Podcasts

O poder de cura de um jardim - Uma visão medieval

O poder de cura de um jardim - Uma visão medieval

“Feliz é aquele que pode conhecer as causas das coisas, especialmente qualquer que seja a causa da saúde.” - Henrique de Huntingdon, Anglicanus ortus

Quando se tratava de uma vida saudável, os povos medievais eram cuidadosos com o que comiam. Em etapas Henry of Huntingdon para nos oferecer um guia poético para as qualidades saudáveis ​​e medicinais do que você pode encontrar em um jardim.

Henry, arquidiácono de Huntingdon, é mais conhecido entre os medievalistas como o autor de uma crônica do século 12 que cobre eventos dentro e ao redor da Inglaterra. Os estudiosos conseguiram encontrar mais trabalhos dele, incluindo Anglicanus ortus, um guia para 160 ervas, especiarias e vegetais diferentes. Escrito em verso, Henry escreve como se estivesse fazendo um tour em seu próprio jardim, explicando o que sabe sobre essas plantas. Ele faz uso do conhecimento médico que escritores antigos, como Galeno e Dioscórides, sabiam sobre eles, e às vezes acrescenta em suas próprias observações.

Os leitores reconhecerão facilmente algumas das plantas - como Rosas ou Aipo - enquanto outras - como Periwinkle e Giant Hogweed - não são tão comuns. O trabalho foi recentemente editado e traduzido por Winston Black. Aqui estão trechos de dez das plantas mencionadas:

Orégano

O suco de orégano, quando misturado ao leite, erradica
uma dor auditiva se for derramada nos ouvidos.
Se misturado com Iris e colocado dentro de uma narina,
forçará o sangue odiado da cabeça a escorrer pelo nariz.
Mantido por muito tempo dentro da boca, ele cura feridas orais,
ou triturado com os dentes por enquanto cura um dente doente.
Ele domina a garganta ou úvula inchada com poder secante.
O pó de orégano com mel afasta a tosse,
com água quente amolece cólicas estomacais (eu sei do que falo),
quando bêbado, é bom para a urina e prejudica seus vermes estomacais,
e no final, a erva é boa ou tudo dentro.

morango

O enredo que se segue comanda aqueles que vagueiam
para provar Morangos, o melhor em sabor. Nenhuma outra fruta será
mais bonito de se ver do que estes, nenhum outro mais doce para provar.
Sabemos por especialistas que nada produz a urina tão bem;
sabemos por especialistas que nada destaca tão bem um período.

aneto

O alegre Dill faz esporte sentado na cadeira de seu pai,
Uma progênie agora nascida da semente do pai e pronta para produzir
Uma semente paternal para ser renovada pela progênie renovada
(e alguém em vão plantaria figos para fazer raiz de endro!).

Já chega disso. Dill é comprovadamente quente e seco;
Seu grau é considerado o segundo em qualquer um deles.
Beneficia e prejudica os olhos, pois a raiz,
Primeiro moído e aplicado, tira o seu calor.
Se bebido com muita frequência, prejudica os olhos e destrói a via genital,
Secar a umidade do sêmen por dentro.

Raiz-forte

Você quer remover um tumor? Pegue um sapo e amarre
para o tumor; o tumor vai beber todo o sapo para que
você ficará maravilhado que apenas uma pele seca permaneça pela manhã.
Depois que isso é removido, uma raiz de rábano, a urina de uma vaca,
e a flor de trigo matará toda a força do tumor.

Rabanete

A erva chamada rabanete segue corretamente o rábano:
Ele também tem um poder semelhante; mas menos um pouco,
Um sabor semelhante, mas um pouco mais fraco,
No entanto, é rotulado como excelente para extrair urina.
Ele fortalece o peito, reforça o interior,
Então, aqueles que comeram a erva citada na época de Marte
Desfaz a hora da morte com esses auxiliares.

Alface

Você vai reunir foguete quente com alfaces geladas,
pois um poder frio e úmido é discernido nas alfaces,
pelo qual ele alivia febres excessivas quando moído e aplicado,
e quando comido concede o mesmo. Dá sono, mexe os intestinos,
e a semente embebida com vinho tapa as entranhas.
Alface suprime sonhos vazios, traz leite transbordando,
e comido sem lavar é comprovadamente útil para o estômago.
Alguns dizem que isso faz mal aos olhos.

Cebola

Diversos médicos têm opiniões diversas sobre cebolas
(mas não vou demorar muito sobre eles): o autor Galen
afirma que eles são bons para o fleumático, mas prejudiciais
para o bilioso, e Dioscórides disse que, uma vez dado,
eles incham e perturbam a cabeça e acendem a sede.
Asclépio pronunciou-os muito bem,
especialmente para o estômago, e trazem cor
por um simples olhar para esta bela erva. Sempre termine os jejuns
com cebolas - você nunca ficará doente. Se você costuma esfregar lugares
sem cabelo, por meio dessa arte você pode trazer o cabelo de volta.

Cravo

Os reis se alegram em colocar cravo em suas prensas de vinho,
e os nobres se regozijam em carregar cravos-da-índia dentro de suas bolsas.
Diz-se que é reconfortante para todas as naturezas
e, grande em valor, não se rebaixa ao nível dos pobres;
portanto, diz-se que seca e seca no segundo grau.
Cravo em pó, quando misturado com vinho, aumenta
o poder de memória do cérebro se estiver bêbado com frequência;
tomado assim, fortalece o fígado e o estômago.

Canela

Os Cinnamons não podem ser derrotados por seus poderes,
nem podem ser igualados por seu sabor mais doce.
Esta especiaria cura os olhos lacrimejantes secando;
limpa um rosto ocupado por uma toupeira desagradável
se aplicar, moa com vinagre forte.
Uma tosse e catarro serão destruídos por esta especiaria;
tome isso e o fígado fica curado e a urina sai correndo.

Cogumelo

Grande Galeno, elogiando o Cogumelo, disse que faz
o interior limpa e ao mesmo tempo afrouxa bloqueios.
Quem tem icterícia se beneficia com isso e um epiléptico melhora.
Causa menstruação, afasta artrite, ciática e febre,
e - então o Filósofo pode resumir todas as coisas - ele sozinho acrescentou
ele purga todas as coisas ocultas que os corpos podem ocultar.

Anglicanus ortus: um verso à base de plantas do século XII, de Henrique de Huntingdon, foi editado e traduzido por Winston Black e publicado pelo Pontifício Instituto de Estudos Medievais em 2012..

Veja também o artigo de Winston BlackO lapidário de Henrique de Huntingdon redescoberto e seu Anglicanus Ortus remontado na Academia.edu

Você também pode seguir Winston no Twitter@WinstonEBlack

Imagem superior: Um jardim medieval - da British Library MS Royal 6 E IX f. 15v


Assista o vídeo: O BOSQUE ENCANTADO - Musica de Fantasia, Magia, Encantos, Fadas, Sonhos, Duendes e Elfos (Outubro 2021).