Notícia

26 de dezembro de 1943

26 de dezembro de 1943


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

26 de dezembro de 1943

Dezembro de 1943

1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
> Janeiro

Frente Oriental

Os soviéticos iniciam uma nova ofensiva no saliente de Kiev

Pacífico

Fuzileiros navais dos EUA pousam em Cabo Gloucester, Nova Grã-Bretanha

Guerra no mar

A Marinha Real afunda o Scharnhorst nas águas do norte



Alguns nipo-americanos presos injustamente durante a segunda guerra mundial se opõem à pergunta do censo

Sharon Sakamoto, 75, nasceu dentro de um campo de prisioneiros depois que o governo dos EUA usou dados do censo para localizar e encarcerar injustamente pessoas de ascendência japonesa durante a Segunda Guerra Mundial. Ela e suas irmãs estão entre os nipo-americanos que estão se manifestando contra a questão da cidadania que o governo Trump planeja adicionar ao censo de 2020. Jovelle Tamayo para NPR ocultar legenda

Sharon Sakamoto, 75, nasceu dentro de um campo de prisioneiros depois que o governo dos EUA usou dados do censo para localizar e encarcerar injustamente pessoas de ascendência japonesa durante a Segunda Guerra Mundial. Ela e suas irmãs estão entre os nipo-americanos que estão se manifestando contra a questão da cidadania que o governo Trump planeja adicionar ao censo de 2020.

Eileen Okada tinha 5 anos quando o governo dos EUA forçou ela e sua família a morar em uma baia feita para cavalos.

"Lembro-me do fedor. Eles o limparam, é claro, mas não o esfregaram. O cheiro ainda estava lá", diz Okada, agora com 81 anos, professora e bibliotecária aposentada do ensino fundamental.

A vida da família de Okada foi suspensa meses depois que o Japão atacou a base naval dos Estados Unidos em Pearl Harbor, no Havaí, durante a Segunda Guerra Mundial. O governo dos EUA respondeu ao ataque, em parte, usando informações do Census Bureau para determinar onde nipo-americanos viviam na costa oeste, a fim de removê-los de suas casas e prendê-los.

"A fonte de informação mais importante antes da evacuação foi o Censo da População de 1940", escreveu o Tenente-General John DeWitt do Exército dos EUA, que defendeu e dirigiu a remoção em massa de nipo-americanos da Costa Oeste, em 1943 relatório para o Departamento de Guerra.

Sharon Sakamoto mostra duas fotos de família de Eileen Okada e seus outros irmãos mais velhos, que passaram parte de sua infância morando em um barracão atrás de arame farpado em um campo de prisioneiros de Idaho que o governo dos EUA chamou de Minidoka War Relocation Center. A terceira foto é um retrato de seu pai, Roy Sakamoto, quando menino. Jovelle Tamayo para NPR ocultar legenda

Sharon Sakamoto mostra duas fotos de família de Eileen Okada e seus outros irmãos mais velhos, que passaram parte de sua infância morando em um barracão atrás de arame farpado em um campo de prisioneiros de Idaho que o governo dos EUA chamou de Minidoka War Relocation Center. A terceira foto é um retrato de seu pai, Roy Sakamoto, quando menino.

Sob uma ordem executiva assinada pelo presidente Franklin Roosevelt em fevereiro de 1942, o governo prendeu cerca de 120.000 pessoas de ascendência japonesa, principalmente cidadãos americanos. Eles foram injustamente encarcerados em feiras, pistas de corrida e campos de prisioneiros remotos que foram eufemisticamente chamados de "centros de realocação" e "campos de internamento". Em um pedido formal de desculpas aprovado pelo Congresso em 1988, os legisladores disseram que a "grave injustiça" foi motivada por "preconceito racial, histeria do tempo de guerra e um fracasso da liderança política".

Okada diz que sua família soube recentemente do papel do Census Bureau na localização de sua família. Junto com seus pais, dois irmãos e uma irmãzinha de 6 meses, Okada acabou em uma baia para cavalos no que agora é conhecido como Washington State Fairgrounds em Puyallup, ao sul de sua casa em Seattle. Mais tarde, eles foram deslocados novamente para um campo de prisioneiros em Idaho que o governo chamou de Centro de Relocação de Guerra de Minidoka. A mãe de Okada deu à luz outra filha enquanto vivia em Minidoka.

"Lembro-me de perguntar à minha mãe por que estávamos aqui", Okada se lembra de sua época em que crescia em Minidoka. “Ela simplesmente disse: 'Porque somos japoneses.' Lembro-me de pensar que não era bom ser japonês e carreguei isso por muito tempo. "

Troca de código

Para alguns nipo-americanos, as separações de fronteira são um déjà vu

Agora, Okada e suas duas irmãs, que compartilham seu nome de solteira, Sakamoto, estão se manifestando contra uma questão de cidadania que o governo Trump planeja adicionar ao censo de 2020. As irmãs Sakamoto dizem temer que incluir uma pergunta sobre o status de cidadania dos EUA possa resultar em outro uso indevido do censo dos EUA.

"As consequências de adicionar essa pergunta são grandes demais para ficar sentado em silêncio", diz Sharon Sakamoto, 75, que nasceu em Minidoka.

"O Tribunal deve se lembrar da história"

O governo Trump insiste que o secretário de Comércio, Wilbur Ross, que supervisiona o censo, acrescentou a polêmica questão da cidadania para que o Departamento de Justiça possa fazer cumprir melhor as disposições da Lei de Direitos de Voto. Esse ato protege as minorias raciais e linguísticas da discriminação.

Nacional

Como a questão da cidadania do Censo de 2020 acabou no tribunal

Mas mais de duas dúzias de estados e cidades, além de outros grupos, estão processando para remover a questão, que uma pesquisa do Census Bureau sugere que provavelmente assustará as famílias com não cidadãos de participarem da próxima contagem nacional. Embora a questão da cidadania não pergunte sobre o status de imigração, os participantes do grupo de foco em um estudo nacional encomendado pelo Census Bureau relataram que eles acreditam que a pergunta foi feita para ajudar o governo a encontrar imigrantes indocumentados.

Uma contagem inferior de cada pessoa que vive nos EUA pode ter consequências de longo prazo na representação política e no financiamento federal. Os números populacionais do censo de 2020 serão usados ​​para determinar como os assentos no Congresso e os votos do Colégio Eleitoral são redistribuídos entre os estados até 2030. A contagem também determinará como cerca de US $ 800 bilhões por ano em financiamento governamental para o Medicare, escolas e outros serviços públicos está dividido.

