Podcasts

O duelo entre Guy of Steenvoorde e Iron Herman

O duelo entre Guy of Steenvoorde e Iron Herman

Por Peter Konieczny

Quando comecei a me interessar pela história medieval como um estudante universitário, uma das primeiras fontes históricas que li foi O Assassinato de Carlos o Bom. Escrito por Galberto de Bruges, é o relato de como Carlos, conde de Flandres, foi assassinado em 2 de março de 1127 e do caos e da guerra que ocorreram nas semanas e meses após sua morte.

O que me cativou foi o quão vívido era o relato de Galbert - ele escreve como é quase um jornalista enviando relatórios diários sobre o que viu e ouviu. A certa altura, ele comenta que “entre tantos perigos durante a noite e tantos conflitos durante os dias que eu, Galbert, por não ter lugar para escrever, anotei em tabuinhas um resumo dos acontecimentos que ocorreram até em algum ponto em um almejado momento de paz, durante a noite ou de dia, eu poderia colocar em ordem a presente descrição de acordo com o que havia acontecido. ”

Jeff Rider, professor de Línguas e Literaturas Românicas e Estudos Medievais na Wesleyan University, passou os últimos anos trabalhando em Galbert of Bruges e em seu relato, e produziu uma nova tradução dele, intitulada O Assassinato, a Traição e o Massacre do Glorioso Carlos, Conde de Flandres. É a partir dessa tradução que quero compartilhar um episódio em particular, um duelo judicial travado entre Guy of Steenvoorde e Herman the Iron em 11 de abril de 1127. O duelo ocorre na cidade de Ypres, logo após a brutal execução de um dos principais conspiradores envolvidos no assassinato do Conde Charles. Guy of Steenvoorde, “um cavaleiro famoso e forte” também é acusado de fazer parte da trama que matou Charles, aparentemente porque ele era casado com a sobrinha de outro conspirador. Guy negou a acusação, mas outro cavaleiro chamado Iron Herman fez um desafio para o combate individual. O duelo foi armado e Galbert escreveu:

… Ambos lutaram amargamente. Então seu oponente, correndo mais perto, atropelou o cavalo de Guy com sua espada, estripando-o. Deslizando do cavalo, sua espada desembainhada, Guy atacou seu adversário. Um confronto contínuo e amargo seguiu com trocas de golpes de espada, até que, desgastados pelo peso e carga de seus braços, eles jogaram fora seus escudos e se apressaram para vencer a luta com sua força na luta livre. Iron Herman caiu prostrado no chão, e Guy se jogou em cima dele, batendo na boca e nos olhos do cavaleiro com suas manoplas de ferro. Mas, assim como se lê sobre Antheus, o homem prostrado foi ganhando força pouco a pouco com a frieza do solo e astutamente fez Guy pensar que estava certo da vitória enquanto descansava. Enquanto isso, tendo levantado sua mão muito suavemente para as bordas inferiores da cota de malha, onde Guy estava desprotegido, e agarrando-o pelos testículos, ele reuniu suas forças para um único esforço e o jogou para longe, quebrando todas as partes inferiores de seu corpo por este arremesso de forma que o prostrado Guy ficou fraco e gritou que ele estava derrotado e ia morrer.

O único outro relato do duelo é registrado por Walter de Théroanne, que compartilha algumas semelhanças, mas também é muito diferente:

Quando o duelo judicial para determinar o caso entre Guy e seu acusador Herman, apelidado de Ferro, começou, Guy teve a melhor entre a primeira e a segunda troca de golpes e caiu sobre Herman e o esmagou no chão sob o imenso peso de seu corpo e seus braços (pois Guy, como Herman, estava armado com uma cota de malha pesada e um capacete). Então Herman, fortalecido pela virtude de Deus, levantou-se como se não sentisse mais nada pesando sobre ele e, derrubando por sua vez aquele que, como foi mencionado acima, antes tinha a vantagem, começou a pressioná-lo a conferir o crime que ele tinha cometido. O que mais posso dizer? Ele foi finalmente derrotado pelo julgamento divino e condenado pelo crime do qual foi acusado e, portanto, sentenciado à morte.

Por que a versão de Galbert é tão diferente e mais vívida? Ryder observa um fato importante: Galbert de Bruges não estava em Ypres para ver este duelo. Ele estava contando com os relatos de outras testemunhas oculares e usou isso para recriar a luta. Sua imaginação também faz uso de como os duelos foram escritos na literatura do século 12 para ajudar a dar à luta um drama extra. Galbert até adiciona uma referência à mitologia antiga com a menção de Antheus - dizia-se que ele era o filho gigante de Poseidon e Gaia, e era invencível em batalha quando em contato com a terra. Ele é morto em uma luta de luta livre por Hércules, que o segurou sobre sua cabeça até que o gigante enfraquecesse.

Rider explica:

Existem, com certeza, certos elementos da luta - como o recurso a socos e o poderoso arremesso de testículo com que Herman derrota seu inimigo - que estão em desarmonia com o espírito dos heróicos duelos literários e é improvável que tenham estado inventado por Galbert, e a luta provavelmente ocorreu da maneira que Galbert a descreve. Gut provavelmente derrubou Herman de seu cavalo e o manteve no chão; Herman provavelmente matou o cavalo de Guy; provavelmente lutaram com espadas, depois com punhos; e assim por diante. Mas aqui ... Galbert usou um modelo mental existente - neste caso, o modelo narrativo de um duelo - para apreender, analisar e representar um evento que, por essa causa, ele não testemunhou e deve imaginar com base em outras pessoas contas. Ao inseri-lo em uma tradição narrativa, além disso, este modelo torna sua descrição mais rica, mais vívida e mais detalhada do que a de Walter, e lhe dá uma ressonância e familiaridade que falta a Walter.

Este é apenas um episódio da fascinante crônica de Galbert de Bruges, repleta de violência, guerra e intriga política o suficiente para que se pensasse que era para ser um filme de Hollywood. Existem duas traduções do trabalho de Galbert - a primeira por James Bruce Ross de 1953 - você pode ler um trecho dela no Site De Re Militari. A tradução de Jeff Rider de 2013 foi publicada por Yale University Press, enquanto seu livro, Escriba de Deus: a arte historiográfica de Galberto de Bruges, oferece uma análise aprofundada.

Veja também:'Diário' de Galbert of Bruges: do fracasso medieval ao bestseller moderno


Assista o vídeo: Ironman and Warmachine vs Whiplash Ironman:Armored Adventures (Outubro 2021).