name (i.e. JOHN DOE) on Social Security cards, driver’s licenses, birth certificates, utility bills, etc.
The Vatican has reorganized and now operates as the UNITED NATIONS, INC., and is also the parent company of the UNITED STATES, INC.
Our Imperative
So as you see, we the people of the United States of America absolutely MUST know who we are and assert ourselves under a constitution and form of law that reflects our status as living, conscious physical and spiritual beings, joint heirs of creation. In doing so, we will show the Vatican and Papal authority to be null and void.
And…
165

I am aware that I, as an American Citizen, have had a declaration of War declared upon me as per the documentary evidence presented in (Silent Weapons For Quiet Wars Operations Research Technical Manual TM-SW7905.1). I am also aware that I have been declared to be “The Public Enemy” by way of the amendment 5b of the Trading with the Enemy Act.
I understand that the blueprint in Silent Weapons For Quiet Wars states:
“The low class elements of the society must be brought under total control, i.e., must be house-broken, trained, and assigned a yoke and long term social duties from a very early age, before they have an opportunity to question the propriety of the matter”.
And…
“The quality of education given must be of the poorest sort, so that the meat of ignorance isolating the inferior class from the superior class is and remains incomprehensible to the inferior class. With such an initial handicap, even bright lower class individuals have little if any hope of extricating themselves from their assigned lot in life. This form of slavery is essential to maintaining some measure of social order, peace, and tranquility for the ruling upper class”.
I’ll have you know that in this land we where ordained in such a manner that all men are created equal under God. Our King said through the profits of old in the divine scripture that his people where ordained to be free and that while we are in the world we are to be no part of the world. The Almighty has now sent me to testify to you that the day of redemption is near and He is coming and we (His saints) are coming with him.
We the people of God shall bear witness of the truth and testify against those who have imposed stumbling stones upon us (His people). While I understand that prophesy clearly states that the enemy is not that of flesh and blood, but of the evil wicked spirit forces of the Machine Nations, He also says, we are not to accept the mark of the beast, and as per (Silent Weapons For Quiet Wars Operations Research Technical Manual TM-SW7905.1:
166

“Eventually every individual element of the structure comes under computer control through a knowledge of personal preferences, such knowledge guaranteed by computer association of consumer preferences (universal product code – UPC – zebra stripe pricing codes on packages) with identified consumers (identified via association with the use of a credit card and later a permanent “tattooed” body number invisible under normal ambient illumination)”.

Check out Gail Riplinger, Perfection vs. perversion. on you tube
May you find the Truth.


Books of the King James Bible (KJV)

Psalms 117 Comment.
"Spread the gospel to the entire world love your neighbors we are under god were separated for a time to find peace with each other we aren't passing the test good and knowledge has turned backwards but can we change god's plans when we change his word Let's repent for it maybe that time is at hand that will be good for some but bad for others speak of the lord or savior and listen even when you don't hear god does this sight says 1563 words left to speak but I could sum it up. In three father son and spirit ?" View & Reply

John 2 Comment.
"Hello I have a question about bible versions? why do we have many bible versions and in most cases some verses are omitted in other versions? Which exactly is the original and most accurate version of the bible?" View & Reply

Daniel 11 Comment.
"Today's Headlines Read: "US-Russia relations are so poor that only a summit can sort them out, Putin's spokesman says" & "Vladimir Putin Calls Accusations of Ordering Assassinations 'Verbal Indigestion" The US behaves painfully arrogant towards their contemporaries, continually pointing the finger, itching for conflict. Who won't America invade? Who's government will the US threaten to topple next? Word for word they remind me of that city in Revelation 17 that suddenly gets attacked, and gives up the ghost. It is increasingly apparent that the US behaves more and more like this Babylon with each passing day. Who else is there besides America? Next week, US President Biden's high stakes meeting with Russian President Putin carries all the hallmarks of Daniel 11:27. We see that one of these kings paths is clearly marked by cataclysmic destruction. 27 And both these kings' hearts shall be to do mischief, and they shall speak lies at one table but it shall not prosper: for yet the end shall be at the time appointed. If we are in fact living in "the end-days", then the people of America should prepare themselves for the flame. 539 BC is coming, and won't be put off. Lucia" View & Reply

Romans 14 Comment.
"Hi Carolyn. Romans 14:16 shouldn't be forced to mean what you've suggested, about a married man being seen in public with other women. We can't pull out a Scripture & try to make it read something that it wasn't intended to do. This chapter is speaking of some of those delicate & difficult questions that arose at that time, in respect to the behaviour between Jew & Gentile believers. And these questions centred around food and observance of particular days, rites, etc. The Jewish converts expected that the Gentiles would also bind themselves to Jewish customs & adherence to Mosaic Laws. The matter of circumcision came up in Acts 15:1,2 and Galatians 2:3,4. Here in Romans chapter 14, matters pertaining to food offered to idols, Jewish fasting days, clean & unclean animals, and subsequently, judging another because of their belief & therefore resulting in not walking in love & understanding with each other. So verse 16: "Let not then your good be evil spoken of", tells us that as Christians, we should be aware that even though we might enjoy our liberty in Christ to do many things that might appear wrong in the sight of others (e.g. Jews, or those weak in faith or unlearned in the Scriptures), we should abstain from doing so, if it means that strife & controversy arise leading to unkind words exchanged & separation from each other. However, I do agree with you that a married man should be careful in how close he gets to other women: the time he spends with her or the places they meet for discussion, since that meeting, though maybe perfectly harmless & genuine, may easily be misconstrued by another. In that instance, I would use 1 Thessalonians 5:22: "Abstain from all appearance of evil." And if you need to share this with a man (a husband?), the Scripture can be used as part of a 'loving' discussion to the pitfalls in such an association, as well as a misunderstanding or gossip by others." View & Reply