"O Tribunal deve lembrar a história da conduta do governo nos casos de encarceramento nipo-americano quando avalia se a decisão do secretário Ross de adicionar uma questão de cidadania ao censo foi motivada pelo desejo de prejudicar latinos e imigrantes de cor", escreveram advogados que representam o Irmãs Sakamoto, o Centro Fred T. Korematsu para Lei e Igualdade e outras organizações em uma petição amicus apresentada em apoio aos demandantes nas ações judiciais de questão de cidadania com base em Nova York.

O ex-secretário de Comércio Norman Mineta passa por uma torre de guarda no local de um antigo campo de prisioneiros perto de Heart Mountain, Wyoming, onde ele e sua família foram injustamente encarcerados durante a Segunda Guerra Mundial. Bill O'Leary / The Washington Post / Getty Images ocultar legenda

O ex-secretário de Comércio Norman Mineta passa por uma torre de guarda no local de um antigo campo de prisioneiros perto de Heart Mountain, Wyoming, onde ele e sua família foram injustamente encarcerados durante a Segunda Guerra Mundial.

Bill O'Leary / The Washington Post / Getty Images

Eles se juntaram em sua oposição à questão da cidadania por outro sobrevivente do encarceramento nipo-americano - o ex-secretário de Comércio Norman Mineta. Aos 10 anos de idade, Mineta foi preso com sua família no autódromo de Santa Anita, no sul da Califórnia, e depois se mudou para um campo de prisioneiros de Wyoming com o nome da vizinha Heart Mountain. Décadas depois, como representante democrata da Califórnia, Mineta ajudou a pressionar por um pedido formal de desculpas do Congresso por meio da Lei de Liberdades Civis, que também ofereceu US $ 20.000 em indenizações a cada sobrevivente.

Agora aposentado, Mineta, 87, diz que considera o governo Trump usando o Voting Rights Act para justificar sua decisão de adicionar a questão da cidadania como "um absurdo". Ele está preocupado com o fato de que perguntar sobre cidadania no censo de 2020 tinha como objetivo assustar os imigrantes.

“Uma das coisas que faz é intimidar as pessoas”, diz ele. "Tudo que eu conseguia pensar era como era para os refugiados [nipo-americanos] enfrentar um censo e se essa informação poderia ou não ser usada."

"O registro histórico é claro"

O escritório de informações públicas do Census Bureau não respondeu a vários pedidos de comentários sobre o amicus brief. O NPR também entrou em contato com o Departamento de Comércio, que supervisiona o Censo, e com o Departamento de Justiça, que está representando a administração nas ações judiciais sobre questões de cidadania. Ambas as agências se recusaram a comentar o documento.

Sharon Sakamoto olha para uma tela de Hinamatsuri, ou Dia das Meninas, bonecas no bairro internacional de Chinatown em Seattle. Sakamoto tem memórias de sua mãe exibindo bonecos ornamentais tradicionais para celebrar o Dia das Meninas e o Dia dos Meninos. Jovelle Tamayo para NPR ocultar legenda

Sharon Sakamoto olha para uma tela de Hinamatsuri, ou Dia das Meninas, bonecas no bairro internacional de Chinatown em Seattle. Sakamoto tem lembranças de sua mãe exibindo bonecos ornamentais tradicionais para celebrar o Dia das Meninas e o Dia dos Meninos.

Durante um discurso em outubro sobre o censo de 2020, Ross abordou a questão da confidencialidade. Ele destacou a antiga lei federal implementada após a Segunda Guerra Mundial que proíbe os funcionários do Census Bureau de divulgar informações que identifiquem indivíduos até 72 anos após a coleta dos dados.

"Isso significa que eles não podem compartilhar os dados do censo com qualquer outra agência governamental ou funcionários do governo, incluindo aqueles que trabalham no IRS, FBI, ICE, DHS ou agências locais e estaduais de aplicação da lei", disse Ross durante sua palestra em Washington, D.C.

O Census Bureau pode divulgar informações anônimas sobre grupos demográficos específicos. Isso é o que funcionários do governo usaram durante a Segunda Guerra Mundial para localizar as populações nipo-americanas na Califórnia, Oregon e Washington, de acordo com uma pesquisa do historiador do censo Margo Anderson e do estatístico William Seltzer.

Em resposta a um documento de trabalho que Anderson e Seltzer apresentaram em 2000 na reunião anual da Population Association of America, o então diretor do Census Bureau, Kenneth Prewitt, apresentou um pedido de desculpas em nome da agência.

"O registro histórico é claro que a equipe sênior do Census Bureau cooperou proativamente com o internamento e que as tabulações do censo estavam diretamente implicadas na negação dos direitos civis aos cidadãos dos Estados Unidos que também eram de ascendência japonesa", escreveu Prewitt.

Uma questão de confiança

Mais tarde, a pesquisa de Anderson e Seltzer divulgada em 2007 confirmou as suspeitas de longa data entre alguns nipo-americanos de que, após o ataque a Pearl Harbor, a agência também divulgou informações confidenciais do censo identificando indivíduos de ascendência japonesa.

Nacional

DOJ, perguntado sobre a confidencialidade do censo, resposta elaborada intencionalmente vaga

Documentos internos do governo descobertos pelos pesquisadores mostram que, como parte de uma investigação para a "proteção" de Roosevelt, o Censo forneceu ao Serviço Secreto em 1943 uma lista de nomes, endereços, status de cidadania e outras informações pessoais de pessoas de ascendência japonesa morando na área de Washington, DC.

Liberar os dados era legal na época, Anderson e Seltzer observam em seu documento de trabalho de 2007, porque a Lei de Poderes da Segunda Guerra suspendeu temporariamente a confidencialidade das informações do censo que identificam indivíduos "para uso em conexão com a condução da guerra".

Okada, que passou anos em um campo de prisioneiros em Idaho, diz que essa história ressalta suas preocupações sobre como as informações de cidadania coletadas para o censo de 2020 poderiam ser usadas para outros fins além da aplicação da Lei de Direitos de Voto.

“Não acredito que eles não usem essas informações por outros motivos”, diz ela, referindo-se ao governo Trump. "Quando você diz 'segurança nacional', eles acham que significa que vale tudo."

“Acho que temos que ficar atentos”, diz Sharon Sakamoto, um advogado aposentado que teme que o governo dos EUA possa usar indevidamente as informações coletadas pelo Census Bureau. Jovelle Tamayo para NPR ocultar legenda

“Acho que temos que ficar atentos”, diz Sharon Sakamoto, um advogado aposentado que teme que o governo dos EUA possa usar indevidamente as informações coletadas pelo Census Bureau.

"Temos que estar vigilantes"

Um e-mail recentemente divulgado do Departamento de Justiça levantou questões sobre a posição da administração Trump sobre se as respostas do censo de indivíduos poderiam ser liberadas para policiais ou oficiais de segurança nacional sob o Patriot Act, que foi promulgado após os ataques terroristas de 11 de setembro.

