Podcasts

Novos livros medievais: fortunas e pensamentos

Novos livros medievais: fortunas e pensamentos


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Cinco livros que o levarão das fronteiras da Inglaterra e da Escócia às ilhas entre o Japão e a China.

O Livro da Mutabilidade da Fortuna, de Christine de Pizan

Editado e traduzido por Geri L. Smith

Centro de Estudos Medievais e Renascentistas do Arizona
ISBN: 978-0-86698-570-3

Trecho: Como será possível para mim, simples e de pouca inteligência, expressar adequadamente o que não pode ser facilmente avaliado ou bem compreendido? Por mais que alguém tenha sido capaz de aprender, não poderia descrever completamente o que anseio escrever. Isso se deve à grande variedade de adversidades e ocorrências específicas que abrangem os pesados ​​fardos que a influência instável da fortuna enganosa engendra. Eles são o resultado de sua vasta plenitude, ela própria um verdadeiro abismo de profundidade insondável. Não posso deixar de deixar de empreender um trabalho tão vasto quanto descrever a natureza invejosa de seu engano. Seria difícil para mim falar sobre isso de forma adequada, dada a minha inteligência limitada, quando muitas pessoas distintas escreveram sobre isso e foram incapazes de registrar tudo o que se pode dizer sobre ela.

Imagens medievais na política atual

Por Daniel Wollenberg

Arc Humanities Press
ISBN: 9781942401407

Trecho: O objetivo principal deste livro é, mais simplesmente, apresentar como e por que o passado pré-moderno é manipulado e implantado como um meio para certos fins políticos hoje. O primeiro capítulo apresenta o medieval como um conceito inerentemente politicamente carregado no discurso político contemporâneo e examina o medievalismo negro em particular. O segundo capítulo então se volta para a associação da extrema e extrema direita da identidade branca com a Idade Média nas extremidades mais radicais do discurso político. O terceiro capítulo examina o conservadorismo tradicionalista nos EUA e na Europa, mostrando como o abraço de extrema e extrema direita da herança cultural medieval tem sido central para certas vertentes do pensamento conservador relativamente dominante por décadas, se não mais. O quarto capítulo chama a atenção para o medievalismo político na esquerda (embora não exclusivamente à esquerda) e na academia, considerando o conceito de "neo-medievalismo" e revisitando a teoria do Novo Medievalismo das Relações Internacionais.

Por que a filosofia medieval é importante

Por Stephen Boulter

Bloomsbury
ISBN: 978-1-3500-9416-1

Trecho: Filósofos com interesse especial no pensamento medieval gastaram muito tempo e esforço expondo as virtudes dos princípios escolares para outros profissionais da disciplina. Na verdade, pode parecer que os especialistas em filosofia medieval têm pouco mais do que isso, desde que um trabalho sério começou no projeto ou recuperando o pensamento dos escolásticos, há mais de um século e meio. Nossos esforços coletivos têm se esforçado continuamente na mesma direção - defendendo a filosofia medieval para a corrente filosófica dominante. Então, por que mais um trabalho sobre por que a filosofia medieval é importante? Certamente, se há um caso a ser defendido a favor da filosofia medieval, já foi.

Ryukyu marítimo, 1050-1650

Por Gregory Smits

University of Hawai’i Press
ISBN: 9780824873370

Trecho: Este livro é uma história interdisciplinar e revisionista das ilhas Ryukyu entre aproximadamente 1050 e 1650 com excursões ocasionais em anos posteriores. O ano de 1050 marca o início aproximado do "Período Gusuku" nas ilhas Ryukyu, uma época em que surgiram os centros de poder. Em 1650, Sho Shoken (1617-1675) publicou Reflexões sobre Chuzan (Chuzan seikan), a primeira história oficial de Ryukyu. Por razões que ficarão claras, este evento é um ponto final adequado para este estudo.

A batalha de Carham: mil anos depois

Editado por Neil McGuigan e Alex Woolf

Birlinn
ISBN: 978 1 9190900 24 6

Trecho: Certo ou errado, o encontro entre os nortumbrianos e seus vizinhos do norte e do oeste há muito tempo é considerado como uma das batalhas de ‘amadurecimento’ da Escócia. Nosso aviso mais detalhado da batalha de Carham contém a última referência clara a um rei de Strathclyde, mas a batalha também foi ligada à anexação escocesa de Lothian. O historiador vitoriano Thomas Hodgkin opinou que a batalha foi "mais importante do que Brunanburgh", acrescentando que "talvez digamos apenas um pouco menos importante do que Hastings".


Assista o vídeo: Official Trailer - A Mermaids Tale (Junho 2022).


Comentários:

  1. Romeo

    Sobre esse assunto, pode demorar muito tempo.

  2. Gagul

    Excelente ideia, eu mantenho.

  3. Tojar

    Isso vai ser interessante.

  4. Tygoshura

    Parece uma ideia notável para mim é

  5. Zulur

    Peço desculpas, mas, na minha opinião, você não está certo. Vamos discutir. Escreva para mim em PM, vamos conversar.

  6. Shalar

    Está bem dito.



Escreve uma mensagem