Artigos

Scottish Portias: Women in the Courts in Medieval Scottish Towns

Scottish Portias: Women in the Courts in Medieval Scottish Towns

Scottish Portias: Women in the Courts in Medieval Scottish Towns

Por Elizabeth Ewan

Journal of the Canadian Historical Association, Vol.3: 1 (1992)

Resumo: Ao estudar os registros do século XV e do início do século XVI de várias cidades escocesas, este artigo examina os papéis das mulheres nos tribunais municipais da Escócia medieval. Argumenta que, embora as mulheres enfrentassem certas desvantagens legais, elas puderam fazer uso dos tribunais para defender seus próprios interesses. Um exame das ações dessas mulheres mostra que as restrições legais eram frequentemente desprezadas na prática, com as mulheres defendendo seus próprios casos e até mesmo ocasionalmente agindo como procuradoras de outras. Este estudo de caso aponta a necessidade de examinar a aplicação prática da lei, bem como dos códigos e tratados jurídicos, antes de se chegar a conclusões sobre a condição da mulher. Ao mostrar o papel ativo que as mulheres tiveram na vida jurídica da cidade, também sugere que a história urbana escocesa precisa levar em conta as experiências das mulheres na reconstrução da vida nas cidades medievais.


Assista o vídeo: Couple sentenced to life over 1999 murder of vulnerable women (Janeiro 2022).