Durante a administração Obama, o Departamento de Justiça divulgou um memorando em 2010 afirmando que nenhuma parte do Patriot Act poderia forçar o secretário de comércio a divulgar informações do censo identificando indivíduos para fins não estatísticos ou fora do Departamento de Comércio, incluindo o Census Bureau. Um ex-funcionário do Departamento de Justiça no governo Trump, entretanto, sugeriu em um e-mail de junho que a questão pode "surgir mais tarde para um debate renovado".

Agora, alguns democratas no Congresso, incluindo o senador Brian Schatz do Havaí, Cory Booker de Nova Jersey e Jack Reed de Rhode Island, estão pedindo ao governo Trump que esclareça sua posição sobre o assunto.

Seja como for esse debate, Sakamoto diz que ela planeja ficar vigilante sobre o que acontece com a questão da cidadania - uma questão que o Supremo Tribunal Federal deve assumir no ano novo - e sobre a possibilidade de a história de sua família se repetir no nós

Depois de serem libertados do campo de prisioneiros de Idaho, os pais de Sakamoto continuaram a educá-la e aos irmãos para respeitar seu país e governo, diz ela.

“Eu continuo querendo que as palavras 'justiça para todos' funcionem”, diz o advogado aposentado. "Só porque dizemos 'justiça para todos', ainda tenho que ver como estamos funcionando e agindo. Acho que temos que estar vigilantes."

Correção 26 de dezembro de 2018

Uma versão anterior dessa história na Web dizia incorretamente que o relatório de John DeWitt foi publicado em 1942. Foi publicado em 1943.


26 de dezembro de 1943 - História

(Todos os links da web neste documento são "Azuis")

" INCLUINDO ": Navios, Exército e Divisões da Marinha

Segunda-feira,
14 de setembro de 2020
Atualmente em processo de atualização do abaixo para " melhor legibilidade "e também atualizando" registros individuais " como necessário ! -->


A lista a seguir foi criada em memória dos Delawareanos que deram tudo de si para seu Estado e País durante a Segunda Guerra Mundial. Soldados das forças armadas, bem como fuzileiros navais mercantes, estão incluídos nesta lista.

Eu criei ou encontrei "memoriais online"para esses homenageados usando" Find A Grave ". Você verá um" Sim "azul atrás de seus nomes e, clicando em" Sim ", poderá ver o memorial que eu mesmo ou outra pessoa criou para eles.

Em "muitos" memoriais online você verá uma pequena biografia de cada soldado que inclui: nomes dos pais, onde moraram e onde e como morreram. Se você vir um sem biografia e tiver informações sobre ele, envie-me um e-mail e atualizarei seus registros.

Soldados e marinheiros que "deram tudo" durante a Segunda Guerra Mundial

(Tenho 99,9% de certeza que todos os de Delaware estão incluídos)

"Para ver o registro de serviço individual de cada Soldados e Marinheiros, role para baixo!"

Morto em ação Morreu de feridas
Morreu enquanto prisioneiro de guerra Perdido no mar
( Conhecido ) Ausente em ação Linha de dever Total:
Contando

Conjuntos de "irmãos" que "deram tudo" durante a Segunda Guerra Mundial

(Altamente incomum para o tamanho do estado)

Se você sabe onde algum desses homens está enterrado, tem uma foto ou mais informações sobre eles, por favor, me avise enviando um "e-mail - (clicando aqui)" para que eu possa fazer um memorial online para eles ou adicionar mais informações sobre eles em seu memorial. Esta é apenas uma pequena maneira de garantir que esses soldados e fuzileiros navais de Delaware deram tudo de si SÃO LEMBRADOS !!


Se um soldado ou marinheiro era " Morto em ação " , " Ausente em ação " ,
" Morreu de feridas ", ou mesmo morreu no" Linha de dever " .

Se um soldado ou marinheiro recebeu medalhas ou não.

Estão todas " HERO'S "no meu livro e merecem todo o reconhecimento que puderem receber !!

" Agradecimentos especiais "para o meu companheiro" Voluntário "Encontre Um Grave Membros :

(Todos eles gastaram incontáveis ​​horas de tempo pessoal em pesquisas para nossos veteranos) "Andy"

(Companheiro veterano)
Por suas ótimas fotos e informações para o Cemitério Epinal Americano, França
& atualizações de registro " Para soldados e marinheiros em todo o país ! "

"Anne Cady"
Por sua grande ajuda na localização de enterros e atualizações de registros " Para soldados e marinheiros em todo o país ! "

"Corey Marshall-Steele"
Por sua grande ajuda para localizar túmulos e tirar fotos em Delaware e Maryland!

"Gennie"
Por sua grande ajuda na localização de cemitérios em Delaware!

"Eric Ackerman"
Por todo o seu excelente trabalho de pesquisa " Para soldados e marinheiros em todo o país ! "

"Homem-rã"
Por suas ótimas fotos e pesquisa de registros em vários cemitérios americanos na França!

"Janice Hollandsworth"
Por sua grande ajuda na localização de enterros e atualizações de registros " Para soldados e marinheiros em todo o país ! "

"John C. Anderson"
Por sua valiosa ajuda na documentação de soldados no Cemitério Nacional de Arlington!

"John Dowdy"
Por sua grande ajuda com a Força Aérea do Exército, localizando sepulturas " e "
relatórios da tripulação de vôo " Para soldados e marinheiros em todo o país ! "

" Tim cook "
Por sua grande ajuda com a Força Aérea do Exército, localizando sepulturas, tirando fotos, " e "
relatórios da tripulação de vôo " Para soldados e marinheiros em todo o país ! "

(Companheiro veterano)
Por sua grande ajuda na localização de enterros e atualizações de registros " Para soldados e marinheiros em todo o país ! "

Chave para abreviações e notas:

AM = Recebeu a "Medalha Aérea"

(Conquista meritória durante a participação em vôo aéreo.)
AM + = Recebeu "Múltiplas Medalhas Aéreas"

(Notados como Oak Leaf Clusters anexados à "Primeira" Medalha Aérea.)

BS = premiado com a "Estrela de Bronze"

(4º maior prêmio por bravura, heroísmo ou serviço meritório)
BS + = Recebeu várias "Estrelas de Bronze"

(Notado como Oak Leaf Cluster anexado à "Primeira" Estrela de Bronze.)

DFC = premiado com a "Distinguished Flying Cross"

(Concedido por heroísmo ou realização extraordinária durante a participação em um vôo aéreo.)

DSC = premiado com o "Distinguished Service Cross"

(2º maior prêmio por extrema bravura e risco de vida.)

DSM = premiado com a "Medalha de Serviço Distinto"

(Concedido por serviços excepcionalmente meritórios ao Governo dos Estados Unidos.)

