Artigos

Um Fragmento Anteriormente Não Identificado de "Pearce, o Monke Negro Sobre o Elixir" em MS. Mellon 43

Um Fragmento Anteriormente Não Identificado de

Um Fragmento Anteriormente Não Identificado de "Pearce, o Monke Negro Sobre o Elixir" em MS. Mellon 43

Timmermann, Anke

Marginalia, Vol.1 (2005)

Abstrato

Entre os manuscritos da coleção Mellon, que agora faz parte do acervo da Biblioteca Beinecke da Universidade de Yale, há uma miscelânea alquímica de uma diversidade não incomum para os cadernos do século XVI. Os quatro (ex) tratados são principalmente anônimos, escritos em inglês e latim, prosa e verso. Bastante desgrenhado e incompleto na aparência, o volume é destituído de seu contexto original; na verdade, não sabemos muito sobre sua proveniência, exceto por uma datação paleográfica de cerca de 1575. Esta nota pretende lançar luz sobre a identidade de um texto em verso alquímico anteriormente não identificado no manuscrito, que ocupou uma posição marginal (literalmente e figurativamente), uma vez que foi copiado para o MS. Mellon 43.


Assista o vídeo: TURISMO RIO NEGRO MS (Dezembro 2021).