Artigos

Narrativas de tempo: Agostinho e Joaquim de Fiore

Narrativas de tempo: Agostinho e Joaquim de Fiore

Narrativas de tempo: Agostinho e Joaquim de Fiore

Rossato, Noeli Dutra

Mirabilia 11, Tempo e Eternidade na Idade Média, Jun-Dez (2010)

Abstrato

O Livro XI das Confissões de Agostinho é analisado com base na implicação mútua entre os temas do presente triplicado e da distensão da alma. A solução apresentada é a do paradoxo ontológico e a da medida do tempo estarem ligados a ambos os temas, e que a noção de narrativa se apresenta como uma possibilidade de resolução do paradoxo entre o tempo da alma e o tempo da o mundo. Por fim, analisa-se a teoria da história de Agostinho e Joaquim de Fiore do ponto de vista narrativo.


Assista o vídeo: Escola Aberta JOAQUIM DE FIORE E A NOVA ERA (Dezembro 2021).