FDC = premiado com o "Croix de Guerre"

(Concedido pela França para aqueles soldados que se distinguem por atos de heroísmo.)

LOM = premiado com a "Legião de Mérito"

(Concedido por conduta excepcionalmente meritória no desempenho de serviços e realizações excepcionais.)

MM = Recebeu a "Medalha do Marinheiro"

(Concedido à Marinha Mercante por ser ferido ou morto em ação)
MM * = Premiado com a "Barra de Combate do Mariner"

(Concedido a Marinheiros Mercantes que estiveram em ação de combate)
MM ** = premiado com o "Mariner's Combat Bar Star"

(Estrela de Combate é concedida àqueles que são forçados a abandonar o navio quando atacados ou danificados)
MDS = Recebeu a "Medalha de Serviço Distinto do Mariner"

(Concedido por "Heroísmo além do Call of Duty".)

MOH = premiado com a "Medalha de Honra"

(A mais alta honra militar, concedida por atos pessoais de bravura acima e além da chamada do dever.)

NC = Premiado com a "Cruz da Marinha"

(2ª condecoração militar mais alta por bravura que pode ser concedida a um membro da Marinha, Fuzileiros Navais ou Guarda Costeira.)

PH = premiado com o "Coração Púrpura"

(Concedido por ser ferido em ação.)
PH + = premiado com "Vários corações roxos"

(Notados como Clusters de Folha de Carvalho anexados ao "Primeiro" Coração Púrpura.)

POW = Recebeu a "Medalha de Prisioneiro de Guerra"

(Concedido por servir como prisioneiro do inimigo.)

PUC = premiado com uma "Menção de Unidade Presidencial"

(Concedido a uma unidade por heroísmo ou realização extraordinária.)

SM = Recebeu a "Medalha do Soldado"

(Concedido por heroísmo distinto que não envolve conflito real com um inimigo)
SS = premiado com a "Estrela de Prata"

(3º maior prêmio, concedido por bravura em ação)

Outras medalhas
Tais como Boa Conduta, Campanha Ásia-Pacífico, Medalhas do Serviço de Defesa Americano, etc. " Não são "incluído nesta lista.

= Foto da pessoa mostrada no memorial online
= Foto da lápide ou lista mostrada no memorial online
N / D

(no campo de prêmios) = não aplicável
N / D

(no campo da foto) = não disponível

Cenotáfio = Uma pedra memorial apenas, permanece não recuperada ou possivelmente enterrada em algum lugar desconhecido.

Incluídos: = Morreu durante a guerra

" 7 de dezembro de 1941 " Através dos " 2 de setembro de 1945 " .
(Alguns outros foram incluídos que morreram perto do fim da guerra, possivelmente de feridas ou doenças)

Para ver os soldados e marinheiros de Delaware

Quem morreu nas outras guerras

por favor, veja os links no final desta lista! "

Link rápido pela primeira letra do sobrenome para Delaware

(Essas letras mostradas abaixo em " Marrom "não tem nenhum nome listado)

Fotos Militares
Classificação
Filial
de serviço Residência
Causa da morte
Data de Aprovação Cemitério /
Memorial Para Online
Memorial
Clique em
" Sim "


"Family Link incluído" Aviação
Cadete
Marinha
Air Corps
Wilmington
Linha de dever
5 de setembro de 1945
Catedral
Cemitério
Wilmington, DE
" Sim "


"Family Link incluído" Privado 760º Batalhão de Tanques
Quinto exército
Exército
Wilmington
Morto em ação
4 de junho de 1944
Sicília-Roma
Cemitério Americano
Itália
" Sim "
Cenotáfio


"Family Link incluído" Privado
Primeira classe
803º Engenheiro
Batalhão de Aviação
Exército
Louro
Morreu enquanto prisioneiro de guerra
7 de setembro de 1944
Manila
Cemitério Americano
Filipinas
" Sim "
Cenotáfio


"Family Link incluído"

VFW Post 6009 em Felton
foi nomeado em sua homenagem!

Técnico
Quinto ano
339º Regimento de Infantaria
85ª Divisão de Infantaria
Exército
Felton
Morto em ação
2 de junho de 1944
Bridgeville
Cemitério
Bridgeville, DE
" Sim " Privado
Primeira classe
359º Regimento de Infantaria
90ª Divisão de Infantaria
Exército
Newark
Morto em ação
29 de junho de 1944
Newark
Cemitério
Newark, DE
" Sim "


"Family Link incluído" Segundo
Tenente
854º Esquadrão de Bombardeiros
491º Grupo de Bombardeiros
Força do ar
Holly Oak
Morto em ação
26 de novembro de 1944
All Hallow's
Cemitério
Snow Hill, MD
" Sim "


"Family Link incluído" Privado
Primeira classe
133º Regimento de Infantaria
34ª Divisão de Infantaria
Exército
New Castle County
Morto em ação
4 de novembro de 1943
Sicília-Roma
Cemitério Americano
Itália
" Sim "


"Family Link incluído" Segundo
Tenente
462ª Infantaria de Pára-quedas
Field Arty. Batalhão
Exército
New Castle County
Morto em ação
16 de fevereiro de 1945
Manila
Cemitério Americano
Filipinas
" Sim "

Técnico
Quarta série
512º Batalhão do Porto
Tran. Corpo
Exército
New Castle County
Morreu de feridas
8 de junho de 1944
Cambridge
Cemitério Americano
Inglaterra
" Sim "


"Family Link incluído" Privado
Primeira classe
55ª Infantaria Blindada
11ª Divisão Blindada
Exército
Wilmington
Morto em ação
1 de março de 1945
Arlington
Cemitério Nacional
Arlington, VA
" Sim "


"Family Link incluído" Privado
Primeira classe
Infantaria
Exército
Wilmington
Morto em ação
17 de julho de 1944
Newark
Cemitério
Newark, DE
" Sim "

Segundo
Tenente
15º Regimento de Infantaria
3ª Divisão de Infantaria
Exército
Newark
Morto em ação
27 de dezembro de 1944
Arlington
Cemitério Nacional
Arlington, VA
" Sim " Privado
Primeira classe
237º Engenheiro
Batalhão de Combate
Exército
New Castle County
Morto em ação
25 de dezembro de 1944
Henri-Chapelle
Cemitério Americano
Bélgica
" Sim "

Anderson, Lawrence J.
BS PH

Privado
Primeira classe
16º Regimento de Infantaria
1ª Divisão de Infantaria
Exército
New Castle County
Morto em ação
6 de junho de 1944
Normandia
Cemitério Americano
França
" Sim "


