Podcasts

Isabel de Aragão (falecida em 1336): Rainha modelo ou Santa modelo?

Isabel de Aragão (falecida em 1336): Rainha modelo ou Santa modelo?

Isabel de Aragão (falecida em 1336): Rainha modelo ou Santa modelo?

Por Iona McCleery

The Journal of Ecclesiastical History, Vol.57: 4 (2006)

Resumo: Muito pouco trabalho foi feito em rainhas ibéricas e menos ainda em santos ibéricos. Este estudo de Isabel de Aragão (c. 1270–1336), esposa do rei D. Dinis de Portugal (1279–1325), que era venerada como santa logo após a sua morte, pretende explorar a relação entre a realeza de Isabel e a sua santidade. Ele se envolve com pesquisas recentes e critica comparações óbvias entre Isabel e sua tia-avó, Santa Isabel da Turíngia. Isabel também pode ser comparada a várias outras rainhas europeias medievais e sua vita principal exibe semelhanças impressionantes com a literatura de cortesia real encontrada em outros lugares.

Introdução: Em 26 de março de 1612, testemunhas assistiram à abertura de um túmulo no convento franciscano de Santa Clara em Coimbra, Portugal. Um deles posteriormente descreveu a condição do corpo encontrado no interior:

apesar de ter quase trezentos anos, o corpo santo era inteiro, o rosto nobre, os cabelos dourados e ainda presos à pele, o braço e a mão direita inteiros, as unhas como se fossem de uma pessoa viva ... e nas feições do rosto havia grande semelhança com a efígie que vemos no túmulo.

Os médicos presentes confirmaram a falta de corrupção do corpo; Gonçalo Dias, cirurgião-chefe de Coimbra, afirmou: 'Tenho a certeza de que está além da ordem natural um corpo tantos anos sem apodrecimento, o que só pode ser milagroso.' 2 De quem era este corpo milagroso e porque o despertou tanto interesse? O túmulo era de Isabel de Aragão, esposa do rei D. Dinis de Portugal (1279–1325), que tinha morrido quase trezentos anos antes, a 4 de julho de 1336, e a abertura do túmulo fazia parte de um longo processo isso acabou levando à sua canonização em 25 de maio de 1625. Conhecida como Rainha Santa, Isabel é venerada como a única santa real canonizada de Portugal.


Assista o vídeo: O MILAGRE DAS ROSAS - NENETE E DORINHO (Janeiro 2022).