1 Corinthians 9 Comment.
"Hello Victor. In that use of the word 'glorying', I see that the Apostle Paul speaking of 'his boasting'. Now I realize that 'boasting' is generally used in the negative, self-promoting sense. But if we read this chapter, we see that Paul is having to prove his apostleship just as he did to a greater length in 2 Corinthians chapters 10 & 11, when others were entering the Corinthian Church & misleading them with false teaching & by use of eloquent speech. So, in 1 Corinthians chapter 9, Paul goes about having to prove his apostleship & his love for the believers there. Unlike others, he & Barnabas did not demand gifts from the believers (they worked with their own hands): vv6-14. Paul abstained from marriage so that he would be free to devote himself to the Gospel, singular in purpose (v5), and made no demand to believers to provide 'food & drink' (v4). This all might have sounded as a "look at poor me denying myself", but Paul wanted to show them his love for them & for the Gospel, and that if had anything to boast about ("glory in" v15), his boasting wouldn't be about himself but in putting all aside for the "necessity laid upon him to preach the Gospel" & not having to be a burden on the believers during his ministry. Some could still see that as boasting - but Paul was showing them his love as an apostle & their father in the faith and if they could see through the falsity & showmanship of others, they should see a true apostle of Christ with a heart for the Truth & the Gospel." View & Reply

Genesis 12 Comment.
"Sarai did not have a wife with Pharaoh because when God told Abram he will give him a child within a year Sarai had laughed at that thought because she has not beared a child up until that point. Abram was not a coward in my eyes for lying on his wife but he knew the wickedness he faced so he ended up saving his and possibly even Sarai's" View & Reply

Luke 4 Comment.
"I'm unsure whether you've checked the Greek rendering of these passages, but they appear very similar, using the same root verb. Gleaning from the Greek Lexicon, in Luke 4:1, the word is 'egeto' from the root, 'ago' (to lead, to bring, to carry). In Luke 4:5: it is 'anagagon', from the root 'anago' (to lead up, to bring up). So the emphasis here is on the direction: 'Up'. In Luke 4:9: it is 'egagen', again from the root 'ago' (to lead, to bring, to carry). So, it seems from the Greek, the distinction is not very marked, as each of the references point to Jesus being led or directed by the Holy Spirit (into the wilderness), & in His temptation, led/taken/carried by Satan. It would also be correct to suggest that in all three instances, Jesus was miraculously removed from his original position to those other positions (viz. the wilderness, the mountain, & the temple's pinnacle), rather than Him walking or climbing to get there. So, I don't think we should be troubled that Jesus was somehow not in control of his Will to concede to the will of the others." View & Reply

1 Corinthians 9 Comment.
"1 Corinthians Chapter 9:15 ". than that any man should make my glorying void." what does "glorying" mean?" View & Reply


Thread: American finds oldest draft of King James Bible

An American professor was searching last year for a letter relating to Samuel Ward, one of the translators of the King James Bible, in the archives of Sidney Sussex College in Cambridge.

"I thought that would be my great discovery," Jeffrey Alan Miller of Montclair State University tells the New York Times. Instead, that honor has ended up going to something else he found: a paperback-sized notebook once belonging to Ward that had been cataloged in the 1980s as including "verse-by-verse biblical commentary." As Miller flipped through it, "there was a kind of thunderstruck, leap-out-of-bathtub moment," he says.

It looked to be an early draft of the King James Bible, containing a book from the often-omitted section, the Apocrypha, and pieces of the Wisdom of Solomon.

King James I commissioned the new Bible translation in 1604, and Miller says the 70-page draft dates from 1604 to 1608. If validated, the find will become the earliest known draft of the King James Bible, one of only four manuscripts of the text ever found, and the only one definitively written by a translator.

It would also offer insights into how the book—which gave us phrases like "fight the good fight" and "the skin of my teeth"—came to be. The Telegraph reports scholars worked to prepare it in teams or "companies" at the University of Oxford, University of Cambridge, and Westminster.

But Miller says Ward's notebook suggests he worked alone, at least in the early stages. "It clearly shows him . working out the translation for himself as he went along, making mistakes and changing his mind," Miller writes in the Times Literary Supplement, raising the possibility that the Bible "may be far more a patchwork of individual translations . than has ever been properly recognized." (The oldest known Gospel was just found in a mummy mask.)

This article originally appeared on Newser: American Finds Oldest Draft of King James Bible
American Finds Oldest Draft of King James Bible

Republic of Vietnam 10/69 - 3/71, Cambodia April 27, 1970 on a mountain top with HUGE scorpions


Assista o vídeo: BÍBLIA DE ESTUDO SPURGEON KING JAMES 1611. BV BOOKS. REVIEW. Suellen Devoted -Mulher e Teologia (Novembro 2021).