"Family Link incluído" Privado 20º Esquadrão de Perseguição
24º Grupo de Perseguição
Força do ar
Ellendale
Morreu enquanto prisioneiro de guerra
29 de abril de 1942
Manila
Cemitério Americano
Filipinas
" Sim "
Cenotáfio


"Family Link incluído" Privado Infantaria
Exército
Wilmington
Morto em ação
2 de dezembro de 1944
Arlington
Cemitério Nacional
Arlington, VA
" Sim " Austin, William Henry

Fotos Militares
Classificação
Filial
de serviço Residência
Causa da morte
Data de Aprovação Cemitério /
Memorial Para Online
Memorial
Clique em
" Sim "

Pessoal
Sargento
489º Esquadrão de Bombardeiros
340º Grupo de Bombardeiros
Força do ar
Wilmington
Morreu de feridas
13 de maio de 1944
Sicília-Roma
Cemitério Americano
Itália
" Sim " Privado 157º Regimento de Infantaria
45ª Divisão de Infantaria
Exército
Louro
Morto em ação
23 de fevereiro de 1944
Sicília-Roma
Cemitério Americano
Itália
" Sim "


"Family Link incluído" Técnico
Quarta série
Exército Newark
Linha de dever
19 de agosto de 1943
Brandywine inferior
Pres. Cemitério
Owls Nest, DE
" Sim "

Privado
Primeira classe
81st Chem. Batalhão
Exército
Wilmington
Linha de dever
15 de dezembro de 1943
Gracelawn
Parque Memorial
Novo Castelo, DE
" Sim "


"Family Link incluído" Privado
Primeira classe
Exército Wilmington
Morto em ação
11 de julho de 1944
judaico
Com. Cemitério
Wilmington, DE
" Sim "

Segundo
Tenente
397 Esquadrão de Caças
368º Grupo de Caças
Força do ar
Claymont
Filmado por locais
17 de abril de 1945
Ardennes
Cemitério Americano
Bélgica
" Sim "

Banindo, Charles E., Jr.
AM + PH PUC

Pessoal
Sargento
68º Esquadrão de Bombardeiros
44º Grupo de Bombardeiros
Força do ar
Wilmington
Perdido no mar
11 de julho de 1944
Cambridge
Cemitério Americano
Inglaterra
" Sim "
Cenotáfio
Marinheiro
Primeira classe
EUA Corvina
Marinha
Wilmington
Perdido no mar
16 de novembro de 1943
Honolulu
Memorial
Honolulu, HI
" Sim "
Cenotáfio


"Family Link incluído" Privado 12º Regimento de Infantaria
4ª Divisão de Infantaria
Exército
Wilmington
Morto em ação
17 de setembro de 1944
Henri-Chapelle
Cemitério Americano
Bélgica
" Sim "


"Family Link incluído" Sargento 60º Regimento de Infantaria
9ª Divisão de Infantaria
Exército
Wilmington
Morto em ação
1 de setembro de 1944
Vista do rio
Cemitério
Wilmington, DE
" Sim "

Bartolomeu, Ellsworth E.
PH


"Family Link incluído" Técnico
Quinto ano
508º
Infantaria de pára-quedas
Exército
New Castle County
Morreu de feridas
16 de junho de 1944
Pomona
Cemitério
Pomona, CA
" Sim "


"Family Link incluído" Privado
Primeira classe
Signal Corps
Exército
Dover
Morreu enquanto prisioneiro de guerra
20 de julho de 1942
Cristo Episcopal
Cemitério da Igreja
Dover, DE
" Sim "


"Family Link incluído" Sargento 130º Regimento de Infantaria
33ª Divisão de Infantaria
Exército
Newark
Morto em ação
7 de março de 1945
Manila
Cemitério Americano
Filipinas
" Sim "


"Family Link incluído" Pessoal
Sargento
18º Esquadrão de Bombardeiros
Força do ar
Wilmington
Morreu de feridas
16 de outubro de 1944
Soldado dos EUA
Cemitério Nacional
Washington DC.
" Sim "


"Family Link incluído" Privado
Primeira classe
Exército Lincoln
Morto em ação
6 de junho de 1944
Normandia
Cemitério Americano
França
" Sim "


"Family Link incluído" Privado Empresa D
405ª Infantaria
Exército
Wilmington
Morto em ação
23 de novembro de 1944
Holanda
Cemitério Americano
Holanda
" Sim "


"Family Link incluído" Mestre
Sargento
Exército Wilmington
Linha de dever
15 de novembro de 1944
Hampton
Cemitério Nacional
Hampton, VA
" Sim "


"Family Link incluído" Privado 7º Regimento de Infantaria
3ª Divisão de Infantaria
Exército
Sussex County
Morto em ação
5 de novembro de 1943
Sicília-Roma
Cemitério Americano
Itália
" Sim "


"Family Link incluído" Marinheiro
Primeira classe
S.S. El Coston
" Guarda armada "
Marinha
Dover
Perdido no mar
27 de fevereiro de 1944
Costa leste
Memorial
Manhattan, NY
" Sim "
Cenotáfio


"Family Link incluído" Privado
Primeira classe
358º Regimento de Infantaria
90ª Divisão de Infantaria
Exército
Wilmington
Morto em ação
23 de julho de 1944
Catedral
Cemitério
Wilmington, DE
" Sim "

Biesinger, William J., Jr.
N / D

N / D Privado
Primeira classe
356º Grupo de Bombardeiros
Força do ar
Wilmington
Linha de dever
5 de março de 1944
Cemitério /
Memorial
" Não encontrado "
" Sim "


"Family Link incluído" Privado 188ª Infantaria de planadores
11ª Divisão Aerotransportada
Exército
Wilmington
Morto em ação
1 de fevereiro de 1945
Gracelawn
Parque Memorial
Novo Castelo, DE
" Sim "


"Family Link incluído" Primeiro
Tenente
379º Esquadrão de Bombardeiros
310º Grupo de Bombardeiros
Força do ar
Louro
Ausente em ação
4 de dezembro de 1942
norte da África
Cemitério Americano
Tunísia
" Sim "
Cenotáfio

Privado
Primeira classe
513º
Infantaria de pára-quedas
Exército
Wilmington
Morreu de feridas
26 de março de 1945
Holanda
Cemitério Americano
Holanda
" Sim " Privado
Primeira classe
310º Regimento de Infantaria
78ª Divisão de Infantaria
Exército
Bridgeville
Morto em ação
16 de dezembro de 1944
Bridgeville
Cemitério
Bridgeville, DE
" Sim "

Chama Negra, William W., Jr.
PH

Sargento 393º Regimento de Infantaria
99ª Divisão de Infantaria
Exército
Townsend
Morto em ação
24 de março de 1945
Townsend
Cemitério
Townsend, DE
" Sim "

Irmão de:
PFC. Robert Blackman
(de Atlantic County, NJ!)


