Artigos

Tempo e eternidade em Santo Agostinho

Tempo e eternidade em Santo Agostinho

Tempo e eternidade em Santo Agostinho

Costa, Marcos Roberto Nunes

Mirabilia 11, Tempo e Eternidade na Idade Média, Jun-Dez (2010)

Abstrato

Toda disputa agostiniana a respeito da relação tempo - eternidade surge da necessidade de combater os maniqueus e, indiretamente, todos aqueles que afirmaram, afirmaram a eternidade mundial, que negaram ex nihilo o princípio judaico - cristão da criação. Santo Agostinho, partindo do livro bíblico do Gênesis para apresentar um fundamento revelacional e uma filosofia neoplatônica, a fim de dar sustentação filosófica à tese acima mencionada, acabou por se afastar não só do maniqueísmo, mas do próprio neoplatonismo que tem funcionado como base filosófica para contestar aqueles.

Mirabilia


Assista o vídeo: Santo Agostinho e o tempo (Dezembro 2021).