A maior execução em massa da história dos Estados Unidos

Em 26 de dezembro de 1862, após a Guerra EUA-Dakota de 1862, o governo federal enforcou 38 membros da tribo Dakota em Minnesota. Foi a maior execução em massa da história dos Estados Unidos.

Dois dias depois que os Dakota se renderam em Camp Release em 26 de setembro de 1862, uma comissão militar começou a julgar os homens Dakota acusados ​​de participar da guerra. Os julgamentos rápidos - alguns com não mais de cinco minutos - de 392 prisioneiros foram concluídos em novembro. De acordo com a Minnesota Historical Society, 303 homens foram condenados à morte e 16 receberam penas de prisão.

Depois de revisar as transcrições do julgamento, o presidente Abraham Lincoln forneceu uma lista de 39 nomes de prisioneiros a serem executados. Um recebeu uma prorrogação de última hora. Na manhã de 26 de dezembro de 1862, diante de uma multidão estimada de 4.000 espectadores e em um cadafalso suspenso especialmente construído, os homens foram executados. Eles foram deixados pendurados no cadafalso por meia hora.

Após a execução, foi descoberto que dois homens haviam sido enforcados por engano. A Minnesota Historical Society relata que & # 8220Wicaƞḣpi Wastedaƞpi (We-chank-wash-ta-don-pee), que atendia pelo nome comum de Caske (que significa filho primogênito), supostamente deu um passo à frente quando o nome & # 8216Caske & # 8217 foi chamado e foi separado para execução dos outros prisioneiros. O outro, Wasicuƞ, era um jovem branco que havia sido adotado pelos Dakota desde cedo. Wasicuƞ foi absolvido. & # 8221


Alterdestiny

Estou criando meu plano de estudos para meu curso de história dos Estados Unidos desde 1945. Como o curso é tanto temático quanto cronológico, estou criando uma lista de 100 eventos mais importantes para incluir no plano de estudos. Aqui está o que eu inventei. Comentários? Algo notório que estou perdendo? Alguma coisa idiota que eu incluí?

  1. 6 de agosto de 1945 e # 8212 EUA. lança bomba atômica no Japão. Segunda Guerra Mundial termina 8 dias depois
  2. 1946 & # 8212Winston Churchill faz discurso & # 8220Iron Curtain & # 8221 no Missouri, as tensões aumentam entre os Estados Unidos e a União Soviética
  3. 1946-63 & # 8212Baby Boom & # 8212recordar a quantidade de nascimentos em um período de crescimento econômico e aumento do consumismo que leva à geração mais dominante e autoconsciente da história americana.
  4. 1947 e # 8212 Desvendando a Doutrina Truman, anunciando que os EUA fariam tudo ao seu alcance para conter o comunismo
  5. 1947 e # 8212 O Plano Marshall promulgado, fornecendo ajuda americana na reconstrução da Europa ocidental e meridional, avança a Guerra Fria de forma significativa
  6. 1948 & # 8212Berlin Airlift mostra a determinação americana contra a disseminação do comunismo e a agressão soviética
  7. 1949 & # 8212Criação da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN)
  8. 1949 & # 8212China torna-se comunista, os republicanos usam o evento para pintar os democratas como & # 8220soft no comunismo & # 8221
  9. 1950 & # 8212Senador Joseph McCarthy afirma ter uma lista de comunistas no Departamento de Estado. Embora ele não tenha essa lista, McCarthy baseia-se no medo nacional do comunismo para se tornar o indivíduo mais poderoso da nação. Eventualmente cai em 1954, após acusar os militares de simpatias comunistas. No entanto, McCarthy define a década de 1950 como uma década de supressão do pensamento e da ação de esquerda.
  10. 1950-53 e # 8212 Guerra da Coréia
  11. 1951 e # 8212U.S. testa bomba de hidrogênio
  12. 1951 & # 8212Release of The Day the Earth S Standing Still, início dos filmes de ficção científica que substituem os temores americanos sobre a Guerra Fria
  13. 1952 & # 8212Primeiro concerto de rock and roll em Cleveland
  14. 1953 e # 8212 Execução de Julius e Ethel Rosenberg por traição
  15. 1953 & # 8212Hugh Hefner lança a revista Playboy
  16. 1954 & # 8212Supreme Court declara segregação inconstitucional em Brown v. Board of Education
  17. 1954 e # 8212A televisão torna-se cada vez mais comum
  18. 1955 e # 8212Boicote ao ônibus Montgomery, liderado por um jovem Martin Luther King
  19. 1955 & # 8212American Federation of Labor (AFL) e Congress of Industrial Organizations (CIO) se fundem, sinalizando o fim do grande período da organização trabalhista americana.
  20. 1956 e # 8212Elvis Presley se torna uma estrela internacional, o rock and roll se torna a música da juventude americana
  21. 1956 & # 8212O presidente Eisenhower assina a Lei da Rodovia Interestadual, levando a um grande investimento do governo na construção de estradas e desinvestimento nos centros urbanos americanos e no transporte público
  22. 1957 e # 8212 Tribunal federal ordena que Little Rock desagregue escolas, resulta em violência e força o governo federal a intervir.
  23. 1957 & # 8212USSR lança o Sputnik, início da corrida espacial
  24. 1959 e # 8212Cuban Revolution traz Fidel Castro ao poder
  25. 1960 & # 82124 Os alunos A & ampT da Carolina do Norte começam a sentar-se no balcão de lanchonete de Greensboro, começa o movimento de sentar-se ao redor do sul.
  26. 1960—Food and Drug Administration approves birth control pill for general use
  27. 1961—Freedom Rides test willingness of federal government to enforce desegregation decisions, violence results.
  28. 1961—Bob Dylan releases first album
  29. 1961—East Germans raise Berlin Wall
  30. 1962—Cuban Missile Crisis—U.S. and Soviet Union come dangerously close to nuclear war
  31. 1962—Rachel Carson publishes Primavera Silenciosa, exposing the terrible environmental damage of pesticides and the chemical industry, eventually leads to banning of DDT and other toxic pesticides.
  32. 1963—Birmingham campaign of civil rights movement, Martin Luther King leads March on Washington to pressure President Kennedy to support civil rights legislation
  33. 1963—Betty Friedan publishes The Feminine Mystique, frequently seen as beginning of modern women’s movement
  34. 1963—Assassination of John F. Kennedy
  35. 1964—Gulf of Tonkin resolution, giving tremendous power to make war to the presidency, significantly ramps up American involvement in Vietnam
  36. 1964—Freedom Summer in Mississippi—attempt to register African-Americans to vote, violence results throughout Mississippi
  37. 1964—Civil Rights Act of 1964
  38. 1964—Republican Party nominates Barry Goldwater as its presidential candidate, marking the rise of modern conservatism. Lyndon Johnson defeats Goldwater in landslide, but conservatives see marked gains in elections of 1966 and 1968.
  39. 1964—Lyndon Johnson signs Wilderness Act of 1964
  40. 1964-1968—President Johnson launches his Great Society, including establishment of Medicare, Medicaid, Food Stamps, and dozens of other programs intended to lift Americans out of poverty.
  41. 1965—Voting Rights Act of 1965
  42. 1965—Murder of Malcolm X in New York City
  43. 1965—Immigration Act of 1965 ends revokes restrictive and racist immigration legislation of 1920s, begins rise of Latin American and Asian migration to the U.S.
  44. 1965—César Chávez and United Farm Workers begin Delano grape strike, call for national grape boycott
  45. 1965—Ralph Nader publishes Inseguro em qualquer velocidade, attacking unsafe General Motors cars. Nader becomes leader of consumer rights movement and one of America’s most influential figures through the late 1970s.
  46. 1965-70—rise of Black Power movement, eventually crushed by FBI-led murders of leading Black Power advocates
  47. 1966—National Organization of Women (NOW) founded
  48. 1966—California becomes first state to make LSD illegal, nation soon follows, but far too late to stop spread of drug
  49. 1966—Martin Luther King takes civil rights movement to the North violent protests against housing desegregation in Chicago.
  50. 1967—Summer of Love in San Francisco, hippie movement becomes increasingly prominent
  51. 1967—Bonnie and Clyde hits the theatres, destroying the restrictive code that guarded the morality of movies for 33 years and launching a new era of American film.
  52. 1967—Reies López Tijerina leads raid upon county courthouse in New Mexico in protest over lands stolen from native New Mexicans.
  53. 1968—Tet Offensive puts lie to President Johnson’s proclamations that the Vietnam War is almost won. Lyndon Johnson chooses not to run for reelection.
  54. 1968—Assassination of Martin Luther King in Memphis, Tennessee
  55. 1968—Assassination of Robert Kennedy by Palestinian nationalist Sirhan Sirhan.
  56. 1968—Brutal beatings of protestors at Democratic National Convention in Chicago, open warfare on the convention floor.
  57. 1968—Alabama Governor George Wallace runs for president on openly segregationist platform, wins significant support in North—rise of white backlash to civil rights movement.
  58. 1968—Richard Nixon wins presidency behind power of white backlash
  59. 1969—Americans land on moon
  60. 1969—Stonewall Rebellion in New York City marks first open resistance of gays to police repression, launches gay rights movement
  61. 1969—increasingly radical women’s movement protests at Miss America pageant in Atlantic City
  62. 1969—Cuyahoga River catches fire in Cleveland, drawing attention to massive environmental problems
  63. 1969—Woodstock music festival in New York
  64. 1970—Environmentalism becomes prominent first Earth Day protests, creation of Environmental Protection Agency to enforce increasing number of environmental laws and regulatory agencies.
  65. 1970—President Nixon invades Cambodia, leading to massive protests, including killing of students at Kent State University and Jackson State University
  66. 1971—MASH begins its run as the most popular television show in American history
  67. 1972—Equal Rights Amendment passes Congress, but rise of conservatism dooms it in state legislatures.
  68. 1972—Richard Nixon and Leonid Brezhnev conclude talks on Strategic Arms Limitation Treaty, the most important treaty controlling the nuclear arms race
  69. 1972—Passage of Title IX, greatly expanding women’s access to college sports
  70. 1973—U.S. pulls out of South Vietnam, Vietnam united under North Vietnamese leadership in 1975
  71. 1973—American Indian Movement seizes Wounded Knee, South Dakota, leading to violent standoff with FBI
  72. 1973—passage of Endangered Species Act, leads to revival of threatened species such as the bald eagle, wolf, and grizzly bear.
  73. 1973—First large-scale economic crisis since Great Depression, leads to high unemployment and long-term economic uncertainty that lasts through remainder of 1970s.
  74. 1973—Roe v. Wade legalizes abortion
  75. 1974—Watergate scandal comes to light, resignation of President Richard Nixon
  76. 1977—Apple introduces Apple II, the first prominent personal computer
  77. 1978—California passes Proposition 13, drastically cutting property taxes
  78. 1979—Iranian radicals take over American embassy, hold dozens of Americans hostage until 1981.
  79. 1979—Three Mile Island incident—near nuclear meltdown ends period of nuclear power growth in U.S.
  80. 1980—election of Ronald Reagan to the presidency
  81. 1980s—President Reagan launches “War on Drugs,” results lead to imprisonment of 20% of young black men on nonviolent drug charges.
  82. 1981—AIDS first recognized, Reagan administration ignores it as gay disease until 1985, setting back research and dooming thousands to early deaths.
  83. 1981-87—Reagan administration supports right-wing movements in Central America, leading to civil wars and the deaths of tens of thousands.
  84. 1986—Iran-Contra scandal comes to light, embarrassing Reagan administration
  85. 1986—Challenger Space Shuttle explodes, event watched by nearly all schoolchildren because first teacher to enter space was onboard national interest in space program declines
  86. 1987—Supreme Court recognizes legality of Indian gaming
  87. 1989—Fall of Berlin Wall heralds end of Cold War, breakup of USSR in 1991 ensures its end.
  88. 1991—First Gulf War begins period of long-term American military involvement in the Middle East.
  89. 1992—creation of North American Free Trade Agreement (NAFTA), expands both globalization and outsourcing of American manufacturing jobs abroad.
  90. 1993—Internet becomes prominent
  91. 1994—Republicans win massive gains in Congress, Speaker of the House Newt Gingrich issues “Contract with America”
  92. 1994—California voters pass Proposition 187, designed to deny undocumented migrants all state services, leads to backlash against Republican Party and makes California a Democratic stronghold based upon Latino votes.
  93. 2000—Disputed presidential election, Supreme Court gives election to George W. Bush, voting on a strictly partisan basis
  94. September 11, 2001—terrorists attack the United States, over 2000 dead, begins “War on Terror,” invasion of Afghanistan, etc.
  95. 2003—President George W. Bush orders invasion of Iraq
  96. 2003—Latinos pass African-Americans as nation’s largest minority group
  97. 2007—Global recession begins, no end in sight as of fall 2010
  98. 2008—election of Barack Obama to the presidency
  99. 2010—Arizona passes restrictive anti-immigration legislation, resurgence of racism and nativism throughout U.S.
  100. 2010—summer of 2010 sees record high temperatures around nation, flooding around the world, global climate change reaches critical tipping point.

Note: Already I noticed that I didn't include anything on the oil embargo.


The Founder's Welcome

As an African American and Pan-African holiday celebrated by millions throughout the world African community, Kwanzaa brings a cultural message which speaks to the best of what it means to be African and human in the fullest sense. Given the profound significance Kwanzaa has for African Americans and indeed, the world African community, it is imperative that an authoritative source and site be made available to give an accurate and expansive account of its origins, concepts, values, symbols and practice.

The Founder's Welcome

As an African American and Pan-African holiday celebrated by millions throughout the world African community, Kwanzaa brings a cultural message which speaks to the best of what it means to be African and human in the fullest sense. Given the profound significance Kwanzaa has for African Americans and indeed, the world African community, it is imperative that an authoritative source and site be made available to give an accurate and expansive account of its origins, concepts, values, symbols and practice.

Moreover, given the continued rapid growth of Kwanzaa and the parallel expanded discussion of it and related issues, an authoritative source which aids in both framing and informing the discussion is likewise of the greatest importance. Therefore, the central interest of this website is to provide information which reveals and reaffirms the integrity, beauty and expansive meaning of the holiday and thus aids in our approaching it with the depth of thought, dignity, and sense of specialness it deserves.

The holiday, then will of necessity, be engaged as an ancient and living cultural tradition which reflects the best of African thought and practice in its reaffirmation of the dignity of the human person in community and culture, the well-being of family and community, the integrity of the environment and our kinship with it, and the rich resource and meaning of a people's culture. It is within this understanding, then, that the Organization Us, the founding organization of Kwanzaa and the authoritative keeper of the tradition, has established and maintains this website.

During the holiday, families and communities organize activities around the Nguzo Saba (The Seven Principles): Umoja (Unity), Kujichagulia (Self-Determination), Ujima (Collective Work and Responsibility), Ujamaa (Cooperative Economics), Nia (Purpose), Kuumba (Creativity) and lmani (Faith). Participants also celebrate with feasts (karamu), music, dance, poetry, narratives and end the holiday with a day dedicated to reflection and recommitment to The Seven Principles and other central cultural values.


26 December 1943 - History

On December 25, 1776 George Washington and the Continental Army crossed the Delaware River into New Jersey in a surprise attack on the British. They had a decisive victory that helped turn the war back to the American's favor.


Washington Crossing the Delaware by Emanuel Leutze

It was the cold of winter. The wind was blowing and it was snowing. On one side of the Delaware River, George Washington and the Continental Army camped. On the other side, a British army of Hessian soldiers held the town of Trenton. It was also Christmas and, with an icy and dangerous river between the two armies, it did not look to be a day for fighting. The Hessian soldiers probably thought the last thing the American Army would do was attack in these terrible conditions. That's what made the attack so brilliant.

The Battle of Trenton

When George Washington and the army arrived in Trenton, the Hessians were not prepared for such an attack force. They soon surrendered. The casualties were low on both sides with the Hessians suffering 22 deaths and 83 injuries and the Americans 2 deaths and five injuries. The Americans captured around 1000 Hessians.

Who were the Hessian Soldiers?

The Hessian soldiers were German soldiers that the British hired to fight for them. They hired them through the German government. Around 30,000 German soldiers fought in the American Revolutionary War. They were called Hessians because a lot of them came from the area of Hesse-Kassel. Many of the Hessians stayed in America and settled there after the war was over.

Why was the Crossing of the Delaware so important?

The American forces were going through a very tough time right before the crossing. They had been pushed back all the way from New York to Pennsylvania. Many of General Washington's men were injured or ready to leave the army. The number of troops were dwindling and winter was approaching. The army desperately needed a victory. The victory gave a huge boost in moral to the American soldiers.


Source: New York Public Library

They Crossed More than Once

There were actually three crossings. The first crossing was the famous one where the army surprised the Hessians and won the Battle of Trenton. The second crossing was to return back to the American army's original camp. During the second crossing they had to bring the 1000 Hessian prisoners as well as all the stores and weapons they had captured across the river.

The third crossing was a few days later. General Washington and the army crossed again in order to push back what was left of the British Army and take back much of New Jersey.

  • Every year on Christmas day the "Crossing of the Delaware" is reenacted at Washington Crossing.
  • Future President James Monroe and Chief Justice John Marshall were both part of the army at the time of the crossing.
  • Emmanuel Leutze painted a famous painting called Washington Crossing the Delaware (see the painting at the top of the page). It's a beautiful painting, but not very historically accurate.
  • Boats from all over the area were used to help the army cross the river. Many of the boats were called Durham boats which were from a local iron works company and were designed to carry heavy loads.


Map of the Crossing and the Battle of Trenton
Source: Center of Military History
Click on map for larger view

  • Take a ten question quiz about this page.
  • Listen to a recorded reading of this page:
    Your browser does not support the audio element.


Referências

  • Ambrose, Stephen E. The Good Fight: How World War II was Won. New York: Atheneum, 2001. ISBN 0689843615
  • Gilbert, Martin. The Second World War: A Complete History. New York: Owl Books/Henry, Holt & Co, 2004. ISBN 0805076239
  • Ready, J. L. Forgotten Allies: The Military Contribution of the Colonies, Exiled Governments and Lesser Powers to the Allied Victory in World War II. Jefferson, NC: McFarland & Company, 1989. ISBN 0899501176

Welcome to the Georgia Museum of Natural History

The Georgia Museum of Natural History is an important center of natural history research.

For almost a century, the University of Georgia has been a center of research in natural history related to the state, the region, and the world. To a large extent the quality of this research is based upon the information and knowledge associated with the 11 collections affiliated with the Georgia Museum of Natural History. These collections represent research conducted in dozens of fields of study. They are crucial for graduate research and training programs in their respective academic departments. Each year the personnel associated with these collections generate approximately 100 scientific publications and average over $1,500,000 in contracts and grants. The collections themselves represent voucher specimens for the research and the data associated with each of the collections contains an important base for future research.


Sensitive Collections Statement

The Ohio History Connection Collections are comprised of many culturally significant materials. Some were created to be private or confidential and are now accessible as part of the historical record. Some contain offensive images, language or content which reflect the creators’ views or those of the period in which they were created, written or recorded. Many are not appropriate by today’s standards of respectful expression and actions. They serve as reminders of the importance of increased cultural competency, inclusion and equity.

We recognize our past role in promoting these perspectives, and we are working to ensure that the histories we preserve and interpret today encompass the experiences of all those who have called Ohio home. There is much work yet to do. Please view our new strategic plan to see where we are headed.

Please note that as part of our commitment to presenting American Indian perspectives, the Ohio History Connection complies with the directives of authorized tribal representatives regarding the public presentation of images and information from their ancestral communities. We do this in accordance with federal law and our American Indian Policy.


Assista o vídeo: Союзкиножурнал 1943 62 Брянский фронт (Pode 2022).